quarta-feira, 31 de agosto de 2022

O MÉDICO COMPASSIVO

 O MÉDICO COMPASSIVO

Será que não há bálsamo em Gileade? Ou não há lá médico? Por que, então, não se realizou a cura da filha do Meu povo? Jeremias 8:22

As Escrituras dizem que os seres humanos devem “orar sempre e nunca desanimar” (Lc 18:1). E se há um tempo em que eles sintam sua necessidade de orar é quando lhes faltam as forças e a própria vida lhes parece fugir. Frequentemente, os que estão com saúde esquecem as maravilhosas misericórdias a eles feitas continuamente, dia após dia, ano após ano, e não rendem a Deus tributo e louvor por Seus benefícios. Ao sobrevir a doença, porém, Ele é lembrado. Ao faltarem as forças humanas, homens e mulheres sentem a necessidade do auxílio divino. E nosso misericordioso Deus nunca Se afasta da pessoa que em sinceridade se volta para Ele em busca de auxílio. Ele é nosso refúgio na enfermidade assim como na saúde. […]

Cristo é agora o mesmo Médico compassivo que era durante Seu ministério terrestre. Nele há bálsamo curativo para toda doença e poder restaurador para toda enfermidade. Seus discípulos de nossos dias devem orar pelos doentes tão verdadeiramente como os de outrora, e curas ocorrerão; pois “a oração da fé salvará o enfermo” (Tg 5:15). Temos o poder do Espírito Santo, a calma certeza da fé, de que podemos reivindicar as promessas de Deus. A promessa do Senhor, “se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Mc 16:18), é tão digna de fé hoje como nos dias dos apóstolos. Ela apresenta o privilégio dos filhos de Deus, e nossa fé deve lançar mão de tudo quanto essa promessa abrange. Os servos de Cristo são os instrumentos de Sua obra, e por intermédio deles deseja exercer Seu poder de curar. É nosso trabalho apresentar o enfermo e sofredor a Deus, nos braços da fé. Devemos ensinar-lhes a crer no grande Médico. O Salvador deseja que incentivemos os enfermos, desesperançados e aflitos a se apegarem à Sua força. […]

Mas unicamente vivendo em obediência à Sua palavra podemos pedir o cumprimento das promessas que nos faz. O salmista diz: “Se, no coração, eu tivesse contemplado iniquidade, o Senhor não teria me ouvido” (Sl 66:18). Se Lhe prestamos apenas uma obediência parcial, com a metade do coração, Suas promessas não se cumprirão em nós.

Temos na Palavra de Deus instruções relativas à oração especial pelo restabelecimento de um doente. Mas tal oração é um ato soleníssimo, e não devemos realizá-lo sem atenta consideração (A Ciência do Bom Viver, p. 225-227).

PARA REFLETIR: Você deve orar a Deus em favor daqueles que trouxeram enfermidade sobre Si por causa da autoindulgência? A restauração da saúde mudaria o comportamento dessas pessoas?

https://youtu.be/-DhJZoCLVdA

MEDITAÇÃO DIÁRIA

31 de agosto
https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-medico-compassivo/

Nenhum comentário:

O CONSUMADOR DA OBRA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA O CONSUMADOR DA OBRA Quando Jesus tomou o vinagre, disse: “Está consumado!” João 19:30 O Senhor não vem a este mundo com ...