terça-feira, 28 de novembro de 2023

Isaías 5 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Isaías 5
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


ISAÍAS 5 – Neste texto sagrado “o pregador tornou-se um trovador e entoou um cântico popular ao Senhor (‘meu amado’). Quem sabe, os que haviam ignorado seus sermões ouviriam suas canções. Cantou sobre seu povo (v. 7) e ressaltou como Deus havia estado com os israelitas. Deus lhes dera uma lei santa e uma terra maravilhosa, mas eles quebraram a lei, corromperam a terra com seus pecados e deixaram de produzir frutos para a glória de Deus. O Senhor fez todo o possível por eles. Agora, só lhes restava trazer juízo para uma vinha sem frutos e transformá-la em refugo”, expõe Warren Wiersbe.

Nesta música, o profeta apresenta uma metáfora da vinha que apontava ao povo de Israel como plantação de Deus. A revelação divina descreve as razões pelas quais a vinha de Deus não produziu bons frutos e como isso atraiu o juízo divino. A concepção oriunda das frutas selvagens indicam a injustiça e a maldade na vida do povo de Deus, resultantes do pecado, das consequências morais e das negligências espirituais.

Wiersbe divide a canção com os seguintes tópicos, citando os pecados que atraíram o julgamento sobre a Terra:

• Cobiça (Isaías 5:8-10).
• Embriaguez (Isaías 5:11-17).
• Indiferença (Isaías 5:18-19).
• Dissimulação (Isaías 5:20).
• Orgulho (Isaías 5:21).
• Injustiça (Isaías 5:22-25).

“Deus condena a nação santa, tratando-a como bêbada (5:10, 22), arrogante (5:13-17), amante do mal (5:20) e objetos da ira”, observa Paul House. O final do capítulo mostra que, consequentemente, o povo escolhido seria levado ao cativeiro por adversários poderosos e inescrupulosos (Isaías 5:26-30).

I Pedro 2:9 descreve os crentes do Novo Testamento como “geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, PARA anunciar as grandezas dAquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz”. Aqui também o povo de Deus do presente tem um propósito específico. A vinha plantada com a expectativa de produzir bons frutos se equipara ao chamado dos crentes para proclamar as virtudes de Deus.

Negligenciar esse propósito implica viver irresponsável e negligentemente perante Deus. Não que Deus seja cruel, mas qualquer vida sem intimidade e sem dependência divina sofre sozinha as próprias consequências.

• Frustrar a expectativa divina implica no juízo divino!

Devemos dar ouvidos ao chamado de Deus para não sermos achados em falta diante dEle! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...