quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Reavivamento no Reino de Josafá -2 Crônicas 17

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica – 2 Crônicas 17
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Reavivamento  no Reino de Josafá


 O povo de Deus do século XXI só experimentará um novo avivamento e nova reforma espiritual apenas quando todos se voltarem à Bíblia e ao Seu Autor: Deus. Isso não porque não  igrejas e membros de Deus na terra, mas porque atualmente o foco de muitos cristãos é expandir a igreja e não o reino de Deus. Querem crescimento quantitativo, ignorando o qualitativo. A maioria está ávida por sucesso e aprovação humana sem se importar com a vontade divina. Consequentemente há uma rotatividade de membros na igreja sem comprometimento. Muitos líderes não são cheios do Espírito Santo, mas cheios de espírito crítico, além de serem egoístas e orgulhosos. No geral a igreja carece de avivamento espiritual e de radical reforma de vida. Isso se dará quando houver um retorno genuíno à Palavra de Deus, aos seus princípios e a um relacionamento íntimo com Seu Autor. É preciso ter coragem para agir com ousadia em prol da Palavra de Deus e não em conformação com a vontade humana (II Crônicas 17:1-6). Entretanto, antes de ter coragem, Josafá buscou a Deus e guardou Seus mandamentos; só então foi abençoado com recursos para governar e Deus lhe confirmou o reino. Por conseguinte, Josafá “encorajou-se o seu coração nos caminhos do Senhor, e ainda tirou os altos e postes-ídolos de Judá” (v. 6). Você precisa de coragem para começar um reavivamento e reforma em tua vida? Busque a Deus, peça-Lhe forças e habilidades; Ele te dará!


Josafá reinou em Judá cerca de 870-845 a.C., além de hábil administrador, promoveu reformas religiosas; e passou para a história como um dos grandes reis que levou o povo a um grande reavivamento e reforma. Já no início ele encontrou conforto em Deus e em Seus caminhos, nesta experiência encontrou satisfação e prazer (II Crônicas 17:1-6). Animado pela sensação do favor divino, se dispôs a efetuar maiores reformas e a animar ao povo a que andasse pelo caminho do Senhor. Reforma espiritual significa acabar com práticas religiosas erradas apresentando corretamente a verdade ao povo (vs. 7-10). Nos dias atuais é preciso líderes na igreja com a visão de Josafá. As estratégias apresentadas para combater práticas religiosas erradas são:

1. Sistematizar um plano espiritual ousado, rápido e abrangente (v. 7);
2. Envolver no projeto vários líderes consagrados que levem de casa em casa a Lei de Deus – a Bíblia (v. 8);
3. Usar pessoas capacitadas para espalhar doutrinas verdadeiras em todas as cidades, em todas as casas (v. 9).
O texto revela que não basta simplesmente condenar o erro, é preciso proclamar a verdade. Não se deve combater as pessoas e suas crenças, deve apresentar o claro “Assim diz o Senhor” ou o “Está Escrito”. Muitas pessoas discutem a Bíblia, o qual é uma atitude errada; o certo é abri-la e apresentar a verdade; só então virá “o temor do Senhor sobre todos os reinos das terras…” (v. 10).

Apenas argumentos não são suficientes para convencer as pessoas do seu erro. Somente abrindo e apresentando correta, clara e objetivamente a Palavra de Deus traz resultados valiosos. Josafá não tomou meias medidas. Os sacerdotes foram enviados por todas as cidades com a missão de instruir ao povo na Lei do Senhor e nos caminhos da retidão. O líder deve entender que a prosperidade depende da dependência de Deus e Suas ordens. Portanto, deve fazer tudo o que pode para que o povo conheça bem os requisitos divinos a fim de que se liberte do pecado e ande nos caminhos do Senhor. No tempo de Josafá, “como muitos procurassem compreender os reclamos de Deus e afastar do pecado, teve lugar um reavivamento” (Profetas e Reis, pág. 191). Os resultados vieram (II Crônicas 17:11-19) e com eles aprendemos que:


1. Deus age quando o povo toma atitude: Os resultados dos fervorosos esforços do rei em favor de seu povo foi um despertar espiritual em todas as partes da nação.

2. Deus promove a paz quando Sua igreja O busca: Deus mudou a forma de agir das cidades e nações vizinhas de Judá. Em vez de provocações, ameaças e guerras os vizinhos de Judá trouxeram presentes, pratas e rebanhos. Desta forma, uma igreja sem a Palavra e a bênção de Deus gera preconceito e ódio na sociedade, mas uma igreja que tem o poder de Deus ganha o respeito e o carinho das pessoas. – Heber Toth Armí.


#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Edificada Sobre a Rocha

A Fé Pela Qual Eu Vivo

31 de outubro  
Edificada Sobre a Rocha

Pois também Eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a Minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Mat. 16:18.

A palavra Pedro significa pedra – uma pedra movediça. Pedro não era a rocha sobre que a igreja estava fundada. As portas do inferno prevaleceram contra ele quando negou seu Senhor com imprecações e juramentos. A igreja foi edificada sobre Alguém contra o qual as portas do inferno não podiam prevalecer. …

A igreja é edificada tendo Cristo como seu fundamento; deve obedecer a Cristo como sua cabeça. O Desejado de Todas as Nações, págs. 413 e 414.

Se Jesus houvesse delegado qualquer autoridade especial a um dos discípulos, de preferência aos outros, não os encontraríamos tantas vezes questionando acerca de quem seria o maior. Ter-se-iam submetido ao desejo do Mestre e honrado aquele que Ele escolhera.

Em vez de apontar um para cabeça, Cristo disse aos discípulos: “Não queirais ser chamados Rabi”; “nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.” Mat. 23:8 e 10.

“Cristo é a cabeça de todo varão.” I Cor. 11:3. Deus, que pôs todas as coisas sob os pés do Salvador, “sobre todas as coisas, O constituiu como cabeça da igreja”. Efés. 1:22. O Desejado de Todas as Nações, pág. 414.

Na presença de Deus e de todos os entes celestiais, em presença do invisível exército do inferno, Cristo fundou a Sua igreja sobre a Rocha viva. A Rocha é Ele próprio – Seu próprio corpo, quebrantado e ferido por nós. Contra a igreja edificada sobre este fundamento, não prevalecerão as portas do inferno. …

Durante seis mil anos tem a fé edificado sobre Cristo. Por seis mil anos as inundações e tempestades da ira satânica têm batido de encontro à Rocha de nossa salvação; ela, porém, permanece inabalável. …

A Rocha da fé é a presença viva de Cristo na igreja. Nela pode confiar o mais débil, e os que mais fortes se julgam se demonstrarão os mais fracos, a não ser que façam de Cristo Sua eficiência. … O Senhor “é a Rocha cuja obra é perfeita”. Deut. 32:4. “Bem-aventurados todos aqueles que nEle confiam.” Sal. 2:12. O Desejado de Todas as Nações, págs. 413 e 414.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 310

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Deus vê – 2 Crônicas 16

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica – 2 Crônicas 16
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Deus vê

 O suborno é uma tentativa de solução para certos problemas que, por ser errado, pode levar ao fracasso e à frustração. É por isso que Deus não aprova (II Crônicas 16). Além disso, o suborno revela fraqueza no indivíduo, falta de capacidade de resolver problemas e pior ainda, falta de confiança em Deus. No capítulo bíblico que pessoas do mundo inteiro estão lendo hoje, o qual já citei acima, nos mostra o rei Asa, que no capítulo anterior havia feito proezas por ter confiado em Deus, fazendo besteira ao subornar o rei sírio para agir como seu aliado contra Bassa, rei de Israel. Deus enviou o profeta Hanani para repreendê-lo por esse ato de desconfiança e adquiriu uma doença nos pés, vindo logo a falecer. Com prata e ouro do templo o rei Asa sacrificou sua piedade revelada em II Crônicas 15 e desprezou as bênçãos de Deus tirando tesouros do templo para seduzir a Ben-Hadade, rei pagão de Damasco, a fim de que realizasse um ato de perfídia (II Crônicas 16:3), objetivando “proteção” a seu reino. Refletindo em tudo isso concluí o seguinte: Como é fácil parar de confiar em Deus! É tão simples trocar Deus por coisas ou pessoas! Parece ser muito mais fácil buscar proteção terrena do que divina. Sendo assim, cada um de nós deve tomar cuidado para não trocar nosso compromisso com Deus por qualquer outro compromisso! O suborno é a pior forma de se comprometer com alguém e revela desconfiança em Deus! Cuidado, a desconfiança em Deus traz consequências!

II Crônicas 16:9 é ponto alto do capítulo. É uma mensagem ao rei Asa, mas também uma mensagem universal que pode ser muito bem dirigida a cada um de nós. Leia-a como sendo dita diretamente a você: “Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; nisto, pois, procedeste loucamente porque desde agora haverá guerras contra ti”. Eis as lições espirituais deste extraordinário versículo:

1. Porque os olhos do Senhor passam por toda a terra, o povo de Deus deve saber que não tem problema no mundo que Deus desconheça;
2. Além de conhecer todos os tipos de problemas que atingem os seres humanos, Deus tem a solução para cada um deles à nossa disposição;
3. Deus protege, cuida e liberta àqueles cujo coração é totalmente dEle, ou seja, o que é integro (perfeito) em seu relacionamento com Deus (nota-se que o texto refere-se a “perfeito” no relacionamento, não no comportamento);
4. Por fim, o texto encerra com um tom negativo: Aqueles que não confiam em Deus, podem tentar qualquer solução para seus problemas, os quais se agravarão ainda mais.

A confiança em Deus é tudo, a desconfiança não vale nada. A minha atitude diante de Deus marcará minha atitude diante da vida, e cada atitude tem sua consequência ou recompensa! Nada como confiar em Deus! Você confia?

A repreensão de Deus por meio de um de seus servos só funciona com aqueles que são humildes e submissos a Deus. Quando Davi foi repreendido pelo profeta Natã, prontamente reconheceu seu pecado; mas isso não se deu com o rei Asa que, ao invés de dar ouvidos à voz profética tentou silenciá-la como muitos tentam fazer com a Bíblia (II Crônicas 16:7-14). Quando Hanani lhe disse que, se tivesse confiado em Deus teria desbaratado os exércitos combinados de Baassa e dos sírios, sua resposta foi colocar o profeta não numa prisão, mas na casa do tronco (v. 10). Por não reconhecer seu erro, Deus permitiu que Judá colhesse o que plantou enfrentando guerras contínuas, e, Asa sofreu uma doença nos pés, o qual deveria buscar a Deus, mas preferiu confiar em médicos cujos tratamentos eram mais de feitiçarias do que de medicina.

Não é errado confiar em médicos, errado é não confiar que Deus usa os médicos para auxiliar na cura, mas quem cura de fato é Deus, o Médico dos médicos. A lição é clara, quem não confia em Deus se apega a qualquer coisa. Incrível é que alguém que já confiou em Deus pode abandoná-lO por nada e ainda não admitir seu erro quando confrontado. É comum os servos de Deus caírem nesse ponto; portanto, abra os teus olhos, fique atento, pois quem está em pé cuide para não cair. Confie em Deus sempre, não há nada melhor! Ele se mostra poderoso “para com aqueles cujo coração é perfeito para com Ele”. Agora é com você! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

O Amor Gera Amor

A Fé Pela Qual Eu Vivo

30 de outubro  
O Amor Gera Amor

Aquele que nem mesmo a Seu próprio Filho poupou, antes, O entregou por todos nós, como nos não dará também com Ele todas as coisas? Rom. 8:32.

Os que são verdadeiramente convertidos… distribuirão os meios que Deus lhes pôs nas mãos, para o progresso da obra. …

Somos testemunhas de Cristo, e não devemos permitir que os interesses e planos mundanos absorvam nosso tempo e atenção. Há interesses mais elevados em jogo. …

Suplicamos o dinheiro que é gasto em coisas desnecessárias. … Não desperdiceis dinheiro na compra de coisas desnecessárias. Podeis pensar que pequenas quantias não signifiquem tanto, mas muitas coisas pequenas formam um grande todo. Suprimi todo o gasto extravagante. Não condescendais com nada que seja apenas para ostentação. Vosso dinheiro significa a salvação de pessoas. Que haja da parte de todos um sistemático dar. Alguns estão impossibilitados de dar uma grande soma, mas todos podem pôr de lado, semanalmente, alguma coisa para o Mestre. Que as crianças façam sua parte. Que os pais ensinem os filhos a economizar para dar ao Senhor. O ministério evangélico é para ser sustentado com abnegação e sacrifício. …

Que os membros de nossas igrejas não se queixem por serem com tanta frequência solicitados a contribuir. O que é que faz necessário freqüentes apelos? Não é o rápido desenvolvimento dos empreendimentos missionários? …

Enquanto houver pessoas a serem salvas, nosso interesse nessa obra não deve conhecer desalento. A igreja não pode encurtar sua tarefa sem negar o seu Mestre. … O amor pelos perdidos levou Cristo à cruz do Calvário. E o amor pelas pessoas deverá levar-nos à abnegação e ao sacrifício, para a salvação dos que estão perdidos. Ao devolverem os seguidores de Cristo seus bens ao Senhor, estão ajuntando tesouros em cuja posse entrarão quando ouvirem as palavras: “Bem está, servo bom e fiel;… entra no gozo do teu senhor.” Mat. 25:21. … A alegria de ver pessoas eternamente salvas será a recompensa de todos os que seguem as pegadas do Redentor. Testimonies, vol. 9, págs. 53-59.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 309

terça-feira, 29 de outubro de 2019

Um reavivamento - 2 Crônicas 15

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica – 2 Crônicas 15
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Um reavivamento

O povo de Deus está sem apetite espiritual hoje como esteve na época do rei Asa. Quando as coisas de Deus parecem não atrair o povo é preciso alguém para abrir-lhe os olhos diante das perplexidades da vida pela falta de paz, harmonia e felicidade como fez o profeta Azarias (II Crônicas 15). Alguns passos devem ser dados para recobrar o ânimo e o alento espiritual de quem está indiferente:
1. Alguém cheio do Espírito Santo deve ser usado por Deus para falar a líderes do povo de Deus (v. 1).
2. Falar palavras positivas, encorajadoras e não fazer críticas ou falar palavras depreciativas (v. 2).
3. Explicar a situação real em que o povo vive fazendo um Raio-X da sociedade e da igreja de forma espiritual (vs. 3-6).
4. Escolher as mais positivas palavras para animar e empolgar quem já não está tão empolgado com as coisas de Deus (v. 7).
A igreja moderna não está apenas precisando de um despertamento espiritual, ela também carece de líderes sábios, cheios do Espírito Santo que fale equilibradamente. Muitos se levantam tentando levar a igreja a um reavivamento sem o Espírito Santo, tais pessoas fazem estragos na igreja, causam divisões e em vez de reforma espiritual eles deformam espiritualmente a igreja. Pessoas legalistas revelam-se zelosas enquanto que os liberais defendem seus fracos pontos de vistas; sendo que, tanto legalistas quanto liberais estão errados. O equilíbrio só tem quem tem o Espírito Santo regendo seu ser!

A nossa geração está dormindo espiritualmente. Está enferma e não sabe. Está carente de Deus, e corre atrás de coisas para tentar preencher o vazio da alma. Há muitos compradores compulsivos, outros vivem o capitalismo, outros estão obcecados pelo dinheiro e trabalho enquanto outros pelo poder e, tem uma multidão buscando todo tipo de prazer. Estes já não tem prazer na igreja, já não têm tempo para Deus, já não oram mais e nem leem a Bíblia, muito menos pregam o evangelho. A vida se resume em correria, trabalho e contas para pagar e ainda se dizem espirituais. Precisamos de pessoas que tenham fome de Deus e sede da Sua Palavra. Falta de apetite é doença que precisa ser tratada, e Jesus tem a solução (Mateus 4:4; Apocalipse 3:17-18). As reuniões de oração estão morrendo em nossas igrejas, as pessoas não tem pressa para orar como tem para trabalhar! O reconhecimento de estar distante de Deus é o primeiro passo para uma restauração espiritual (II Crônicas 15:8); logo após reconhecer isso, deve tirar de dentro de casa tudo o que Deus não aprova (vs. 8, 16) e, por fim, renovar o culto a Deus e consagrar-lhe a vida (v. 8, 12, 15). A partir destes passos Deus age, protege, dá vitórias e paz ao Seu povo (vs. 7, 15, 19). Uma igreja moldada pelo mundo, enfraquecida pelas forças diabólicas e detonada pelas investidas satânicas só pode obter vitórias pelo poder de Deus sobre ela. Clamemos por esse poder, ele está a nossa disposição!

Quando a igreja tem a presença, a bênção e a intervenção de Deus em resposta da consagração, dedicação e reavivamento espiritual do povo, muito pessoas são atraídas a ela (I Crônicas 15:9-12). Igrejas que não recebem visitas e não têm batismos, é carecente de Deus e de um reavivamento espiritual que a desperte e a restaure. Quando o povo de Judá se consagrou a Deus, os apostatados de Israel deixaram as tradições religiosas instituídas por Jeroboão e correram para onde Deus estava presente (v. 9) ofereceram-Lhe sacrifícios (v. 11) e se consagraram a Ele (v. 13). Precisamos da presença poderosa de Deus em nossos cultos, em nossas igrejas; assim que as pessoas perceberem que Deus está em nossa igreja, elas virão de todas as direções e religiões apostatadas e se unirão a nós. 

Quando o Espírito Santo enche a igreja com a gloriosa presença de Deus, os corações dos membros são renovados e restaurados, o povo se inclina e se rende ao Salvador Jesus e ela se levanta com ousadia no poder do Espírito Santo para alcançar os perdidos, libertar os cativos, incendiar o coração com o fogo do Espírito daqueles que estão se congelando nas frias trevas do mundo; assim ela atrairá multidões aos pés da cruz de Cristo. Recursos são trazidos à igreja pelos membros antigos que estavam apáticos (v. 18) e a igreja se torna poderosa e operosa. Eu como pastor, sonho isso para as igrejas que Deus me confiou! Oro por isso sempre e me coloco à disposição de Deus; e você, o que vai fazer? – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

O Evangelho a Todo o Mundo

A Fé Pela Qual Eu Vivo

29 de outubro  
O Evangelho a Todo o Mundo

E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim. Mat. 24:14.

Não somente sobre o pastor ordenado repousa a responsabilidade de sair a cumprir esta missão. Todo o que haja recebido a Cristo é chamado a trabalhar pela salvação de seus semelhantes. “O Espírito e a esposa dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem!” O dever de fazer este convite inclui a igreja toda. Todo o que tenha ouvido o convite, deve fazer ecoar a mensagem pelas colinas e vales, dizendo: “Vem.” Apoc. 22:17.

É erro fatal supor que a obra de salvação de almas depende só do ministério. O humilde e consagrado crente sobre quem o Senhor da vinha colocou o encargo das almas, deve receber encorajamento daqueles a quem o Senhor deu maiores responsabilidades. Os que ocupam lugar de líderes na igreja de Deus devem sentir que a missão do Salvador é dada a todos os que crerem no Seu nome. Deus deseja enviar para a Sua vinha a muitos que não foram consagrados ao ministério pela imposição das mãos.

Centenas, quiçá milhares, que já ouviram a mensagem de salvação estão ainda ociosos na praça, quando podiam estar empenhados em algum setor de trabalho ativo. A esses Cristo está dizendo: “Por que estais ociosos todo o dia?” E acrescenta: “Ide vós também para a vinha.” Mat. 20:6 e 7. Por que razão muitos mais não respondem ao chamado? Será porque se imaginam dispensados pelo fato de não ocuparem os púlpitos? Estes devem compreender que há uma vasta obra a ser feita fora do púlpito, por milhares de consagrados membros leigos.

Longamente tem Deus esperado que o espírito de serviço se apodere de toda a igreja, de maneira que cada um trabalhe para Ele segundo sua habilidade. Quando os membros da igreja de Deus fizerem a obra que lhes é indicada nos necessitados campos nacionais e estrangeiros, em cumprimento da comissão evangélica, todo o mundo será logo advertido, e o Senhor Jesus retornará à Terra com poder  e grande glória. Atos dos Apóstolos, págs. 110 e 111.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 308

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Através da Oração Vem a Vitória– 2 Crônicas 14

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica – 2 Crônicas 14
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Através da Oração Vem a Vitória


Se você soubesse o efeito de tua oração, você se dedicaria mais a orar? Se você soubesse quão diferente seria tudo em tua vida se você orasse mais, você o faria? Se você soubesse o que evitaria ou quais vitórias alcançariam caso se empenhasse mais na oração, você o faria? Quero te dizer que orar é simples, mas o resultado da oração é um mistério! Você nunca sabe o que virá após a oração, mas pode ter certeza que funciona. Se ao orarmos soubéssemos o que aconteceria de fato, não seria fé, seria um passe de mágica; e, oração não tem nada a ver com mágica; mas como um ato de fé. Por isso, alguém já disse que orar é invadir o impossível. O impossível é o que a mente humana muitas vezes não imagina como acontece, consequentemente o resultado da oração é um mistério! Como diz o grande evangelista Pr. Mark Finley "A oração é o lugar mais seguro que se pode estar. Deus e os anjos estão presentes. Satanás foge da presença de Deus".

De II Crônicas 14 extraímos as seguintes lições para a vida:

1. Não tem inimigo que resista ao poder de Deus dispensado através da oração (vs. 4, 8-12);

2. Temos de orar como se tudo dependesse de Deus e lutar na vida como se tudo dependesse de nós (vs. 11-15);

3. Deus usa homens e mulheres de oração a fim de executar Seus grandes propósitos e te dar a vitória (v. 14);

4. Tem gente perdendo muitas batalhas da vida porque não tiram tempo para orar; porém, quem ora alcança a vitória (v. 15).

Há uma tremenda e urgente necessidade de reforma em nossa religião a fim de que Deus venha a agir mais intensamente na vida de Seu povo, de Sua igreja... na tua vida! Quando Asa assumiu a liderança real do povo de Deus no lugar de Abias, seu pai, ele removeu santuários e altares pagãos no território do povo de Deus (II Crônicas 14:1-4). Hoje em dia não temos de forma literal altares e santuários pagãos em nossas igrejas ou em nossas casas; pois a um povo, de certa forma mais instruído, Satanás está sendo mais sutil, mais esperto e mais camuflado do que antes em suas artimanhas para destruir não só a fé do povo de Deus, mas a vida, a família e a saúde conduzindo o povo à morte juntamente com os ímpios. Hoje a TV é um altar onde desenhos, novelas e filmes com sessões espíritas, magias e outros serviços satânicos acontecem continuamente no centro de nossa casa, onde as pessoas já estão dispostas em lugares estratégicos como num centro satânico. A TV ocupa o lugar central da casa e a família já está ali em frente para receber as maldições jorradas à mente a fim de destruir tudo o que tem direito nas famílias. As novelas são escolas de adultério que os alunos não querem perder um capítulo. Os desenhos são escolas de brutalidade e agressividade que as crianças não querem perder um capítulo. E, muitos filmes têm de tudo, desde drogas, prostituição e assassinatos até palavrões, bebedeiras e traições. Precisamos derrubar altares para Deus agir em nossos lares!

As pessoas almejam tanto a paz, o que não é errado; errado é o método utilizado pela maioria das pessoas! Sempre digo que as pessoas não querem, na verdade, resolver problemas; mas como problemas roubam a paz do coração e da alma, as pessoas enfrentam e lutam contra eles. Embora esse seja o caminho que milhares de pessoas tentam alcançar a paz, a Bíblia aponta um caminho muito melhor, muito mais prático e com resultados muito mais certos e permanentes. Em II Crônicas 14:2 diz: "E Asa fez o que era bom e reto aos olhos do SENHOR seu Deus". Esse texto é a explicação pelos dez anos de paz no reino do sul, em Judá (v. 1). Fica bem claro que, quem busca ao Senhor vive em paz, caminho extremamente ignorado por quase todas as pessoas, sendo que muitas delas saibam que não há caminho melhor para se obter paz no coração.

O que impendem as pessoas de buscarem a Deus é que sabem que precisam abrir mão de coisas que Deus não tolera em sua vida (vs. 3, 5); além disso, sabem também que precisamos buscar ao Senhor Deus, observar Sua Lei e Seus santos Mandamentos (v. 4). E, isso, as pessoas não quer. Querem paz, mas não estão a fim de trilharem o caminho da paz. Querem ter satisfação na alma, mas não querem tirar de sua casa e de seu coração as coisas que tiram a paz. Preferem o caminho da guerra, da amargura e da aflição do que um compromisso com Deus de todo coração! Reflita, o que te impede de obter paz? Heber Toth Armí /
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Um Povo que Guarda a Lei de Deus

A Fé Pela Qual Eu Vivo
28 de outubro  
Um Povo que Guarda a Lei de Deus

Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus. Apoc. 14:12.

Estamos na iminência de importantes e solenes acontecimentos. Cumprem-se as profecias. Uma estranha e acidentada história está sendo registrada nos livros do Céu. Tudo em nosso mundo se mostra em estado de agitação. … Só nos resta, por assim dizer, um pequeno instante. …

Satanás está atarefado em preparar planos para o último e tremendo conflito em que todos hão de definir sua atitude. …

Os homens na sua cegueira se ufanam de grandes progressos e conhecimentos; mas aos olhos do Onisciente se descobrem o pecado e depravação de seu íntimo. Os anjos vêem a Terra cheia de violência e crime. Acumulam-se riquezas por meio de toda a espécie de roubos, e roubos praticados não só em relação aos homens, mas também em relação a Deus. Os homens se servem dos bens a eles confiados para satisfazer seu egoísmo. Tudo que conseguem adquirir tem de servir à sua avareza. A mesquinhez e a sensualidade estão liberadas. Os homens cultivam as mesmas qualidades do arquienganador. Aceitaram-no como deus e tornaram-se imbuídos de seu espírito.

Mas as nuvens da justiça divina já se condensam sobre eles, repletas dos elementos que destruíram Sodoma. Nas visões que lhe foram concedidas dos acontecimentos futuros, o profeta João contemplou essa cena. Este culto dos demônios lhe foi revelado e pareceu-lhe que todo o mundo estava à borda da perdição. Mas enquanto olhava com grande interesse, notou a assembleia dos que guardam os mandamentos de Deus. Tinham na testa o selo do Deus vivo, e disse: “Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus.” Apoc. 14:12. Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 369 e 370.

Esta distintiva bandeira, … deve ser levada através do mundo até ao fim do tempo da graça.

Não estamos, porém, em tempo de arriar nossa bandeira, de nos envergonharmos de nossa fé. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 422.

Cada um deve ficar em sua sorte e lugar, pensando, falando e agindo em harmonia com o Espírito de Deus. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 531.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 307

domingo, 27 de outubro de 2019

Povo dividido – 2 Crônicas 13

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica – 2 Crônicas 13
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Povo dividido

Geralmente quem está errado tende atacar quem está certo; por outro lado, quem está certo busca orientar, advertir e reconciliar (II Crônicas 13). Abias, enfrentou ameaças da parte de Jeroboão, então levou 400 mil soldados e proferiu um discurso apaixonado, almejando evitar a guerra entre os irmãos. Porém, Jeroboão organizou um exército de 800 mil soldados e armou emboscada contra ele. Ao invés de atentar às palavras apaixonadas de Abias, o exército de Jeroboão atacou-o. Há lições neste relato: Deus usou Abias a fim de:
1. Pregar um sermão às dez tribos em rebelião para mostrar que quem abandona a Deus perde tudo, perde a paz, a proteção e as bênçãos do Céu (vs. 4-7).
2. Alertar Jeroboão e impedir que se deem mal naquela guerra, mostrando que quem avisa amigo é e também quem alerta do perigo deseja o bem do próximo (vs. 8-11).
3. Informar a Jeroboão que Israel abandonara Deus, praticado a idolatria, expulsado os sacerdotes e que a tentativa de guerrear contra Judá implicaria em lutar contra Deus, pois o povo que se consagra tem Deus por Capitão e ninguém tem sucesso contra Ele (v. 10).

O princípio é: Quem abandona a Deus tem um vulcão, uma tempestade, uma guerra dentro do coração a ponto de fazer guerra contra seus irmãos. Na igreja tem gente que ataca seus irmãos porque não tem Deus no coração! Tais pessoas não dão ouvidos às advertências de ninguém e vão de mal a pior achando que são sempre humilhados. Quem dera dessem ouvidos à voz da advertência!

O texto de II Crônicas 13 revela-nos que o povo que adora a Deus pode se dividir pela apostasia. O joio e o trigo estão juntos. Os verdadeiros e os falsos servos de Deus lutam entre si; os falsos atacam, os verdadeiros se defendem dos injustos ataques. Nesta guerra entre irmãos Deus entra em cena e mostra em qual lado está e como gostaria que os que estão do lado errado compreendessem que estão lutando contra Ele mais do que atacando os verdadeiros fieis. O cronista deixa claros os dois grupos na igreja; e, mostra também que a idolatria, a rebelião e brigas não tem aprovação divina, mas Deus protege os que Lhe pertencem. Ele dá a vitória aos Seus verdadeiros servos, ainda que tenham que lutar contra os mais fortes. O joio que se levantou contra o trigo era bem maior em número, em força e em habilidade: 800 mil soldados contra 400 mil – porém, o trigo, protegido por Deus, que tentou a paz, teve que lutar pela paz e a alcançou-a sob a liderança e a bênção do Príncipe da Paz, que é Jesus. Diante de ameaças, os servos de Deus devem buscar a reconciliação sempre; quando não for possível, devem clamar a Deus e deixar a guerra a Ele. Deus é dono de Seu povo, Deus é o proprietário da igreja. Ele não perde uma batalha. Precisamos confiar que o que Ele fizer é o melhor. Temos de depender dEle sempre, ouvir Sua poderosa voz de comando e crer na vitória! Se você é causador de confusão converta-se ao Príncipe da paz, Ele te fará ser um pacificador!

Deus não aceita adoração falsificada. Ele não tolera adoração adulterada. Ele quer reformar, restaurar e unificar as religiões, mas não baseada nas tendências e práticas perversas oriundas da limitada e corrupta mente humana. Deus não é a favor do ecumenismo promovido no mundo atualmente, por ter o ponto de união focado no lugar errado: nas falsas doutrinas. No entanto, Deus gostaria que houvesse no mundo um só rebanho e um só Pastor. Jesus orou pela unidade de Sua igreja e gostaria que o mundo todo fosse uma só igreja. Esse desejo de união é visto em toda a Bíblia, e nota-se também o mesmo desejo em II Crônicas 13 em que o povo de Israel estava dividido por causa da religião como o cristianismo hoje que possui mais de 40.000 fragmentações diferentes. 

Percebe-se no texto que ainda que Abias não seja profeta ele utiliza a linguagem profética para alertar Jeroboão, em razão deste ter desviado o povo em direção a imagens (idolatria), em vez de ser um auxílio ao povo a crer na Bíblia e no Deus verdadeiro (vs. 1-9). Como Jeroboão endureceu o coração ao invés de voltar-se a Deus e a Sua Palavra ele foi punido por sua infidelidade (vs. 20-22). A lição é clara: Até que todos busquem a Deus e Sua Palavra é improvável a unidade, aliás, é por isso que existe guerra e perseguição entre as religiões! Unamo-nos, mas tendo a Palavra de Deus como base da unidade! Os que lutam contra a unidade proposta por Deus será punido no final! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Riquezas Para os Laodiceanos

A Fé Pela Qual Eu Vivo
27 de outubro
Riquezas Para os Laodiceanos


Aconselho-te que de Mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e vestes brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os olhos com colírio, para que vejas. Apoc. 3:18.

A mensagem à igreja de Laodiceia aplica-se a todos os que tiveram grande luz e muitas oportunidades, e contudo não as prezaram. …

Há uma classe numerosa de professos cristãos que realmente não seguem a Jesus. Não tomam a cruz por meio da renúncia e abnegação. Embora façam uma grande profissão de serem cristãos fervorosos, urdem no tecido de seu caráter tantos fios da própria imperfeição que estragam a bela confecção. Deles Cristo diz: Vangloriai-vos de ser ricos e acrescidos de supostos conhecimentos espirituais. Na realidade não sois frios nem quentes, mas estais cheios de vã presunção. A menos que vos convertais, não podeis ser salvos; pois o Céu seria manchado com vossa sabedoria não santificada. Não posso aprovar vosso espírito e obra. Não estais agindo de acordo com o exemplo divino. Estais seguindo uma norma meramente de vossa invenção. Porque sois mornos, estou a ponto de cuspir-vos de Minha boca. …

A Testemunha Fiel disse: “Comprai de Mim ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e vestidos brancos, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez.” …

Jesus está indo de porta em porta, parando diante do templo de cada indivíduo, e proclamando: “Eis que estou à porta e bato.” Apoc. 3:20. Como Mercador celestial, Ele abre Seus tesouros. … Abri vossas portas – diz o grande Mercador, possuidor das riquezas espirituais – e negociai comigo. Sou Eu, vosso Redentor, que vos aconselha a comprar de Mim. …

O conselho da Testemunha Fiel é cheio de estímulo e conforto. As igrejas ainda podem obter o ouro da verdade, a fé, o amor e ser rica em tesouros celestiais. SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 961, 963 e 965.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 306

sábado, 26 de outubro de 2019

Férias da fé - 2 Crônicas 12

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica – 2 Crônicas 12
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Férias da fé

A fé de nenhum ser humano deve tirar férias, principalmente quando tudo parece que ela não seja necessária. Geralmente os momentos bons, parecem bons momentos para tirar férias da fé, mas é aí mora o perigo, esse é o momento em que o inimigo ataca (II Crônicas 12:1-4). A vida em paz parece ser um convite para deixar Deus e Seus princípios de lado esperando a próxima crise para se lembrar dEle. Isso é ilusão e muito arriscado. Nunca se deve tirar férias da fé, nem dos princípios bíblicos e nem de Deus. Já presenciei alguns casos de pessoas que ao tirar suas férias com a família, realizarem suas viagens, relaxaram da correria e do estresse da vida cotidiana, agirem da mesma forma com a vida espiritual. Nas férias tiram férias de tudo, até de Deus; isso está errado. É errado não participar da igreja, não levar a Bíblia e ou livros religiosos para as férias. É errado deixar de orar, de adorar a Deus e cultuá-lO em momentos de descanso, lazer e viagens. Quem tira férias de Deus abre uma brecha para o inimigo, que ameaça em algum ponto a segurança da família, do emprego ou até mesmo da fé. Já vi pastores saírem de férias e tirar férias até de Deus; se tirar férias é catastrófico até para um membro da igreja, quanto mais para um líder: o rei Roboão abandonou a Lei do Senhor e todo o povo o seguiu. Que tragédia! Evite muitas tragédias, nunca abandone a Lei do Senhor! A vida é muito melhor ao lado de Deus!

Toda e qualquer tentação tem como base a intenção de levar as pessoas a viver separadas e independentes de Deus. Desta forma, o pecado aparece apenas quando o individuo se afasta de Deus. Foi assim que o povo de Deus se afastou dEle e de Seus princípios; consequentemente, a nação ficou desprotegido e o rei Sisaque do Egito conquistou as cidades fortificadas de Judá e atacou Jerusalém (II Crônicas 12:1-4). O rei Roboão e o povo lembraram-se de Deus, se arrependeram, humilharam-se, confessaram seus pecados e voltaram para Ele. Então Deus poupou Jerusalém e só permitiu que Sisaque levasse os tesouros do palácio (vs. 5-12). Esse texto revela claramente que Deus está no controle de tudo até mesmo quando Ele retira Sua proteção. E, não é por isso que Deus seja o responsável pelas guerras, problemas e tragédias que acontecem na terra. O responsável é aquele que se afasta de Deus. Não é pelo fato de Deus ter dado o livre arbítrio que Ele se torna o culpado do mal no mundo; ainda que Ele tenha o controle de todas as coisas, deixou-nos o livre arbítrio e seremos julgados de acordo com o modo responsável ou irresponsável que lidamos com ele. Deus não é autoritário e nós não somos robôs e nem marionetes em Suas mãos a fim de que Ele exerça controle sobre tudo, mesmo assim Ele tem o controle. Estude com atenção e com tempo II Crônicas 12 e entenda melhor o que estou querendo te dizer! Há sabedoria em cada página da Bíblia Sagrada!

Quem para de amadurecer na vida e de avançar na vida espiritual passa a regredir até morrer (II Crônicas 12:13-16). Roboão agiu bem por três anos e depois voltou a fazer o mau. Sempre pergunto, por que quem já experimentou as bênçãos de Deus O abandona? Por que pessoas que já experimentaram o prazer do compromisso com Deus e Sua vontade se afastam e morrem perdidos? Como pode alguém que viveu na graça cair na desgraça? Qual a razão pela qual alguém que algum dia correu para Deus correr dEle? Qual é a motivação de alguém que trilhou o caminho da santidade despencar para a imoralidade e o pecado? Como explicar que alguém que andou na luz volte a andar nas trevas e ali permanecer até a morte? Como entender alguém que já provou a alegria e paz da presença de Deus permitir que a vida termine na tristeza e angústia ao lado do diabo? Como pode alguém que ia ao Céu desviar-se para o inferno?

Como entender alguém que amou a Deus tornar-se indiferente a Ele, que é pior que o ódio? Não consigo entender, sinceramente! Gostaria de ajudar tais pessoas, mas na maioria das vezes sempre as encontro decididas a permanecerem afastadas de Deus. Talvez elas nunca estiveram perto ou são realmente ingratas diante de tantas bênçãos recebidas de Deus. Sei que Deus quer salvá-las, mas nem todos se salvarão porque Deus não força ninguém; então, por causa disso, tem coisas que nem Deus pode fazer, a não ser você mesmo! Então faça o que precisa ser feito já! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Construtores, não Destruidores

A Fé Pela Qual Eu Vivo
26 de outubro
Construtores, não Destruidores


E os que de ti procederem edificarão os lugares antigamente assolados; e levantarás os fundamentos de geração em geração, e chamar-te-ão reparador das roturas e restaurador de veredas para morar. Isa. 58:12.

Não tem Deus uma igreja viva? Ele tem uma igreja, mas esta é a igreja militante, e não a igreja triunfante. Entristecemo-nos de que haja membros defeituosos, de que haja joio no meio do trigo. …

Ao mesmo tempo que o Senhor traz para a igreja os verdadeiramente convertidos, Satanás traz para sua comunhão pessoas não convertidas. … Duas influências oponentes se exercem continuamente sobre os membros da igreja. Uma influência atua a favor da purificação da igreja, e a outra a favor da corrupção do povo de Deus. …

Embora existam males na igreja, e tenham de existir até ao fim do mundo, a igreja destes últimos dias há de ser a luz do mundo poluído e desmoralizado pelo pecado. …

No mundo só existe uma igreja que presentemente se acha na brecha, tapando o muro e restaurando os lugares assolados; e todo homem que chamar a atenção do mundo e de outras igrejas para esta igreja, denunciando-a como Babilônia, está trabalhando de acordo com aquele que é o acusador dos irmãos. … Todo o mundo está cheio de ódio contra os que proclamam a obrigatoriedade da lei de Deus, e a igreja que for leal a Jeová terá de empenhar-se num conflito mais que normal. … Os que tiverem alguma compreensão do que significa esse conflito, não voltarão suas armas contra a igreja militante, mas com todas as suas forças, hão de lutar pelo povo de Deus, contra a confederação do mal.

Os que se põem a proclamar uma mensagem sob sua responsabilidade pessoal, e que, ao mesmo tempo que declaram ser ensinados e guiados por Deus, constituem sua obra especial derrubar aquilo que Deus durante anos tem estado a erguer, não estão cumprindo a vontade de Deus. … Não os creiais. Testemunhos Para Ministros, págs. 45, 46, 49-51.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 305

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Atitudes erradas – 2 Crônicas 11

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 
Leitura Bíblica – 2 Crônicas 11
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Atitudes erradas


Seguir os planos de Deus é importante, desviar-se dos planos de Deus resulta em perder tudo. O autor de II Crônicas omitiu a coroação do rei Jeroboão, por não considerar Jeroboão e os outros reis posteriores do reino do Norte herdeiros legítimos do trono de Israel. Duas tribos, de Judá e de Benjamim constituíram o reino do Sul, e, dez tribos restantes foram consideradas o reino do Norte. A sede do reino do Sul era Jerusalém, do reino do Norte era Samaria. Desde II Crônicas 10 o cronista trata do período da monarquia dual, entretanto, sua ênfase recai a casa davídica, onde mais claramente o favor de Deus foi dispensado. Frederick Unger declara que “o reino do norte é abordado o mais sucintamente possível. Considerava-se que esse reino não representava o verdadeiro Israel, e por isso não tinha importância”. Isso serve de advertência para a igreja de Deus hoje, aqueles que se rebelam contra os princípios bíblicos perde o valor aos olhos de Deus. Rejeitar o grupo ou o movimento que Deus está guiando implica em rebelar-se contra Ele, é tirá-lO do trono da vida e passar a reger a vida como se fosse Deus; nisto consiste o pecado. Por isso a tribo do Norte rapidamente afastou-se de Deus e descambou para a idolatria, que é o resultado da apostasia. Cuidado para não se afastar do grupo (igreja ou movimento) que Deus está guiando; não lute contra Deus, lute a favor de Deus! Leia II Crônica 11 e tire lições práticas para tua vida!


O importante na vida não é quem bem começa, é quem amadurece depois de seus erros. Roboão começou errado dando ouvidos aos conselhos dos jovens inexperientes e ignorando a sabedoria dos antigos conselheiros de Salomão (II Crônicas 10). Além dessa atitude errada, Roboão teve outra iniciativa errada, porém Deus colocou Semaías em seu caminho, o qual foi profeta durante todo o seu reinado. Roboão pretendeu travar guerra contra Jeroboão, porém Deus o impediu por meio de Seu profeta que ousadamente disse: “Assim diz o SENHOR: Não subireis, nem pelejareis contra os vossos irmãos; volte cada um à sua casa; porque de mim proveio isto” (II Crônicas 11:4). Como Roboão atentou para o conselho de Deus – aqui vemos amadurecimento em relação ao capítulo anterior – Roboão passou a focar sua atenção para a fortificação das cidades de seu reino, o qual passou a ser conhecido como Judá (vs. 5-12). Seu reino foi ganhando força, pois, embora pequeno, constituído apenas de duas tribos, sua obediência a Deus durante os três primeiros anos o abençoou. A lição é clara: A vida flui quando flui o relacionamento com Deus. Bênçãos, proteção e cuidado divinos encontram espaço no coração daqueles que amadurecem e atentam para os conselhos de Deus. A Bíblia é o livro dos conselhos de Deus. Você quer se dar bem na vida? Leia a Bíblia! Lembre-se que o que importa não é quem bem começa, mas quem amadurece o mais cedo possível na vida e aprende a depender de Deus.


Deus não procura adoração, Ele quer adoradores. Havia adoração no reino do Norte, mas tal adoração desviou o povo dos caminhos de Deus (II Crônicas 11:1-4). O reino do Norte, separado pela rebeldia e insubmissão em relação ao sucessor de Davi, permitido por Deus (vs. 4) para não perverter os poucos fieis, expulsaram os sacerdotes e levitas de suas funções. O Novo Comentário da Bíblia diz que podemos ter certeza de que Jeroboão gostaria de tê-los nos cultos, mas, devido a que os sacerdotes e levitas não quiseram abrir mão das cerimônias e ritos orientados pela lei de Moisés, tornou impossível a permanência deles e de qualquer pessoa que quisesse manter a verdadeira fé; estas se mudaram para Judá (vs. 13-16).


Com pessoas fieis, promovendo a verdadeira adoração a Deus, produziu “grande fervor na vida religiosa do reino do sul, e contribuiu para o fortalecimento moral da nação” (Francis D. Nichol). Deus quer verdadeiros adoradores a fim de fortalecer a moral das cidades e das nações. Entre tantas igrejas seguindo o exemplo de Jeroboão, é preciso que você seja firme nos princípios bíblicos como os levitas, que, mesmo expulsos não abriram mão dos princípios sagrados.


Precisamos aprender a adorar a Deus biblicamente, independente de práticas e rituais que são tradição cristã sem base bíblica. Defenda o certo ainda que corras o risco de ser expulso de onde estás! Deus procura adoradores de verdade! – Heber Toth Armí.


#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

“O Nome que o Senhor nos Deu”

A Fé Pela Qual Eu Vivo
25 de outubro
“O Nome que o Senhor nos Deu”


O Senhor te confirmará para Si por povo santo, … quando guardares os mandamentos do Senhor, teu Deus, e andares nos Seus caminhos. E todos os povos da Terra verão que és chamado pelo nome do Senhor e terão temor de ti. Deut. 28:9 e 10.

Se quisermos entrar na posse da herança celestial, a gloriosa e eterna realidade, temos que estar em ajustada relação com Deus, e empregar toda faculdade do nosso ser em ganhar pessoas para Cristo. … O povo de Deus tem que ser um povo peculiar, santo, distinto do mundo em prática e caráter, diferenciado de todos os religiosos de hoje. Devem ser modelos na piedade pessoal e nas boas obras. Há uma obra mais elevada e mais santa para fazermos, do que o que já fizemos. Disse Cristo: “O Meu reino não é deste mundo.” João 18:36. Esse reino não tem nenhum princípio que combine com os do mundo. O Senhor pôs Sua igreja como uma luz no mundo, para guiá-lo ao Céu. É para ser uma parte do Céu na Terra, cintilando divina luz no caminho dos que estão em trevas. Review and Herald, 21 de janeiro de 1890.

O nome Adventista do Sétimo Dia exibe o verdadeiro caráter de nossa fé e será próprio para persuadir aos espíritos indagadores. Como uma flecha da aljava do Senhor, fere os transgressores da lei divina, induzindo ao arrependimento e à fé no Senhor Jesus Cristo. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 80.

Sois um espetáculo para o mundo, para os anjos e para os homens. (I Cor. 4:9.) O povo de Deus deve agora receber a luz e difundi-la. Não necessitam de ensaiar para brilhar; se seu coração está iluminado por Cristo, não podem deixar de brilhar. Aparecerá o brilho; todo fiel discípulo revelará Cristo ao mundo como o Salvador que perdoa os pecados. Review and Herald, 26 de julho de 1898.

Somos adventistas do sétimo dia. Envergonhamo-nos, acaso, de nosso nome? Respondemos: “Não, não! Não nos envergonhamos. É o nome que o Senhor nos deu. Esse nome indica a verdade que deve ser o teste das igrejas.” …

Para que isso aconteça, precisamos olhar sempre a Jesus, Autor e Consumador de nossa fé. A Igreja Remanescente, pág. 66.

Há muitos que vos olham, para ver o que a religião faz por vós. Se sois fiel na tarefa que Deus vos deu, causareis boas impressões e conduzireis pessoas ao caminho da justiça. Review and Herald, 16 de outubro de 1888.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 304

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Atitudes erradas -2 Crônicas 10

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica – 2 Crônicas 10
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

Atitudes erradas

A vida é feita de decisões. As maiores decisões são aquelas que alteram o curso de uma vida inteira ou até mesmo de uma nação. As piores decisões são aquelas tomadas sem amor, sem misericórdia e sem piedade. Qualquer ação de liderança sem amor não funcionará, aliás, trará problemas, grandes problemas. E, amor só existe em Deus; assim viver sem amor ou realizar quaisquer coisas sem amor implica em viver sem Deus; sendo que viver sem Deus é a pior experiência que alguém pode ter. Em II Crônicas 10 Roboão torna-se rei depois que seu pai Salomão reinara por 40 anos. Roboão assumiu um reino grande e estruturado, ele o fez sem pedir ajuda divina como seu pai fizera, iniciando sua liderança com ameaça e severidade a ponto das tribos do norte se revoltarem. É mister reconhecer que tem gente que causa seus próprios problemas. Atitudes erradas provocam reações indesejadas. Reações indesejadas causam confusão, conflito e revolta, e aquele que causa pode pensar que não tem nada a ver com tais reações. Quem não é guiado por Deus terá grandes dificuldades para reconhecer seu erro, sendo que será muito mais fácil e prático acreditar que o erro é sempre dos outros. Convido você a refletir sobre tuas atitudes, tuas decisões e tuas dificuldades. Será que a vida não está difícil porque você mesmo a torna difícil? Será que não é você mesmo que está estragando a tua vida e a vida dos outros como fez Roboão? Se é isso, ainda dá para se converter! Busque a Deus!

Pedir conselhos é bom, ruim é não saber discernir quais conselhos são bons. Diante da incapacidade humana é sempre importante pedir e ouvir conselhos - ninguém é sábio o bastante para não precisar deles. Geralmente quem não ouve conselhos passará por piores dificuldades do que aqueles que ouvem conselhos; porém, é necessário saber a quem pedir conselhos e discernir quais os resultados de cada um deles. Infelizmente os jovens, geralmente, estão mais propensos a ouvir conselhos errados, ignorando bons conselhos. Até II Crônicas 10 boa parte da história de Israel foi tranquila. Os dois últimos reis, Davi e Salomão, lideraram um reino que avançou na terra que Deus havia prometido dar aos israelitas. No entanto, toda a harmonia, tranquilidade e paz do povo de Deus se esvaiu por causa da divisão causada por um rei irresponsável diante de Deus. Nenhum bom líder deveria tomar qualquer decisão ou agir em qualquer situação sem pedir conselhos a Deus. Davi aprendeu isso, mas seu neto não. Para aqueles que têm percepção espiritual é bem visível quem tem e quem não tem intimidade com Deus, quem busca e quem não busca conselhos com Deus, quem depende e quem ignora Deus. Aqueles que conhecem a Deus lutam com amor pela paz e aqueles que não O conhecem ferem aos outros, humilham, em fim, agem sem amor. Reflita: Você conhece a Deus? O que as tuas atitudes revelam? Seja sincero(a) e tome uma decisão sábia hoje mesmo!

O amor é uma experiência do coração, é invisível; porém, sua manifestação é claramente visível. O amor é a evidência pública da intimidade de alguém com o Deus. Sem amor, os mais ousados desejos humanos perdem o sentido e resultam em conflitos. O amor sempre busca somente o máximo bem do próximo, que não foi o caso de Roboão (II Crônicas 10). Um líder sem amor é a pior coisa que pode acontecer na política, na religião, no trabalho, na família, etc. A liderança com amor age consciente em promover a felicidade, a paz, o sucesso e a prosperidade sem explorar os liderados. A liderança sem amor pensa na autoridade e no poder sobre os outros, a liderança com amor pensa em servir e valorizar os outros. A liderança sem amor age por medo de perder a posição, a liderança baseada no amor treina líderes para ocupar altas posições, inclusive pensa num substituto!

O líder que ama é respeitado, já o que não ama é temido. O líder que ama será amado, já o que não ama será odiado. O líder que ama será aceito, por outro lado, o líder que não ama será rejeitado. Ou seja, para quê liderar se não tem amor? Se você é líder saiba que sem amor a tua liderança será um fracasso total, então nem comece! No entanto, se você quer ter sucesso, ame; e saiba que a única forma de amar é indo a mais pura fonte do amor: Deus é amor (I João 4:8). Precisamos urgentemente reformar nosso coração, precisamos do amor de Deus transbordando nele! Heber Toth Armí /
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

O Batismo e a Paixão de Cristo

A Fé Pela Qual Eu Vivo
24 de outubro
O Batismo e a Paixão de Cristo


Sepultados com Ele no batismo, nEle também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que O ressuscitou dos mortos. Col. 2:12.

Cristo repousou na tumba no dia de sábado, e quando os santos seres tanto do Céu como da Terra estavam em atividade na manhã do primeiro dia da semana, Ele ressurgiu do túmulo para reiniciar a tarefa de ensinar aos discípulos. Esse fato, no entanto, não consagra o primeiro dia da semana, nem o faz dia de repouso. Jesus, antes de Sua morte, estabeleceu um memorial de Seu corpo partido e Seu sangue derramado pelos pecados do mundo, na ordenança da Ceia do Senhor, dizendo: “Todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha.” I Cor. 11:26. E o crente arrependido, que dá os passos requeridos na conversão, comemora em seu batismo a morte, o sepultamento e a ressurreição de Cristo. Ele é baixado às águas na semelhança da morte e sepultamento de Cristo, e levantado das águas na semelhança da Sua ressurreição… para viver uma nova vida em Cristo Jesus. SDA Bible Commentary, vol. 5, pág. 1.113.

A multidão de anjos encheu-se de espanto, contemplando os sofrimentos e morte do Rei da glória. Mas não foi para eles maravilha que o Senhor da vida e glória, … rompesse as cadeias da morte e saísse de Sua prisão, como um vencedor triunfante. Portanto, se algum destes dois acontecimentos devesse ser comemorado por um dia de descanso, deveria ser a crucifixão. Vi, porém, que nenhum destes acontecimentos se destinava a alterar ou anular a lei de Deus; pelo contrário, dão a mais forte prova de sua imutabilidade. …

O sábado foi instituído no Éden, antes da queda, e foi observado por Adão e Eva e todo o exército celestial. Deus repousou no sétimo dia, e o abençoou e santificou. Eu vi que o sábado nunca será anulado; antes, por toda a eternidade, os santos remidos e todo o exército celestial o observarão em honra ao grande Criador. Primeiros Escritos, págs. 216 e 217.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 303

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Mantendo a Aliança – 2 Crônicas 9

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 2 Crônicas 9
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Mantendo a Aliança 

Não há nada que dá mais sabedoria que aventurar-se no estudo profundo, intenso e prolixo da Bíblia. Dando uma olhada panorâmica ao ler II Crônicas 9 conclui-se que:

O texto bíblico revela que Deus está mantendo a aliança realizada com Davi, Deus é fiel e cumpre o que promete;Ao cumprir as promessas a Salomão, Deus não está sendo fiel apenas sobre o que disse a Davi, mas também àquelas promessas proferidas há muito tempo a Abraão, Isaque, Jacó e Moisés; pois o povo tomou posse da Terra Prometida e construiu o santuário central conforme Deuteronômio 12:1-7;A glória de Salomão conquistada sem guerra era algo inédito que apontava para o futuro e poderoso Rei dos Judeus que implantaria Seu trono acima de todo trono entre todas as nações!

Bom, no ponto em que estamos na história Jesus, o Messias, já nasceu, viveu, morreu e conquistou esse mundo das mãos do usurpador Satanás. Agora temos a possibilidade de participar de um reino de paz, perfeito, eterno e divino; porém, antes de sairmos desse mundo, temos de convidar Jesus para reinar em nosso coração. Pois, somente quem for súdito de Seu reino aqui na terra entrará no reino celestial. Então, convide Jesus para assumir o trono de tua vida, de teu coração e de teu tempo. Saiba que não adianta Jesus nascer mil vezes em Belém se Ele nunca nascer em teu coração, tanto quanto, não adiante Ele assentar-se no trono do Universo se Ele não puder reinar em tua vida.
Uma resposta correta diante de Deus começa com uma fé interior que resulta em uma reposta de amor a qual certamente desembocará em obediência no dia a dia. Uma atitude certa diante de Deus impactará a vida daqueles que não O conhecem. As habilidades dadas por Deus a Salomão trouxeram-lhe grande prestígio de pessoas ricas e influentes de diversas nações. Ainda que os reis de muitas nações visitaram Salomão e trouxeram-lhe muitos presentes, o texto destaca a Rainha de Sabá que provavelmente tinha a fama de ser muito sábia e rica, mas Salomão a surpreendeu com a superioridade de sua sabedoria recebida de Deus. Atrair a atenção dos pagãos para Deus foi o propósito divino da sabedoria dada a Salomão desde o início; por isso, Deus se agradou de Salomão. Deus quer nos dar grandes e poderosas habilidades a fim de exercermos influência sobrenatural sobre as pessoas por quem Cristo morreu que ainda estão nas garras do mal. Deus quer que você se torna um instrumento dEle aqui na terra para executar Seus propósitos sagradas. O problema é que muitos não se rendem totalmente a Ele. No entanto, Ele sempre está a espera de alguém; pode ser você? Você está mesmo disposto a abrir mão de teu tempo, gosto pessoal, conforto, sentimentos e até mesmo de tua vida para viver a vida que Deus quer para você? Diga isso a Deus agora mesmo em oração!

Estudando com tempo II Crônicas 9 aprendi que a forma que as pessoas se relacionam com Deus determina como será a história de um indivíduo ou até mesmo de uma nação. A vida de muita gente poderia ser bem diferente do que é caso buscasse sabedoria da verdadeira fonte para viver neste mundo. O futuro de cada pessoa, de cada igreja e de cada nação depende claramente de uma busca intensa por Deus e dependência dEle. No presente já é nítido quem é dedicado a Deus e quem não é, pois uma mudança de foco do “eu” para “Deus” resulta numa mudança completa de atitude, de comportamento e na maneira de administrar a vida. Quem é que domina tua vida? É o pecado? São as circunstâncias? São os teus desejos e sentimentos egoístas? É Satanás que manda em você? Ou, quem está no trono (no controle) de tua vida é Àquele que deu a vida por você? É o Autor da vida que está no controle de tua vida? É Deus quem manda em você?:arrow_heading_down:A atitude que você toma diante de cada uma destas questões determina teu sucesso ou teu fracasso nesta vida e na vida por vir. Alguém que fizer essa análise em tua vida pode prever teu futuro sem ser profeta; com isso quero te dizer, caro leitor, que você mesmo pode prever o teu futuro. Seja sábio, não se deixe levar pelas ilusões do mundo! – Heber Toth Armí


#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Adoração – Salmos 117

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse  Leitura Bíblica – Salmos 117 Comentário: Pr.  Toth Armí Este é o menor dos salmos, com uma m...