Translate

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Juízes – Juízes 9

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – Juízes 9
Comentários: Pr. Heber Toth Armí


Juízes

Injustiças. Promiscuidades. Imoralidades. Brutalidades. Sangue. Guerra. Opressão. Humilhação. Retaliação. Sofrimento. Angústia. Clamor, etc. Tudo está presente em nossa sociedade; como esteve nos tempos dos Juízes.

· Em Juízes, líderes políticos eram tão corruptos quanto os nossos. Consequentemente, o povo padece, fica sem parâmetros corretos e descamba para o mal.

Sobre o capítulo em apreço, Paul R. House destaca:

“O filho de Gideão, Abimeleque, não possui nenhum escrúpulo em tornar-se. Ele toma o poder e governa por três anos antes de perder a vida nas mãos de uma mulher que atira uma pedra de moinho na sua cabeça [...]. Abimeleque não não é escolhido por Deus, não protege o povo, não segue a Lei e não leva a nação a servir ao Senhor [...]. É igualmente verdadeiro que os constituintes de Abimeleque como rei são oportunistas interesseiros. São pessoas que, como Abimeleque, não têm qualquer vontade de servir Yahweh, de forma que tanto essas pessoas quanto o rei estão teológica e eticamente falidos. A reação divina é retribuir a impiedade de Abimeleque e de quem lhe outorgou poder”

Reflexão:

· Por que existe na Bíblia o livro de Juízes?

· Que mensagem Deus quer nos transmitir?

· Por que tantos personagens um pior que o outro?

· Que vantagem tem para nós ler sobre pessoas corruptas do passado?

· Por que o Espírito Santo dedicou-se a inspirar essas páginas de relatos tão sangrentos e depravados?

· Que graça tem ler sobre tantas desgraças?

Note o que Arthur E. Cundall observou:

“Muitos acontecimentos em Juízes entristecem ao leitor. Talvez nenhum outro livro da Bíblia demonstre tão claramente a fragilidade humana. Em contrapartida, o livro apresenta sinais inconfundíveis da compaixão e da paciência divina”.

· A Bíblia é como um manual de instrução que visa orientar-nos, repreender-nos, corrigir-nos e salvar-nos. Nela encontramos um Deus disposto a ajudar-nos, por amor, misericórdia e graça. Sendo que a realidade dos tempos dos juízes se assemelha a nossa sociedade, prova que o livro é mais atual que o jornal que ainda circulará amanhã!

“Podemos perceber, ao refletir sobre a vida desses salvadores menores, a necessidade de um Salvador supremo em nossa época atual, alguém de vida pura e capaz de libertar com perfeição, não apenas para esta vida passageira, mas para toda a eternidade” (Cundall).

Reavivemo-nos! Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Batizados em Sua Morte e Ressurreição

A Fé Pela Qual Eu Vivo
20 de maio  de maio 
Batizados em Sua Morte e Ressurreição

Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na Sua morte? Rom. 6:3.

Os que tomaram parte no solene rito do batismo, comprometeram-se a buscar as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus; comprometeram-se a trabalhar zelosamente pela salvação dos pecadores. Deus pergunta aos que Lhe tomam o nome: Como estais vós empregando as faculdades redimidas pela morte de Meu Filho? Estais fazendo tudo ao vosso alcance para vos erguer a mais elevado nível no entendimento espiritual? Estais ordenando interesses e ações em harmonia com as momentosas exigências da eternidade? Mensagens aos Jovens, pág. 317.

O batismo significa a maior e mais solene renúncia do mundo. Mediante profissão, o eu é morto com a vida de pecado. As águas cobrem o candidato, e na presença de todo o Universo é feita uma mútua promessa. No nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo o homem é imerso na sepultura líquida, “sepultado com Cristo no batismo”, e erguido da água para viver uma nova vida de lealdade a Deus. Os três grandes poderes no Céu são testemunhas, invisíveis mas presentes. SDA Bible Commentary, vol. 6, pág. 1.074.

Morremos para o mundo. … Fomos sepultados na semelhança da morte de Cristo e ressuscitados na semelhança de Sua ressurreição, e temos que viver uma nova vida. Nossa vida tem que estar ligada à vida de Cristo. Manuscrito 70, 1900.

No primeiro capítulo da segunda carta de Pedro é-nos apresentada a obra progressiva na vida cristã. O capítulo inteiro é uma lição de importância profunda. Se o homem, possuindo as virtudes cristãs, age no plano de acrescentar, Deus compromete-se a realizar em favor dele num plano de multiplicar. “Graça e paz vos sejam multiplicadas, pelo conhecimento de Deus e de Jesus, nosso Senhor.” II Ped. 1:2. A obra é estendida diante de todo aquele que confessou sua fé em Jesus Cristo pelo batismo. SDA Bible Commentary, vol. 6, pág. 1.074.

Se formos fiéis ao nosso voto, abre-se para nós a porta de comunicação com o Céu, uma porta que mão humana alguma ou qualquer agente satânico possam fechar. Review and Herald, 17 de maio de 1906.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959-
20 de maio – Pág. 146 

domingo, 19 de maio de 2019

Gideão– Juízes 8

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – Juízes 8
Comentários: Pr. Heber Toth Armí


Gideão

Por melhores que as pessoas sejam aqui neste mundo, a tendência mais forte será sempre para o mal. Infelizmente... Decepcionante!

A parte boa é que a Bíblia não esconde “os podres” de seus personagens. Observe, nestes dez pontos, as últimas informações sobre o juiz e libertador Jerubaal, conhecido por Gideão:

1. Reclamação dos efraimitas por Gideão não tê-los convidado à guerra (v. 1);

2. Gideão parabeniza os efraimitas por ter ajudado a batalhar contra os inimigos fugitivos (vs. 2-3);

3. Destemidamente, Gideão arrasou Sucote e Penuel por não ajudar seu esgotado exército (vs. 4-17);

4. Após executar dois reis midianitas – Zeba e Salmuna, Gideão partiu para vingar seus irmãos (vs. 18-21).

5. Realizados pelo sucesso de Gideão, os israelitas o convidaram para reinar sobre eles; porém, ele recusou com base teológica (v. 23);

6. A despeito de sua resposta correta sobre reinar, Gideão fez estola sacerdotal, a qual tornou-se objeto de adoração – idolatria – na cidade de Ofra (vs. 24-27);

7. Pelo poder divino, Gideão promoveu a paz em Israel por 40 anos (v. 28);

8. Gideão tornou-se polígamo, tomou para si muitas mulheres. Teve um filho com uma concubina que se tornou líder perverso (vs. 29-31);

9. Após a morte de Gideão, os filhos de Deus descambaram novamente; trocaram a adoração a Deus por deuses fabricados por homens (v. 33);

10. Israel esqueceu-se de Deus e desprezou a família de Gideão, o qual tanto fez pelo povo (vs. 34-35).

Devemos aprender com os acertos e os erros de Gideão. Nem tudo o que Deus revelou em Sua palavra em relação ao comportamento daqueles que Ele usou deve ser aplicado a nossa vida.

Precisamos...

• ...começar bem e terminar bem a jornada da fé;
• ...pedir discernimento a Deus para enxergar nossas falhas de caráter;
• ...de reavivamento e reforma espirituais!

Aprendamos ainda que, a vida é injusta. Gideão foi questionado pelos efraimitas (vs. 1-3), ridicularizado pelos habitantes de Sucote e Penuel (v. 15), e, finalmente, esquecido pelo seu povo (v. 35).

Assim, quando você fizer algo bom pelas pessoas e ninguém reconhecer ou agradecer-te, não fique chateado! Deus faz um espetáculo a cada amanhecer e sua plateia dorme; ou mesmo no entardecer, e Seu povo prefere fazer qualquer coisa, menos contemplar sua obra de arte! Heber Toth Armí /

@palavraeficaz
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis