Translate

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Deus age na história– I Crônicas 2

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 2
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Deus age na história

A Palavra de Deus é inspiradora até quando se trata de genealogia. Alguns ignoram grandes partes da Bíblia pensando que nestes textos ignorados Deus não nos está dizendo nada. Será?

Numa época em que escrever era difícil, em que aquilo que deveria ser escrito deveria ser bem pensado e condensado, será que o Espírito Santo faria o escritor bíblico vaguear por palavras e parágrafos extensos sem finalidade alguma?

“Quantos sermões baseados em versículos de Crônicas ouvimos por ano? Temos diante de nós um dos livros mais negligenciados da Bíblia. Vários livros, artigos e comentários sobre o AT nem sequer o mencionam. Pastores, evangelistas e leigos leem apenas trechos desses dois livros [I e II Crônicas]. Muitas congregações cristãs leem Crônicas apenas em ocasiões especiais como a consagração de uma casa ou templo novo”.

Após fazer estas reflexões, Nupanga Weanzana, diz:

“Não obstante, Crônicas é a Palavra de Deus tanto quanto o restante da Bíblia e, portanto, não deve ser esquecido”. Se você se convenceu de estudar, leia o segundo capítulo de Crônicas e, então, observe:

1. Os descendentes de Abraão, filhos de Isaque, enfatizando Jacó/Israel. Edom, oriundo de Esaú (ver capítulo 1:34-54), embora o primogênito, vendera seu privilégio de linha messiânica por um prato de lentilhas (ver Gênesis 25:29-30; Hebreus 12:16); contudo, Deus agiu e continuou Seu plano com a linhagem de Jacó (vs. 1-2).

2. Os descendentes de Judá: Judá, não sendo o primogênito de Jacó, mas a tribo que permitiu Deus trabalhar mais com ela, foi de onde Deus escolheu Davi, o qual herdou o trono que seria do Messias, chamado de Filho de Davi, da tribo de Judá (vs. 3-55).

Os livros de Reis terminam falando do fim de Israel no cativeiro assírio e do castigo dos judeus no cativeiro babilônico. Após 70 os judeus voltaram a Jerusalém; a revelação visa mostrar que...

• Os judeus tem uma nobre origem;
• A esperança no Messias não deveria morrer.

“Os livros das Crônicas começando com Adão e Jacó, informando à comunidade restaurada em Judá que Deus ainda tinha planos para eles” (Bíblia de Estudo Andrews).

Deus não só conhece a história ou o futuro da história, Ele age na história. Deus está guiando à humanidade para Seu filho Jesus.

Compartilhe Jesus! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Cuidando do Governo

A Fé Pela Qual Eu Vivo
17 de setembro
Cuidando do Governo


Filhos, sede obedientes, … porque isto é justo. Efés. 6:1.

A vontade de Deus é a lei do Céu. Enquanto essa lei foi a regra da vida, toda a família de Deus era santa e feliz. Mas ao ser desobedecida a lei divina, então foram introduzidos a inveja, o ciúme e a luta, e uma parte dos habitantes do Céu caiu. Enquanto a lei de Deus for acatada em nossos lares terrenos, a família será feliz. Orientação da Criança, pág. 79.

Uma das primeiras lições que a criança precisa aprender é a lição da obediência. Antes que fique bastante idosa para raciocinar, pode ser ensinada a obedecer. Educação, pág. 287.

A mãe é a rainha do lar, e os filhos são os seus súditos. Deve governar a casa sabiamente, na dignidade de sua maternidade. Sua influência no lar deve ser excelsa. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 111.

Nunca se deve permitir que a obstinação passe sem ser reprimida. … É impossível descrever os males que resultam de deixar a criança entregue à sua própria vontade. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 112.

Um governo inconstante – ora mantendo as linhas firmemente, ora permitindo o que havia sido condenado – é prejudicial para uma criança. O Lar Adventista, pág. 310.

Firmeza uniforme e controle desapaixonado são necessários na disciplina de toda a família. Dizei calmamente o que pretendeis, agi com consideração e ponde em prática o que dizeis sem vos desviardes. O Lar Adventista, pág. 309.

As exigências dos pais sempre devem ser razoáveis; manifestem bondade, não em tola condescendência, mas em uma sábia direção. Ensinem os pais aos filhos com satisfação, sem ralhar nem criticar, procurando unir o coração dos pequenos a eles pelos sedosos laços do amor. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 158 e 159.

A influência combinada de autoridade e amor tornarão possível segurar-se firmemente às rédeas do governo da família. Ter em vista a glória de Deus e o desejo que nossos filhos Lhe pertençam, nos livrará da frouxidão e da condescendência com o mal. O Lar Adventista, pág. 308.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 266

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Estudando Crônicas -I Crônicas 1

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 1
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Estudando Crônicas


“Quem pensa conhecer as Escrituras Sagradas, mas ignora Crônicas, engana-se a si mesmo” declara Eusébio Sefrônio Jerônimo em sua tradução a Vulgata.

O que aprendemos desta série de nomes que aparecem citados na introdução do livro de Crônicas? Por que o Espírito Santo permitiu que esses mais de 500 nomes dos primeiros 9 capítulos deste livro entrasse nas páginas sagradas dadas por Deus à humanidade?

Os livros de Crônicas “têm sinais de ser uma revisão de livros anteriores e canônicos do Antigo Testamento, sobretudo com base em I e II Samuel e I e II Reis, de acordo com os interesses e ideias do autor. O autor exibe interesse especial pelo templo de Jerusalém, com sua adoração e ritos. Também demonstra interesse especial pela doutrina da retribuição divina” (Russell Norman Champlin).

É possível perceber o que Deus quer ensinar-nos neste primeiro capítulo dando especial atenção ao livro inteiro de Crônicas, tendo em mente todo o compêndio de Deus inspirado pelo Espírito Santo. Observe com atenção estes 54 versículos:

1. Eles tratam de personagens históricos de Adão até o patriarca Abraão, o pai da nação do povo de Deus num mundo paganizado e deteriorado pelo pecado (vs. 1-27);

2. Eles também tratam dos filhos de Abraão, de cuja linhagem viria o Messias, o Salvador do mundo caído na ruína do pecado (vs. 28-54).

Ao estudar Crônicas, tenha em mente que estas genealogias são importantes a israelitas e gentios, aos judeus e às nações do mundo inteiro, pois, “Crônicas trata do verdadeiro Povo Eleito, descendente de Abraão, destinado a ser a linhagem pela qual viria o Messias” – observa Merril F. Unger.

Tendo como referência o livro de Gênesis, o cronista cita:

• Adão, como pai de todas as nações (vs. 1-27). Verifique Gênesis 5, 10-11.

• Abraão, como pai da nação do povo de Deus, escolhido para uma missão mundial (vs. 28-54). Verifique Gênesis 25 e 36.

Abraão teve outros filhos além de Isaque. Com Agar ele teve Ismael, de onde surgem os árabes (vs. 28-31). Com Quetura/Cetura ele teve mais seis filhos, de onde surgem muitas outras nações (vs. 32-33). Mas, a ênfase está em Isaque, porque a Bíblia não é História do mundo, mas a história da salvação da humanidade.

Estude Crônicas! Reavive-se!
Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis