quinta-feira, 2 de novembro de 2023

Provérbios 30 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Provérbios 30
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


PROVÉRBIOS 30 – As máximas de sabedoria deste capítulo giram em torno de Massá, localizada em território árabe. O povo de Massá é associado aos descendentes de Ismael, filho de Abraão, o que sugere uma ligação com os árabes.

“Ditados de Agur, filho de Jaque; oráculo: Este homem declarou a Itiel: A Itiel e Ucal” (Provérbios 30:1). Agur é mencionado como um sábio que compartilha sua sabedoria em forma de provérbios e reflexões; inicia com análises filosóficas, retóricas e didáticas, avança com observações sobre a natureza humana para, então, apresentar a sabedoria divina e a conduta ética. Seu objetivo é refletir sobre a sabedoria verdadeira, a moral e a vida correta a pelo menos dois destinatários: Itiel e Ucal.

Provavelmente este sábio de Massá tenha se convertido ao Deus do sábio Salomão e agora anseia compartilhar da verdadeira sabedoria a esses pupilos. Neste apêndice de Provérbios, nota-se a sabedoria ultrapassando os territórios geográficos de Israel. Esse era o alvo de Deus, até chegar a nós; e, devemos continuar influenciando mais pessoas com a sabedoria divina.

Cinco itens podem ser sintetizados da coleção de sabedoria de Agur:

• A busca pela sabedoria passa pela humildade e reconhecimento da limitação humana; consequentemente, isso nos levará à dependência de Deus e de Sua revelação em todas as áreas da vida (Provérbios 30:1-4).
• A fonte da sabedoria pura e verdadeira não está nos livros dos grandes filósofos ou nas coleções enciclopédicas baseadas na cultura humana, mas na Palavra de Deus. Apenas quem busca a pura Palavra de Deus e confiam piamente nela, encontra um escudo contras as corruptas e deturpadas influências do mundo (Provérbios 30:5-6).
• A essência da sabedoria inclui a busca pela integridade e contentamento diante do perigo da falsidade e da desonestidade. Isso implica viver de forma íntegra, contentando-se com o que tem, desprovido de ganância e praticando a justiça (Provérbios 30:7-9).
• A natureza é um complemento à sabedoria da Palavra de Deus. Agur destaca a sabedoria observada na natureza, ensinando lições valiosas sobre diligência, trabalho em equipe e planejamento para o futuro (Provérbios 30:10-33).
• Conhecer a futilidade da insensatez motiva-nos a optar pela prática da sabedoria: A busca por prazeres mundanos nunca traz satisfação permanente (Provérbios 30:15-33).

Como Agur, precisamos divulgar profusamente a preciosa sabedoria divina! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
••••

Nenhum comentário:

Jovens a serviço

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 18 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/jovens-a-servico/ Jovens a serviço Expondo estas ...