terça-feira, 7 de junho de 2022

O HUMILDE NAZARENO

 O HUMILDE NAZARENO

Então Natanael perguntou: “De Nazaré pode sair alguma coisa boa?” Filipe respondeu: “Venha ver!” João 1:46

Em humildade, Cristo começou a Sua obra poderosa de elevação moral e espiritual da raça caída. Deixando de lado cidades e centros renomados de ensino, transformou em lar a humilde e obscura vila de Nazaré. Nesse lugar que, de acordo com o senso comum, não poderia produzir qualquer bem, o Redentor do mundo passou a maior parte da vida trabalhando no ofício de carpinteiro. Seu lar era entre os pobres. Sua família não se destacava por cultura, riquezas ou posição. No caminho que os pobres, esquecidos e sofredores precisam trilhar, Ele caminhou enquanto esteve na Terra, tomando sobre Si todos os males que os aflitos devem suportar.

Os judeus tinham grande orgulho da ideia de que o Messias viria como rei, conquistando os inimigos e pisoteando os pagãos com a Sua ira. Mas não fazia parte da missão de Cristo exaltar homens e mulheres, atendendo às expectativas do orgulho deles. Ele, o humilde Nazareno, poderia ter inundado de desprezo todo o orgulho do mundo, pois era o Comandante nas cortes celestiais. Mas veio em humildade, demonstrando que o Deus do Céu não respeita riquezas, posição ou autoridade. Em vez disso, Ele honra o coração contrito que se torna nobre pelo poder da graça de Cristo.

Jesus encerrou a Sua vida de trabalho e negação em nosso favor por meio do sacrifício supremo por nós. […]

Cristo é um Salvador vivo. Hoje, Ele Se assenta à destra de Deus como nosso Advogado, fazendo intercessão por nós; e nos convida a olhar para Ele e nos salvar. Contudo, o tentador sempre teve o propósito determinado de tirar Jesus de vista, a fim de sermos levados a nos apoiar nos braços da humanidade em busca de auxílio e força. Ele cumpriu tão bem esse propósito que nós, desviando os olhos de Jesus, em quem se concentra toda a esperança de vida eterna, olhamos para outros seres humanos em busca de auxílio e direção.

Assim como a serpente foi levantada por Moisés no deserto, para que todas as pessoas picadas pelas cobras venenosas pudessem olhar e viver, o Filho do Homem deve ser exaltado por Seus servos perante o mundo (Review and Herald, 29 de setembro de 1896).

PARA REFLETIR: Como você resiste à pressão das tentações do mundo em buscar poder, riqueza e fama?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

7 de junho

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-humilde-nazareno/


Nenhum comentário:

O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE

 O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados. Efésios 5:1 Se o povo que viveu antes do Dilúvio tivesse...