segunda-feira, 23 de maio de 2022

O SUBSTITUTO DIVINO

  O SUBSTITUTO DIVINO

Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Romanos 5:6

O Redentor do mundo possuía o poder de atrair as pessoas a Si, acalmarlhes os temores, dissipar suas tristezas, inspirar nelas esperança e ânimo e habilitá-las a crer na boa vontade divina para recebê-las graças aos méritos do Substituto divino. Como objetos do amor de Deus, devemos ser-Lhe sempre gratos por termos um mediador, advogado e intercessor nos tribunais celestiais, o qual intercede por nós perante o Pai.

Temos tudo que poderíamos pedir para nos inspirar fé e confiança em Deus. Nas cortes terrestres, quando um rei quer dar seu maior penhor para provar às pessoas sua veracidade, ele dá seu filho como refém, para ser resgatado quando sua promessa for cumprida. Veja o penhor da fidelidade do Pai! Quando Ele quis assegurar à humanidade a imutabilidade de Seu conselho, deu Seu Filho único para que viesse à Terra, a fim de tomar a natureza humana, não só pelos breves anos da vida, mas para reter sua natureza nas cortes celestiais como eterno penhor da fidelidade divina. Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria como do amor de Deus! “Vejam que grande amor o Pai nos tem concedido, a ponto de sermos chamados filhos de Deus” (1Jo 3:1).

Pela fé em Cristo nos tornamos membros da família real, herdeiros de Deus e coerdeiros de Jesus Cristo. Em Cristo somos um. Ao avistarmos o Calvário e vermos o real Sofredor que com a natureza humana suportou a maldição da lei em seu favor, acabam todas as distinções nacionais, todas as diferenças sectárias. Desaparece toda a honra de posição social, todo orgulho.

A luz que brilha do trono de Deus sobre a cruz do Calvário põe fim para sempre às separações criadas pela humanidade entre classe e raça. Pessoas de todas as classes tornam-se membros de uma só família, filhos do Rei celestial, não por meio de poder terrestre, mas mediante o amor de Deus, que entregou Jesus a uma vida de pobreza, trabalhos e humilhação, a uma morte de vergonha e agonia, para que pudesse levar muitos filhos e filhas para a glória (Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 258).

PARA REFLETIR: Em um mundo no qual as diferenças costumam ser fonte de tensões, como você pode ajudar a conduzir pessoas divididas ao campo unificador da cruz?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

23 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-substituto-divino/

Números 13 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Números 13

Comentário Pr Heber Toth 

NÚMEROS 13 – Os espias não eram quaisquer indivíduos escolhidos aleatoriamente. Eram líderes das doze tribos, chefes dos israelitas; eles foram enviados conforme a ordem divina. Insatisfação e ingratidão diante de tudo quanto Deus havia feito e prometido foi a resposta de dez dos doze espias. 

Por quarenta dias experimentaram o gostinho do cumprimento da promessa. Estava à vista a tão sonhada terra prometida. Após toda demonstração de poder no império egípcio, conquistar Canaã era apenas detalhe – se não fosse a incredulidade, o pessimismo e rebeldia do povo. Que tragédia! Quanta paciência Deus precisa ter conosco, indivíduos difíceis de lidar.

Josué e Calebe, por mais que estivessem certos em suas colocações, por mais corajosos e confiantes que mostrassem, por mais positivos e motivados que estivessem, não puderam alterar a incredulidade do povo.

Infelizmente, a avaliação incrédula atrai mais que a dos fieis. Nosso coração é mais forte para oposição a Deus que o interesse de submeter-se a Ele. A razão humana parece mais lógica que a revelação divina.

Nota-se aqui que, mesmo que as pessoas tenham as mesmas informações e dados, as conclusões podem ser diferentes/contrastantes; isso tanto na biologia, quanto na astronomia ou na geologia..., e, até mesmo na teologia. A conclusão depende da cosmovisão de cada pessoa.

Quem se vê como gafanhoto diante de gigantes (Números 13:33), jamais perceberá que os inimigos são como gafanhotos diante do Deus que é verdadeiramente “gigante” (Números 13:30).

O medo pode levar indivíduos valentes a acreditarem em ilusões absurdas. Os doze líderes retornaram vivos após 40 dias na terra prometida, mas dez deles alegaram que “a terra devora os que nela vivem” (Números 13:32). Apesar da oposição, Josué e Calebe permaneceram resolutos!

“Os Calebes já foram necessários em diferentes períodos da história... Precisamos hoje de obreiros de perfeita fidelidade, obreiros que sigam inteiramente ao Senhor, obreiros que não estejam dispostos a silenciar quando devem falar, que sejam fieis aos princípios como o aço, que não procurem fazer uma exibição pretenciosa, mas que andem humildemente com Deus, precisamos de obreiros pacientes, bondosos, prestativos, corteses, que entendam que a ciência da oração é exercer fé e mostrar obras que manifestem a glória de Deus e o bem de Seu povo” (Ellen White, CBASD, v. 1, p. 1228).

Atenção: Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

domingo, 22 de maio de 2022

Vamos Orar

 🛐Vamos Orar?

DIA 22/5/2022

PAI PERDOADOR, sê misericordioso comigo,um terrível pecador cujas faltas Te atingem enormemente todos os dias. Sonda meu coração e encontra um lugar de pureza onde possa habitar. Dá cabo do meu orgulho e preconceito. Destrói meu ódio e desesperança. Salva-me por meio de Jesus, meu Senhor e Salvador.

📖 Salmos 139:23 — Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; 24 vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.

Fonte: Meditações Diárias- Billy Graham

A CURA PARA TODOS OS MALES

 A CURA PARA TODOS OS MALES

Por isso digo a vocês que tudo o que pedirem em oração, creiam que já o receberam, e assim será com vocês. Marcos 11:24

O Salvador sabe que jamais encontraremos refúgio para os nossos males na humanidade. Ele se compadece de nós porque somos tão carentes e, ao mesmo tempo, relutantes em torná-Lo o nosso confidente, o nosso carregador de fardos. Ao se referir à pobre e frágil alma cansada de depositar as esperanças na humanidade somente para ser traída e esquecida, Cristo diz: “Que se ponham sob a Minha proteção e façam as pazes Comigo; sim, que façam as pazes Comigo” (Is 27:5).

Não leve suas tristezas e dificuldades para os seres humanos. Apresente-se diante Daquele que é capaz de fazer “infinitamente mais”. Ele sabe como ajudar você. Não se afaste do Redentor amoroso e compassivo em busca de amigos que, muito embora possam lhe dar o melhor que têm, talvez o conduzam por caminhos errados. Leve todos os seus problemas a Jesus. Ele receberá, fortalecerá e consolará você. Ele é a grande Cura para todos os males. Seu coração grandioso de amor infinito anseia por você. Envia-lhe uma mensagem de que você pode se recuperar das armadilhas do inimigo. Pode recobrar o respeito próprio. Pode se erguer para se enxergar não como um fracasso, mas como um vencedor, por meio da influência enobrecedora do Espírito de Deus.

Há muitos que vivem sob tamanha pressão das preocupações que mal provam da doçura do amor de Deus. Não conhecem o significado das palavras: “Que a Minha alegria esteja em vocês, e a alegria de vocês seja completa” (Jo 15:11). Façamos nosso melhor e então entreguemos tudo nas mãos do Senhor, dizendo: “Eu creio em Tuas promessas. Não darás evidências de Teu agir?” Ele ouvirá e responderá.

“E tudo o que pedirem em oração, crendo, vocês receberão” (Mt 21:22). Essas palavras representam o compromisso de que tudo aquilo que o Salvador onipotente pode conceder será dado àqueles que Nele confiam. Como mordomos da graça do Céu, devemos pedir com fé e esperar com confiança a salvação divina. Não devemos passar na frente de Deus e tentar, com as próprias forças, realizar aquilo que desejamos. É importante pedir em nome Dele e agir como quem confia na Sua eficiência (The Signs of the Times, 14 de fevereiro de 1906).

PARA REFLETIR: Como você pode saber quando deve fazer esforços pessoais para realizar o que deseja e quando deve esperar em Deus?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

22 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/a-cura-para-todos-os-males/


Números 12 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Números 12

Comentário Pr Heber Toth 

NÚMEROS 12 – A história crítica do povo de Deus no início da jornada rumo à Terra prometida começou em Números 10:11. Antes disso, “os israelitas fizeram tudo exatamente como o Senhor tinha ordenado a Moisés” (Números 1:54; 2:34 3:42; 4:49; 5:4; 8:, 3, 20, 22; 9:5).

Assim que o povo passou a reclamar, lamentar, murmurar, o que já era pesado para Moisés ficou mais difícil suportar. Então, Deus o orientou a selecionar líderes e supervisores para auxiliá-lo na dificílima administração do povo (Números 11:16-29). Interessante que nesse incidente, o que parecia problema para alguns ciumentos, era solução para Moisés (Números 11:26-29). Depois da escolha dos líderes, “Moisés e as autoridades de Israel voltaram para o acampamento” (Números 11:30). 

Assim que Arão e Miriã se encontraram com Moisés, passaram a criticá-lo. E a justificativa era porque sua esposa era etíope. Mas o questionamento era: “Será que o Senhor tem falado apenas por meio de Moisés?” E, intensificaram o questionamento: “Também não tem Ele falado por meio de nós?” Ficando claro que a insatisfação promove sentimentos irracionais que podem resultar em racismo. Embora “a esposa de Moisés não era negra, mas a cor de sua pela era um pouco mais escura que a dos hebreus”, conforme declara Ellen White (CBASD, v. 7, p. 1227), o racismo evidenciou que havia um problema com raízes mais profundas.

A crítica não tem fundamento. Ela ofende, denigre e humilha sem qualquer razão lógica. O que tinha a ver a esposa de Moisés com as questões levantadas por Miriã, a instigadora e líder na reclamação? 

A pedagogia divina é interessante. Se o problema era a cor da pele de Zípora, filha do midianita Jetro, Deus castigou Miriã com lepra, tornando sua pele branca como neve (Números 12:10). As críticas feitas ao líder e sua esposa atrasou a jornada do povo de Deus (Números 12:15).

A liderança aprovada por Deus é caracterizada pela humildade. “Moisés é o maior de todos os que já lideraram o povo de Deus. Foi grandemente honrado pelo Céu, não pela experiência que havia obtido na corte egípcia, mas porque era o mais manso dos homens”. Os que “desejarem ser honrados por Deus devem se distinguir de todos... pela humildade” (Idem, 1228).

Temos muito que aprender... Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

sábado, 21 de maio de 2022

O GRANDE ANTÍTIPO

 O GRANDE ANTÍTIPO

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! João 1:29

Se o seguidor de Cristo crer em Sua Palavra e praticá-la não haverá ciência no mundo natural que não possa compreender nem apreciar. Nada há que não lhe forneça meio de partilhar a verdade com outros. A história natural é um tesouro de conhecimentos de que todo estudante na escola de Cristo pode obter. Contemplando o encanto da natureza, estudando as suas lições no cultivo do solo, no crescimento das árvores, em todas as maravilhas da terra, mar e céu, teremos uma nova percepção da verdade. Os mistérios ligados ao proceder de Deus para com a humanidade e as profundezas de Sua sabedoria e conhecimento vistos na vida humana são todos considerados um depósito repleto de tesouros.

Mas, na Palavra escrita é que está revelado com maior clareza o conhecimento de Deus à humanidade caída. Nela estão as inesgotáveis riquezas de Cristo.

A Palavra de Deus abrange as Escrituras, tanto do Antigo como do Novo Testamentos. Um não está completo sem o outro. Cristo declarou que as verdades do Antigo Testamento são tão preciosas quanto as do Novo. Cristo tanto foi o Redentor do ser humano no princípio do mundo quanto o é hoje. Antes que viesse à Terra com Sua divindade revestida da humanidade, a mensagem do evangelho foi dada a Adão, Sete, Enoque, Matusalém e Noé. Abraão em Canaã e Ló em Sodoma anunciaram a mensagem, e mensageiros fiéis prenunciaram Aquele que havia de vir de geração em geração. Os ritos da dispensação judaica foram instituídos por Cristo. Ele foi o fundamento de seu sistema de ofertas sacrificais, o grande Antítipo de todo seu cerimonial religioso. O sangue derramado quando os sacrifícios eram oferecidos apontava o sacrifício do Cordeiro de Deus. Todas as ofertas típicas tiveram Nele seu cumprimento.

Cristo manifesto aos patriarcas, simbolizado no serviço sacrifical, retratado na lei e revelado pelos profetas é o tesouro do Antigo Testamento. Cristo em Sua vida, morte e ressurreição. Cristo, como é manifesto pelo Espírito Santo, é o tesouro do Novo. Nosso Salvador, o resplendor da glória do Pai, tanto é o Antigo como o Novo (Parábolas de Jesus, p. 125, 126).

PARA REFLETIR: Você se sente mais atraído pelo Jesus do Novo Testamento do que pelo Jesus prefigurado no Antigo? Como pode apreciar melhor o grande Antítipo do Antigo Testamento?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

21 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-grande-antitipo//

Números 11 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Números 11

Comentário Pr Heber Toth 

NÚMEROS 11 – A insatisfação é a mãe da reclamação. O desejo pervertido leva a conclusões absurdas. A reclamação com base no próprio “eu” impede as pessoas de verem a presença de Deus. 

E tem gente que só sabe reclamar! Quando abre a boca, em vez de oração, só sai reclamação. O pior, é que a reclamação é extremamente contagiosa. E tudo tem por base a incredulidade que gera desobediência (Hebreus 4:1-11).

A murmuração resulta de corações desprovidos de fé. Consequentemente, quem aprecia lamentar logo se rebelará contra Deus e atrairá Seus juízos, não bênçãos. Inspirado pelo Espírito Santo, Paulo adverte seus leitores: 

“Porque não quero, irmãos, que vocês ignorem o fato de que todos os nossos antepassados estiveram sob a nuvem e todos passaram pelo mar. Em Moisés, todos eles foram batizados na nuvem e no mar. Todos comeram dos mesmo alimento espiritual e beberam da mesma bebida espiritual; pois bebiam da rocha espiritual que os acompanhava, e essa rocha era Cristo. Contudo, Deus não Se agradou da maioria deles; por isso os seus corpos ficaram espalhados pelo deserto. Essas coisas ocorreram como exemplos para nós, para que não cobicemos coisas más, como eles fizeram... não se queixem, como alguns deles se queixaram e foram mortos pelo anjo destruidor. Estas coisas aconteceram a eles como exemplo e foram escritas como advertência para nós, sobre quem tem chegado o fim dos tempos” (1 Coríntios 10:1-11).

Poucas vezes consideramos o pecado da gula, embora seja bem claro na Bíblia que a glutonaria é pecado. O sábio, inspirado pelo Espírito Santo, adverte: “Não ande com os que se encharcam de vinho, nem com os que se empanturram de carne” (Provérbios 23:20). Quando o Deus das pessoas se tornam o seu próprio estômago (Filipenses 3:19), coisas absurdas são proferidas e realizadas. Isso explica a “saudade” de alho e cebola do Egito quando Israel recebia maná, o “pão do Céu”. Quibrote-Hataavá foi o nome dado ao lugar “onde foram enterrados os que tinham sido dominados pela gula” (Números 12:34). 

“Já é hora de despertarmos do sono, porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé... Andemos honestamente... não em glutonarias, nem em orgias e dissoluções, nem em contendas e inveja...” (Romanos 13:12-13) – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

O SUBSTITUTO DIVINO

   O SUBSTITUTO DIVINO Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Romanos 5:6 O Redentor do mundo possu...