segunda-feira, 27 de novembro de 2023

CARTA NO FUNDO DO BAÚ

 MEDITAÇÃO DIÁRIA - 

27 de novembro

CARTA NO FUNDO DO BAÚ

Escutem, povo de Judá e moradores de Jerusalém! Creiam no Senhor, seu Deus, e vocês estarão seguros; creiam nos profetas do Senhor e vocês serão bem-sucedidos. 2 Crônicas 20:20

Em 1850, um homem de meia-idade, chamado Stephen Smith, e sua família se tornaram adventistas. Ele viajava bastante e sentia alegria em testemunhar de sua fé. Contudo, depois de algum tempo, afastou-se da verdade, tornando-se crítico da igreja e dos obreiros, especialmente de Ellen G. White e de seu esposo.

Um ano depois, ele foi desligado do rol de membros porque já não cria da mesma maneira que os irmãos. Ellen White teve uma visão em que Deus lhe mostrou o caso do irmão Smith. A visão revelava o perigoso caminho que ele estava trilhando e quais seriam os resultados se persistisse nele. Assegurava-lhe também o amor e a aceitação de Deus se ele se arrependesse. Por meio de uma carta, ela lhe contou essa visão.

Quando ele recebeu a carta e viu que a remetente era a irmã White, não quis abrir o envelope. Jogou-o dentro de um baú e continuou com sua vida de rebeldia e criticismo, enquanto sua esposa e filhos permaneciam fiéis. Os anos passaram, e Stephen Smith envelheceu. Correu, então, a notícia de que o pastor Eugênio Farnsworth realizaria reuniões de avivamento na igreja local. Stephen sentiu o desejo de ouvi-lo, pois o havia conhecido e visto crescer. Em um sábado pela manhã, o pastor Eugênio pregou sobre o surgimento do movimento adventista do sétimo dia, um movimento profético. Ao final, quando acabou o sermão, Stephen se colocou em pé e manifestou o desejo de voltar a pertencer ao povo adventista.

Depois disso, ele se lembrou da carta que Ellen White lhe havia mandado e que ele colocara dentro do baú. Vinte e oito anos haviam se passado. Ele abriu o baú, tomou a carta e a leu. Aquilo que havia sido uma profecia sobre sua vida, se ele continuasse naquele caminho, tinha se tornado história. Sua vida fora exatamente como a serva do Senhor havia escrito 28 anos antes. No final da carta, estava registrado o apelo para ele voltar para Deus. E ele voltou, passando a crer no dom de profecia.

A luz para nossa vida pode estar bem perto. Os escritos de Ellen White estão cheios de orientação e bênção. Não façamos como Stephen Smith. Leiamos as mensagens que Deus nos enviou. 

https://youtu.be/LreNIAz0vak

Nenhum comentário:

Hotel Abraão

  Devocional Diário Hotel Abraão Abraão plantou uma tamargueira em Berseba e invocou ali o nome do Senhor, o Deus Eterno. Gênesis 21:33 Um c...