quinta-feira, 2 de novembro de 2023

NÃO HAVERÁ MAIS MORTE

 MEDITAÇÃO DIÁRIA 


2 de novembro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/nao-havera-mais-morte/

NÃO HAVERÁ MAIS MORTE

E lhes enxugará dos olhos toda lágrima. E já não existirá mais morte, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram. Apocalipse 21:4

Não faz muito tempo, visitei um cemitério. Não, eu não fui a um sepultamento. Não, eu não tenho nenhum familiar ou amigo naquele lugar. Não, eu nunca estive ali antes. Foi a primeira vez que entrei no lugar. Era sábado. Um dia após o Natal. Estávamos em meio à pandemia da Covid-19. Minha igreja havia voltado a fechar. Os cultos eram apenas on-line. Como sempre, acordei muito cedo. Passei um bom tempo orando e lendo a Bíblia e até assisti a um sermão pela internet.

A manhã estava muito bonita, e eu queria estar em meio à natureza. Afinal de contas, sábado é o dia que lembra a criação e o Criador. Na verdade, eu vivo cercado pela natureza, na região rural de Engenheiro Coelho, próximo ao campus do Unasp. Mas eu queria estar em meio à natureza em outro lugar. Então fui a uma cidade vizinha e fiquei algum tempo às margens de um belo lago, observando a vegetação e os pássaros do lugar.

Saindo dali, passei em frente ao cemitério local. Minha igreja, que é um lugar de vida e alegria, estava fechada; mas o cemitério, que é um lugar de tristeza e morte, estava aberto. Então entrei. Fui caminhando de túmulo em túmulo. Passei por dezenas deles. Em cada um havia algumas informações. Na grande maioria constava o nome do falecido e as datas do nascimento e da morte. Em um dos túmulos, ambas as datas eram idênticas, o que significava que o menino lá sepultado havia nascido morto ou morrera pouco depois. Em outro túmulo estavam dois nomes com a mesma data de nascimento. Entendi que eram gêmeos. Muitos túmulos eram de pessoas idosas, inclusive de uma que viveu 101 anos. Mas havia diversos túmulos de jovens. Eu vi fotos, cruzes, versos bíblicos e expressões de saudade. Embora diferentes entre si, todos os túmulos tinham uma placa de metal com um número. Alguns tinham essa placa e nada mais.

Lembrei-me de Jesus, junto ao sepulcro de Lázaro, chorando. Eu também chorei, embora não conhecesse nenhuma daquelas pessoas. Imaginei o sofrimento delas quando estavam em vida e a dor de seus queridos quando as sepultaram. Mas me lembrei também da promessa da ressurreição e da vida futura com Deus, em que a morte, o choro e a dor não mais existirão. Que venha logo esse dia!

https://youtu.be/zxYGDtxa240

Nenhum comentário:

Mais que marionetes

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 20 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/mais-que-marionetes/ Mais que marionetes Você fal...