terça-feira, 18 de julho de 2023

UM DIA MUITO TRISTE

 Meditação Diária 

18 de julho

UM DIA MUITO TRISTE

Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que morra, viverá. João 11:25

Foi o dia mais triste da minha vida. Meu filho Hudson foi vítima de um acidente automobilístico. Com o impacto, sua morte foi instantânea. Estava com 18 anos e cursava o segundo ano de Teologia. Guardamos as cartas, cartões e bilhetes que ele nos deu ao longo de sua infância e juventude. Neles transparecem claramente três coisas: seu amor para com a família, seu profundo amor a Deus e à Sua causa e seu coração cheio de alegria e bom humor. Em um de seus trabalhos escolares, escreveu: “Em minhas orações costumo agradecer a Deus, por me achar um dos seres humanos mais abençoados da Terra, e isso se deve em primeiro lugar a conhecê-Lo e, em segundo, ao ambiente cristão em que cresci, à educação que recebi […]. Obrigado, Senhor!”

Quando o Hudson nasceu, fui ao cartório e, com alegria, declarei o fato, recebendo sua certidão de nascimento. Depois, tive de retornar a outro cartório e com pesar anunciar: “Ele morreu.” Dali saí com sua certidão de óbito. Quando ele nasceu, tomei-o nos braços, apresentei-o à igreja e o dediquei publicamente ao Senhor. Depois, enquanto seu corpo permanecia inerte dentro de um caixão, fiz o sermão fúnebre, também diante da igreja e do Senhor.

Com minha esposa, eu o ensinei a dar os primeiros passos, a pronunciar as primeiras palavras, a escrever as primeiras letras, a fazer as primeiras orações e a recitar os primeiros versos da Bíblia. Eu o ensinei a brincar com uma bola, a andar de bicicleta, a nadar, a amarrar os cadarços dos sapatos, a preparar o primeiro discurso, a pregar o primeiro sermão, a amar a Deus sobre todas as coisas e a confiar Nele em todas as situações. Eu o batizei e, como preparação para a primeira Santa Ceia de que participou, lavamos os pés um do outro. Quantos sonhos para seu futuro: os estudos, o namoro e casamento, o trabalho como pastor…

Após essa triste experiência, vemos o Senhor também como “o Deus de toda a consolação” (2Co 1:3). Quão grande é o conforto e a paz que Ele nos dá. Por causa de Sua graça, veremos o Hudson no retorno de Cristo. Então estaremos juntos para sempre (1Ts 4:16, 17). Todos os dias tristes passarão!
https://mais.cpb.com.br/meditacao/um-dia-muito-triste/
https://youtu.be/6fUcd0SCXjs

Nenhum comentário:

Teoceno

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/teoceno/ Teoceno Nós, porém, segundo a promessa d...