Translate

domingo, 30 de junho de 2019

Lidando com a ira-– 1 Samuel 25

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 1 Samuel 25
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Lidando com a ira

Quando morre um homem de Deus a perda é muito para qualquer nação e para o mundo. Por isso, importa que seja respeitado, valorizado e prestado atenção ao máximo em suas orientações visando aproveitá-lo bem enquanto está vivo.

O capítulo em estudo abre com uma triste nota de falecimento. Samuel, o último juiz que também foi o primeiro profeta da recém-instituída nação israelita, faleceu. “Samuel morreu. Toda a nação prestou suas últimas homenagens a ele. Todos lamentaram sua morte...” (v. 1).

Após esse triste informação, o texto inspirado continua a falar dos infortúnios de Davi. Aqui Davi fica furioso com um rico orgulhoso, arrogante e estúpido que negou-lhe um pouco de comida (vs. 2-17) e só não comete tamanha besteira de matar Nabal devido a sua esposa sábia e prudente que interferiu salvando seu marido de morrer e também a Davi de cometer aquele crime (vs. 18-35).

Após alguns dias Nabal foi ferido pelo Senhor (vs. 36-38), porque “Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a Sua graça” (I Pedro 5:5). Depois, Davi casou-se com Abigail – a viúva de Nabal (vs. 39-44).

Abigail é um exemplo de mulher esperta para o bem. Ligeira e ágil para evitar o mal. A ira de Davi foi por ela apaziguada. Gene Getz pontua alguns itens práticos sobre a ira:

Como lidar com a própria ira:

1. Tente não ser pego desprevenido.

2. Lembre-se de que a ira muitas vezes está significativamente ligada à nossa alto-imagem – e, em particular a nosso ego ferido. A insegurança gera reações precipitadas.

3. Não tome decisões importantes nem atitudes específicas quando estiver zangado.

4. Trabalhe seu temperamento.

5. Nunca tente pagar com a mesma moeda ou vingar-se de alguém que o prejudicou.

Como lidar com a ira dos outros:

1. Não retribua ira com ira (Provérbios 15:1).

2. Tente compreender o que gerou a ira. Tente acalmar a pessoa, compreendendo seus sentimentos (Provérbios 16:24).

3. Escute com atenção o que ela tem a dizer antes de responder-lhe.

4. Lembre-se de que as pessoas que estão iradas às vezes usam os outros como “bodes expiatórios”. Seja sábio (Provérbios 25:11).

Abigail lidou com muita sabedoria com a ira de Davi. Temos que aprender com essa excelente mulher, e com Davi!

/Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

O Início da Vida Eterna

A Fé Pela Qual Eu Vivo
30 de junho
O Início da Vida Eterna


E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. 1João 5:11 e 12

Jesus declarou: “Eu sou a ressurreição e a vida.” Em Cristo há vida original, não emprestada, não derivada. “Quem tem o Filho tem a vida” (1João 5:12). A divindade de Cristo é a certeza de vida eterna para o crente. “Quem crê em Mim”, disse Jesus, “ainda que esteja morto viverá; e todo aquele que vive, e crê em Mim, nunca morrerá” (João 11:25 e 26). […]

Para o crente a morte não é senão de pouca importância. Cristo fala dela como se fora de pouco valor. “Se alguém guardar a Minha palavra, nunca verá a morte”, “nunca provará a morte” (João 8:51 e 52). Para o cristão a morte não é mais que um sono, um momento de silêncio e escuridão. A vida está escondida com Cristo em Deus, e “quando Cristo, que é a nossa vida, Se manifestar, então também vós vos manifestareis com Ele em glória” (Colossenses 3:4) (O Desejado de Todas as Nações, págs. 530 e 787).

Ele próprio, prestes a morrer na cruz, […] vencedor do sepulcro, … afirmou Seu direito e poder de dar vida eterna (O Desejado de Todas as Nações, pág. 530).

“Eu o ressuscitarei no último dia.” Cristo tornou-Se uma mesma carne conosco, a fim de nos podermos tornar um espírito com Ele. É em virtude dessa união que havemos de ressurgir do sepulcro – não somente como manifestação do poder de Cristo, mas porque, mediante a fé, Sua vida se tornou nossa. Os que veem a Cristo em Seu verdadeiro caráter, e O recebem no coração, têm vida eterna. É por meio do Espírito que Cristo habita em nós; e o Espírito de Deus, recebido no coração pela fé, é o princípio da vida eterna (O Desejado de Todas as Nações, pág. 388).

Jesus clama ainda: “Se alguém tem sede, venha a Mim, e beba.” “Quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” (Apocalipse 22:17). “Aquele que beber da água que Eu lhe der, nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte d’água que salte para a vida eterna” (João 4:14) (O Desejado de Todas as Nações, pág. 454).

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 185

sábado, 29 de junho de 2019

Exemplo e perdão – 1 Samuel 24

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 1 Samuel 24
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Exemplo e perdão

Aprender a confiar tudo a Deus trará experiências das mais marcantes e impactantes.

“A rejeição do Espírito de Deus torna a pessoa vulnerável aos males do orgulho, ciúme e inveja. Mas aqueles que permitem que o Espírito Santo lhes controle a vida manifestarão os belos frutos do amor, lealdade, humildade e altruísmo. A confiança em Deus habilitará a enfrentar a vida corajosamente, sabendo que o Senhor peleja por eles” (Rosalie Haffner Lee).

Saul é exemplo de quem rejeitou o Espírito Santo; Davi, em contrapartida, exemplo de quem permitiu ser conduzido pelo Espírito Santo.

Gene Getz faz a seguinte observação: “Medo gera medo! Mas fé gera fé!”, e depois acrescenta: SE VOCÊ QUER...

1. Ser medroso, junte-se a pessoas medrosas.

2. Ser pessimista, junte-se a pessoas pessimistas.

3. Aprender a confiar em Deus, junte-se a pessoas que confiam em Deus.

No capítulo em questão, nota-se um contraste entre o grupo de Davi e o grupo de Saul. Davi liderou seu grupo de homens falidos para cima, e Saul liderou seus soldados para baixo. Cuidado com quem você se alia! Com quem você anda faz toda a diferença em tua vida!

David Tsumura intitula este capítulo assim: “Davi perdoa a vida de Saul em En-Gedi” e, então apresenta estes tópicos:

1. Saul entra na cova (vs. 1-3);

2. Davi corta a ponta do manto de Saul (vs. 4-7);

3. Discurso de Davi (vs. 8-15);

4. Resposta de Saul (vs. 16-22).

Davi teve oportunidade de ouro de matar quem o queria matar. Davi poderia concluir que Deus estava dando-Lhe de bandeja seu inimigo. Contudo, ao ser guiado por Deus, as conclusões vão muito além das opiniões humanas:

• Ainda que Deus nos dê oportunidade de ter o inimigo de bandeja, não o devemos matar.

• Quando temos a maior de todas as oportunidades para fazer mal a quem nos prejudica, devemos exercer o caráter moldado por Deus fazendo o bem a ele.

• Se soubermos usar com nobreza, inteligência e sabedoria divina as oportunidades de perdoar, fazer o bem e tratar com respeito a quem nos persegue, faremos nossos inimigos corarem de vergonha.

“Não permita que o mal vença em sua vida, mas vença o mal com a prática do bem” (Romanos 12:21). Reavivemo-nos! Ore por transformação! /Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Infortúnio com Esperança

A Fé Pela Qual Eu Vivo
29 de junho
Infortúnio com Esperança


Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os demais, que não têm esperança. I Tess. 4:13.

Aos aflitos desejaria dizer: Tende bom ânimo, na esperança da manhã da ressurreição. As águas das quais vos tendes abeberado são ao vosso paladar amargas como foram as de Mara aos filhos de Israel, no deserto, mas Jesus pode, com Seu amor, torná-las tão doces! Quando Moisés apresentou ante o Senhor as lastimáveis dificuldades dos filhos de Israel, não apresentou Ele algum remédio novo, mas chamou-lhes a atenção para aquilo que estava à mão; pois havia ali uma moita ou arbusto por Ele criado, e que devia ser lançado à água para tornar a fonte doce e pura. Feito isto, o povo sofredor pôde beber da água, com agrado e segurança.

Deus proveu um bálsamo para toda ferida. Há um bálsamo em Gileade, há ali um médico. Não querereis agora, como nunca antes, estudar as Escrituras? Buscai do Senhor sabedoria em toda emergência. Em cada prova, suplicai a Jesus que vos mostre um meio de saída de vossas dificuldades, e então vossos olhos se abrirão para verdes o remédio e aplicardes ao vosso caso as curadoras promessas que foram registradas em Sua Palavra. Deste modo o inimigo não encontrará lugar para vos levar a lamentações e descrença, mas ao contrário, tereis fé, e esperança e ânimo no Senhor. O Espírito Santo dar-vos-á claro discernimento, para que possais ver cada bênção e apropriar-vos delas, as quais agirão como antídoto à tristeza, como um ramo de cura a todo trago amargo que vos seja levado aos lábios. Cada trago de amargura será misturado com o amor de Jesus, e em vez de vos queixardes da amargura, vereis que o amor e a graça de Jesus por tal forma se combinam com a tristeza, que esta se transformará em alegria suave, santa e santificada.

Quando Henrique White, nosso filho mais velho, estava à morte, disse: “Um leito de dor é lugar precioso quando temos a presença de Jesus.” Quando somos obrigados a sorver das águas amargas, volvamo-nos do amargo para o precioso e brilhante. Na prova, a graça pode dar à alma humana a confiança, e quando estamos junto à cama de um moribundo e vemos como o cristão pode suportar o sofrimento e atravessar o vale da morte, reunimos forças e coragem para trabalhar, e não fracassamos, nem ficamos desanimados de guiar almas a Jesus. Mensagens Escolhidas, vol. 2, págs. 273 e 274.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 185

sexta-feira, 28 de junho de 2019

O foco de Davi – 1 Samuel 23

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 1 Samuel 23
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


O foco de Davi

Nossas fraquezas são fortalecidas ao permitirmos que Deus trabalhe em nossa existência. Para Deus as consequências de nossos erros podem ser pedagógicas para ajudar-nos a crescer, amadurecer e desenvolver na fé, na confiança e no relacionamento com Ele.

O foco do rei Saul era incorreto. Como rei ele estava intentando destruir seus súditos. Sendo assim, os verdadeiros inimigos filisteus sentiam-se livres para invadir cidades do povo de Deus (vs. 1, 27).

• Governos focados em alvos errados é uma tremenda decepção, deixam muito a desejar à população!

O foco de Davi era Deus, sua oração consultando-o revela submissão. A busca por orientação sobre se devia defender Queila dos filisteus produziu questionamentos entre seus projetos de soldados. Davi não hesitou orientar-se novamente com Deus. Desta forma, saiu vitorioso (vs. 2-6).

• A oração é o meio de comunicação que aproxima-nos do Deus que conhece cada problema e conhece a solução para todos eles. Portanto, quem ora experimenta indescritíveis vitórias!

Ao tentar capturar Davi na cidade murada, o intento estratégico de Saul falhou. Por quê? Seu alvo era um homem de oração (vs. 7-14).

• “A súplica penetra a ralé dos assuntos da terra e do homem no que mais têm de decadentes e apropria-se da ordem soberana de Deus. É por isso que a chamamos de ‘a oração que faz contrato com Deus’ [...]. Provavelmente verdade alguma é tão exigente quanto a oração” (Jack W. Hayford).

Deus nos surpreende fazendo que Jônatas, filho de Saul fizesse aliança com Davi. Inacreditável! Mas nada fez com que o rei Saul desistisse de destruir àquele que fora ungido para reinar em seu lugar. Afastado de Deus, Saul cria que Deus estava do seu lado e que Davi era astutíssimo/espertíssimo (vs. 15-29). A falta de oração e consagração de Saul impediu-o ter visão clara da realidade espiritual.

• Quem não tem experiência com a oração julga os resultados da oração na vida dos outros como esperteza.

Davi aprendeu e estava amadurecendo espiritualmente depois de sua loucura na terra dos filisteus. É necessário que amadureçamos também. “A fim de evitar o desânimo que pode vir quando falhamos em fazer que algo aconteça mediante a oração, devemos procurar crescer nos caminhos divinos” (Hayford).

Ao orar somos revigorados para glorificar a Deus! Reavivemo-nos! /Heber Toth Armí /

O Doador da Vida Vem

A Fé Pela Qual Eu Vivo
28 de junho
O Doador da Vida Vem


Morrendo o homem, porventura, tornará a viver? Todos os dias de meu combate esperaria, até que viesse a minha mudança. Jó 14:14.

O Doador da vida chamará a Sua adquirida possessão, quando da ressurreição primeira, e até aquela hora triunfante, quando há de soar a última trombeta e o vasto exército ressurgirá para a vitória eterna, todo santo que dorme será conservado em segurança, guardado como jóia preciosa, conhecido de Deus por nome. Pelo poder do Salvador que neles habitou quando vivos e por terem sido participantes da natureza divina, são ressurgidos dentre os mortos. Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 271.

Nossas mais agradáveis esperanças com freqüência malogram aqui. Nossos entes queridos se separam de nós pela morte. Cerramos-lhes os olhos, vestimo-los para a última morada, e são levados da nossa vista. Não estamos separados para sempre, mas encontraremos os nossos queridos que dormem em Jesus. Volverão de novo da terra do inimigo. O Doador da Vida vem. Milhares de santos anjos O escoltam no trajeto. Arrebenta as ataduras da morte, quebra os grilhões da tumba, e os preciosos cativos ressurgem em saúde e beleza imortal. The Youth’s Instructor, abril de 1928.

Nossa identidade pessoal se preserva na ressurreição, embora não seja a mesma partícula de matéria ou composição material que foi para a sepultura. …

Na ressurreição todo o homem terá seu próprio caráter. Deus, no devido tempo, conclamará os mortos, restituindo o fôlego da vida e ordenando aos ossos secos que vivam. SDA Bible Commentary, vol. 6, pág. 1.093.

Unir-se-á de novo a cadeia da família. Ao contemplarmos nossos mortos, podemos pensar na manhã em que a trombeta de Deus soará, e “os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”. I Cor. 15:52. O Desejado de Todas as Nações, pág. 632.

Os últimos traços da maldição do pecado serão removidos, e os fiéis de Cristo aparecerão “na beleza do Senhor nosso Deus”, refletindo no espírito, alma e corpo, a imagem perfeita de seu Senhor. O Grande Conflito, pág. 645.

Estamos de tal maneira prontos que, se adormecermos, possamos fazê-lo na esperança de Jesus Cristo?

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 185

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Intolerância – 1 Samuel 22

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 1 Samuel 22
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Intolerância

Quem não lê a Bíblia todos os dias perde as mais sublimes lições a serem aplicadas à vida. Como ser um cristão de fibra ser meditar na Palavra e orar?

1. Davi falhou em não consultar Deus, consequentemente enfrentou situações complicadas. Contudo, por mais complexa e problemática que estivesse sua condição, devido às suas escolhas estúpidas, mesmo fugitivo esperava até saber o que Deus faria com ele (vs. 1-3).

2. Como pecador, falho e refugiado Davi torna-se tolerante com fracos expostos a situações difíceis, endividados e amargurados. Davi os liderou, orientou e os respeitou na caverna de Adulão até um profeta instruir-lhe sobre onde ir. Ele respondeu prontamente (vs. 4-5).

3. Saul, enraivecido, sentia-se traído por todos e ameaçado. Temendo o resultado de sua fúria, Doegue, que vira Davi fugindo, dedurou-o perante o rei zangado, azedo e furioso (vs. 6-10).

4. Saul mandou chamar o sacerdote, pediu explicação, o qual alegou inocência; entretanto de nada ajudou sua sinceridade e inocência; irado, Saul ordenou seus guardas executarem os sacerdotes de Deus; eles se negaram. Então, a mesma foi dada a Doegue; o qual não sendo israelita teve prazer em executar 85 sacerdotes, e aproveitou para matar homens e mulheres, juvenis e bebês, jumentos e ovelhas da cidade de Nobe (vs. 11-19).

5. Davi se culpou pela cruel tragédia instigada por Saul (vs. 20-23).

Saul era frio; Davi era humano. Ambos eram falhos e cheios de defeitos; mas, enquanto Saul desprezava a Deus, Davi esperava nEle. Saul era cruel, Davi amoroso. Saul era indiferente e intolerante; Davi, inclusivo e atencioso.

“Saul: uma chama na tempestade. Saul: um triunfo da melancolia. Sua história é uma história de solidão. Uma bela aventura que se fez amarga [...]. Um exemplo de piedade mal direcionada”. Assim, Saul é um ícone dos sentimentos negativos. Ele é um exemplo de alguém “melancólico, triste, arredio, sujeito a acessos de raiva e depressão. De quando em quando cedia a impulsos estranhos” (Elie Wiesel).

Reflita:

• Você é mais parecido com Davi, ou com Saul?

• Como Davi, você aceita as pessoas complicadas, ou é intolerante com os servos do Senhor como Saul?

• Você é paciente e espera em Deus, ou vives tomando decisões independentemente dEle?

Espiritualidade faz total diferença! Conversão muda coração! Reavivemo-nos! /Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

A Ressurreição Para a Condenação

A Fé Pela Qual Eu Vivo
27 de junho
A Ressurreição Para a Condenação


Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a Terra. Sal. 37:9.

Ao fim dos mil anos ocorrerá a segunda ressurreição. Então os ímpios ressuscitarão dos mortos, comparecendo perante Deus para a execução do “juízo escrito”. Assim, o escritor do Apocalipse, depois de descrever o ressurgir dos justos, diz: “Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram.” Apoc. 20:5. O Grande Conflito, pág. 661.

Na primeira ressurreição, todos saem com imortal frescor, mas na segunda, os indícios da maldição são visíveis em todos. Os reis e os nobres da Terra, os vis e os desprezíveis, os doutos e os ignorantes, surgem ao mesmo tempo. Todos contemplam o Filho do homem; e os mesmos homens que O desprezaram e dEle escarneceram, que Lhe puseram sobre a sagrada fronte a coroa de espinhos, e O feriram com a cana, contemplam-nO em toda a Sua majestade real. Os que cuspiram nEle na hora de Seu julgamento, agora se desviam de Seu olhar penetrante, e da glória de Seu rosto. Os que introduziram os cravos através de Suas mãos e pés, olham agora para os sinais de Sua crucifixão. Os que Lhe feriram o lado, vêem os sinais de sua crueldade em Seu corpo. E sabem que Ele é o mesmo a quem crucificaram, e de quem escarneceram em Sua agonia mortal. E levantam então um pranto de angústia, longo e demorado, fugindo para esconder-se … do Rei dos reis. …

Todos estão procurando esconder-se nas rochas, para se defenderem da glória terrível dAquele a quem uma vez desprezaram. E, oprimidos e afligidos por Sua majestade e extraordinária glória, unanimemente levantam a voz e com terrível clareza exclamam: “Bendito O que vem em nome do Senhor!” Mat. 23:39. Primeiros Escritos, vol. 2, pág. 292.

De Deus descerá fogo do céu e os devorará [aos ímpios]; queimá-los-á, sem lhes deixar raiz nem ramo. Satanás é a raiz, e seus filhos são os ramos. Vida e Ensinos, pág. 109.

O destino dos ímpios se fixa por sua própria escolha. Sua exclusão do Céu é espontânea, da sua parte, e justa e misericordiosa da parte de Deus. O Grande Conflito, pág. 543.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 184

quarta-feira, 26 de junho de 2019

A Ressurreição Para a Imortalidade

A Fé Pela Qual Eu Vivo
26 de junho
A Ressurreição Para a Imortalidade


Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com Ele. I Tess. 4:14.

Para o crente, Cristo é a ressurreição e a vida. Em nosso Salvador é restaurada a vida que se perdera mediante o pecado; pois Ele possui vida em Si mesmo, para vivificar a quem quer. Acha-Se investido do poder de dar imortalidade. A vida que Ele depôs na humanidade, retoma, e dá à humanidade. O Desejado de Todas as Nações, págs. 786 e 787.

Quando Cristo vier reunir para Si os que foram fiéis, soará a última trombeta, e toda a Terra, dos cumes das mais altas montanhas aos mais baixos recantos das minas mais profundas, a ouvirá. Os justos mortos ouvirão o som da última trombeta e sairão de suas sepulturas, para ser revestidos da imortalidade e encontrar-se com o seu Senhor. Eventos Finais, págs. 277 e 278.

Todos saem do túmulo com a mesma estatura que tinham quando ali entraram. Adão, que está em pé entre a multidão dos ressuscitados, é de grande altura e formas majestosas, de estatura pouco menor que o Filho de Deus. Apresenta assinalado contraste com o povo das gerações posteriores; sob este único ponto de vista se revela a grande degeneração da raça. Todos, porém, surgem com a louçania e vigor de eterna juventude. … As formas mortais, corruptíveis, destituídas de garbo, poluídas pelo pecado, tornam-se perfeitas, belas e imortais. Todos os defeitos e deformidades são deixados no túmulo. Restabelecidos à árvore da vida, no Éden há tanto tempo perdido, os remidos crescerão até à estatura completa da raça em sua glória primitiva. …

Os justos vivos são transformados “num momento, num abrir e fechar de olhos”. À voz de Deus foram eles glorificados; agora tornam-se imortais, e com os santos ressuscitados, são arrebatados para encontrar seu Senhor nos ares. Os anjos “ajuntarão os Seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.” Criancinhas são levadas pelos santos anjos aos braços de suas mães. Amigos há muito separados pela morte, reúnem-se, para nunca mais se separarem, e com cânticos de alegria ascendem juntamente para a cidade de Deus. O Grande Conflito, págs. 644 e 645.

Todos os preciosos mortos, desde o justo Abel ao último santo que morreu, acordarão para a gloriosa vida imortal. SDA Bible Commentary, vol. 5, pág. 1.110.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 183

Vivendo loucamente– 1 Samuel 21

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 1 Samuel 21
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Vivendo loucamente

O medo te leva a lugares que você nunca imaginou. Te induz a viver loucamente, como alguém desprovido de inteligência.

Dizem que “de médico e de louco todo mundo tem um pouco”. Provavelmente por isso Sêneca declarou: “Se me apetece rir de um louco, não preciso de ir procurar muito longe; rio de mim mesmo”.

Marcel Proust disse que, “para tornar a realidade suportável, todos temos de cultivar em nós certas pequenas loucuras”. Talvez Davi intentasse essa máxima!

Ao despedir-se de seu amigo Jônatas, Davi fugiu de Saul, que desejava avidamente sua morte sem razão alguma, senão sua inveja. Davi desceu a Node, omitiu informações, comeu pão sagrado, pegou a espada de Golias (vs. 1-9) e, dirigiu-se à Gate, terra de Áquis, habitada por inimigos filisteus (vs. 10-15).

Ali, fugindo com medo de Saul, Davi também teve medo dos filisteus. Davi já era famoso; portanto, foi reconhecido e entrou em pânico. E, buscando a sobrevivência, “fingiu estar louco, batendo com a cabeça na porta da cidade e espumando pela boca, enquanto a saliva corria pela barba”.

Que situação: Aquele que matou o gigante Golias nesse estado de humilhação! Como reagiu Áquis? “Aquis olhou para ele e disse àqueles líderes: ‘Não estão vendo que ele está louco? Por que o deixaram entrar? Já tenho loucos suficientes aqui, e vocês me trazem mais um! Tirem-no daqui!”

O que podemos aprender de tudo isso? Veja estes dois parágrafos apresentados por William MacDonald:

1. “Até mesmo os grandes homens têm pontos fracos. Davi não foi exceção. Esse capítulo triste registra as mentiras do fugitivo junto ao tabernáculo em Node (v. 1-9) e sua loucura fingida perante os filisteus (v. 10-15)”.

2. “Em meio a essa provação, porém, Davi aprendeu algumas lições importantes. Antes de passar ao capítulo seguinte de I Samuel, leia o salmo 34, escrito nessa época, e que nos permite entender melhor certos aspectos do caráter de Davi. Graças a sua resiliência admirável, mesmo quando errava, Davi crescia no conhecimento de Deus”.

Precisamos aprender a extrair lições de nossas loucuras. Pois, A MAIOR E PIOR DAS LOUCURAS É NÃO APRENDER NADA COM NOSSOS ERROS!

Martin Luther King alertou: “Temos de aprender a viver todos como irmãos ou morreremos todos como loucos”.

Sejamos sábios! /Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

terça-feira, 25 de junho de 2019

Melhores Amigos – 1 Samuel 20

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – 1 Samuel 20
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Melhores Amigos

Baseando-se neste capítulo, Rosalie Haffner Lee sugere qualidades a serem consideradas na escolha de verdadeiros amigos:

1. Semelhança de gostos e interesses: Para andar juntas, duas pessoas precisam estar de acordo – assim como Davi e Jônatas.

2. Alguém que é sensível e bondoso: Embora em algumas pessoas se encontrem tais qualidades como força, coragem e persistência, em todo amigo verdadeiro deve haver uma fusão dessas qualidades com outras mais brandas, como delicadeza e simpatia – como na amizade de Davi e Jônatas.

3. Deve haver afeição: Jônatas estava disposto a renunciar à sucessão do trono de seu pai; seu desejo era ser leal ao amigo.

4. Deve haver aproximação de valores espirituais: Jônatas conhecia os caminhos de Deus do mesmo modo que Davi. Quando os dois amigos estavam prestes a separar-se, Jônatas foi confortado com o pensamento de que o Senhor dirigiria os acontecimentos de acordo com Sua vontade, e preservaria a amizade deles.

Sobre esse episódio na vida de Davi, quando corria risco de morte, Ellen G. White observou: “A amizade de Jônatas por Davi era também da providência de Deus, a fim de preservar a vida do futuro governante de Israel”.

Amigos são importantes para avançarmos neste mundo de tristezas. Um provérbio sueco reza: “A amizade dobra nossa alegria e divide a tristeza ao meio”. William Shakespeare declarou: “Depois de algum tempo você aprende que as verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida”.

Por causa dos satânicos objetivos do tentador, cumprir planos divinos é desafiador. Inimigos como Saul podem surgir de onde nem imaginamos. Cumprir os propósitos de Deus faz as hostes demoníacas se levantarem para criar estratégias intentando interrompê-los.

Diante desta realidade, “se desejamos uma vida além da mera existência biológica, é necessário interagir com Deus. Não há outra alternativa” – diz teólogo Eugene Peterson.

• Nossa amizade com Deus deve estar acima de qualquer amizade;

• Os amigos mais caros, nobres e importantes são aqueles presenteados por Deus;

• Os melhores amigos são aqueles que te apoiam e te ajudam a viver os planos divinos.

Assim, carecemos de boas amizades nos dias atuais. Por isso, precisamos ser bons amigos.

Faça sólidas amizades!/Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis