Translate

terça-feira, 16 de outubro de 2018

O Pecado- Gn3 Com Pr Heber Toth Armí

💌 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
📖 Gênesis 4 ( leia em sua Bíblia)
O Pecado
📝 Comentários Pr Heber Toth Armí

 O pecado não entrou devagarinho no mundo. O diabo aproveitou a oportunidade e abusou da brecha aberta para mostrar o que é capaz de fazer com a criação de Deus.

1. A segunda geração em sua juventude experimentou brutalmente os estilhaços do pecado. Satanás ataca a família. Aconteceu o primeiro fratricídio, irmão assassinou irmão (vs. 1-8);
2. As orientações e a graça divina foi descaradamente rejeitada, Deus foi questionado e ignorado. Após todas as demonstrações de misericórdia e graça (vs. 9-15) ao rebelde e revoltado “... retirou-se Caim da presença do Senhor” (v. 16).
3. Materialismo, hedonismo, imoralidade, ambição, crueldade e perversidade passaram a reger a humanidade que Deus fizera perfeita a Sua imagem e semelhança (vs. 17-27).
4. Parece que uma depressão espiritual, uma apatia religiosa e uma mornidão na busca a Deus tomou conta por alguns anos até mesmo de Adão e Eva, após a desgraça com seus filhos, até que outro filho e um neto começam o primeiro movimento de reavivamento e reforma na história do mundo (vs. 25-26). 

O espirito humano que causa sofrimento nos outros surgiu com o pecado evidente logo no início de suas manifestações na humanidade. O povo de Israel na escravidão egípcia começava a ter uma luz com esses relatos. O sofrimento na escravidão egípcia (ou no pecado) não se deve ao fato de que Deus não existe, ou que Ele não ama ao pecador. 

Os piores capítulos de nossa história revela um Deus presente em cada acontecimento. Sua graça é infinita. Observe:

- Ele fala ao irado Caim antes dele cometer fratricídio; o qual ficou calado diante das perguntas retóricas e amorosas de Deus (vs. 5-7);
- Após ter matado seu irmão, Deus aparece-lhe novamente, mas Caim mentiu, transferiu responsabilidade, questionou e mesmo assim recebeu oportunidade de viver e um sinal que lhe protegeria (vs. 9-15).
- Embora Caim fora considerado maldito, é a terra que sofre as maldições. Isso é graça divina! (vs. 11-12).
- Satanás corrompe a família; porém, Deus opera na família. Quando o futuro parecia desesperador e a semente da esperança parecia não brotar, Deus despertou Sete e Enos, pai e filho; daí se começou a história dos reavivamentos e reformas na História humana (vs. 17-26). 

Permita que Deus desperte teu coração também! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Dois Caminhos: Gênesis 4

💌Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
📖 Gênesis 4 ( leia em sua Bíblia)
Meditação
Dois Caminhos

Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta; ao passo que de Caim e de sua oferta não Se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Gênesis 4:4 e 5.

Caim veio perante Deus com íntima murmuração e incredulidade, com respeito ao sacrifício prometido e necessidade de ofertas sacrificais. Sua dádiva não exprimia arrependimento de pecado. Achava, como muitos agora, que seria um reconhecimento de fraqueza seguir exatamente o plano indicado por Deus, confiando sua salvação inteiramente à expiação do Salvador prometido. Preferiu a conduta de dependência própria. Viria com seus próprios méritos. Não traria o cordeiro, nem misturaria seu sangue com a oferta, mas apresentaria seus frutos, produtos de seu trabalho. Apresentou sua oferta como um favor feito a Deus, pelo qual esperava obter a aprovação divina. Caim obedeceu ao construir um altar, obedeceu ao trazer um sacrifício, prestou, porém, apenas uma obediência parcial. A parte essencial, o reconhecimento da necessidade de um Redentor, ficou excluída. …

Caim e Abel representam duas classes que existirão no mundo até o final do tempo. Uma dessas classes se prevalece do sacrifício indicado para o pecado; a outra arrisca-se a confiar em seus próprios méritos; o sacrifício desta é destituído da virtude da mediação divina, e assim não é apto para levar o homem ao favor de Deus. É unicamente pelos méritos de Jesus que nossas transgressões podem ser perdoadas. …

Alguns pretendem que a espécie humana necessita, não de redenção mas de desenvolvimento – que ela pode aperfeiçoar-se, elevar-se e regenerar-se. Assim como Caim julgava conseguir o favor divino com uma oferta a que faltava o sangue de um sacrifício, assim esperam estes exaltar a humanidade à norma divina, independentemente da expiação. A história de Caim mostra qual deverá ser o resultado. Mostra o que o homem se tornará separado de Cristo. A humanidade não tem poder para regenerar-se. Ela não tende a ir para cima, para o que é divino, mas para baixo, para o que é satânico. Cristo é a nossa única esperança. “Nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”. “Em nenhum outro há salvação” (Atos 4:12). Patriarcas e Profetas, págs. 72 e 73.

Fonte: Meditação Matinal de Ellen White – Vidas Que Falam, -19 de janeiro – Pág. 25
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Unidos em Cristo

Refletindo a Cristo

Unidos em Cristo - 16 de outubro

Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Filip. 2:5.

Jesus deseja apagar a imagem mundana da mente de Seus seguidores, e nela gravar a imagem celestial, para que eles possam se tornar unidos nEle, refletindo o Seu caráter, e dando louvores Àquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz. Se obtivestes permissão para estar na presença do Sol da Justiça, não é para poderdes absorver e encobrir os resplandecentes raios da justiça de Cristo, mas para vos tornardes uma luz para os outros. … Há pessoas que receberam a preciosa luz da justiça de Cristo, mas não têm agido segundo a mesma. … Elas preferem os enganos do inimigo a um claro “assim diz o Senhor”. …

O caráter que cultivamos, a atitude que assumimos hoje, está fixando o nosso destino futuro. Estamos todos fazendo uma escolha, quer para estarmos com os bem-aventurados, na cidade de luz, ou para estarmos com os ímpios, fora da cidade. Os princípios que governam nossas ações na Terra são conhecidos no Céu, e nossos atos são fielmente anotados nos livros de registro. Ali se sabe se nosso caráter é segundo a ordem de Cristo. … Somos nós virgens prudentes? … Essa é a pergunta que estamos respondendo hoje por meio de nosso caráter e atitude. …

Ser perdoado da maneira como Cristo perdoa, é ser não apenas perdoado, mas também renovado no espírito do nosso entendimento. O Senhor diz: “Dar-vos-ei coração novo”. Ezeq. 36:26. A imagem de Cristo deve ser gravada em cada mente, coração e espírito. O apóstolo diz: “Nós, porém, temos a mente de Cristo.” I Cor. 2:16. Sem o processo transformador que pode unicamente vir através do poder divino, as propensões originais para pecar são deixadas no coração com todo o seu vigor, para fabricar novas cadeias, e para impor uma escravidão que jamais poderá ser quebrada por força humana. …

Quando Cristo vier, as balanças do Céu pesarão o caráter, e decidirão se ele é puro e santo. …

Felicidade é o resultado de santidade e conformidade à vontade de Deus. Os que serão santos no Céu, precisam ser primeiro santos na Terra, pois quando deixarmos este mundo levaremos nosso caráter conosco, e isto será simplesmente levar conosco alguns dos elementos celestiais, a nós comunicados através da justiça de Cristo. …

A experiência que se segue à completa entrega a Deus, é justiça, paz e alegria no Espírito Santo. Review and Herald, 19 de agosto de 1890.

Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo – Pág. 295 

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis