terça-feira, 7 de junho de 2022

Números 28 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Números 28

Comentário Pr Heber Toth Armí

NÚMEROS 28 – Cada um de nós pode escolher aceitar a oferta de amor do Deus que Se sacrificou por nós (profetizado nos símbolos de cada oferta e festa instituídas no Antigo Testamento) ou desprezar a promessa divina. Os filhos de Abraão que foram miraculosamente tirados do império egípcio rejeitaram o presente de Deus e morreram durante a peregrinação do deserto. No deserto deste mundo, atualmente muitos estão rejeitando a gloriosa oferta de salvação outorgada pelo Céu.

Almejando o bem da nova geração, Deus estabeleceu novamente os requisitos da religião prática através dos rituais diários, semanais e anuais. Não se pode desprezar ou relaxar as práticas espirituais: “Tenham cuidado de apresentar-me na época designada a comida para as minhas ofertas preparadas no fogo, como um aroma que me seja agradável”. Toda oferta deveria ser “de um ano, sem defeito” (Números 28:1-3, 9, 11, 19, 31), e “sem fermento” (Números 28:17). Os frutos deveriam ser os primeiros produzidos e colhidos (Números 28:26); e, a farinha deveria ser, obviamente, a melhor (Números 28:5, 9, 12-13, 20, 28). 

Por outro lado, diariamente, “a oferta derramada que acompanha [a oferta de aroma agradável dedicada ao Senhor] será um litro de bebida fermentada para cada cordeiro. Derramem a oferta de bebida para o Senhor no Lugar Santo” (Números 28:7). E mais, quanto às ofertas mensais, “para cada novilho deverá haver uma oferta derramada de meio galão de vinho; para o carneiro, um livro; e para o cordeiro, um livro” (Números 28:14).

Isso revela profeticamente que Jesus, sem mancha de pecado, assumiria a nossa culpa e pagaria o preço de nossas transgressões (Números 18:22, 30). Jesus é a oferta perfeita de Deus cujo objetivo é libertar-nos da culpa dos nossos pecados (Isaías 52:13-53:12; João 1:29, 36). Se há opção de salvação, é graças à oferta divina. Precisamos depender dela continuamente!

Da mesma forma que Deus planejara outorgar uma maravilhosa terra-lar aos israelitas, deseja o mesmo para nós. Infelizmente, os ingratos rebeldes murmuradores não puderam usufruir da bênção da promessa divina. A mensagem para nós é clara: “Bem-aventurados os humildes [mansos], pois eles receberão a terra por herança... Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus” (Mateus 5:5, 8-9).

Por conseguinte, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...