segunda-feira, 8 de maio de 2023

Salmos 2 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 2
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 2 – Independente de você crer ou não, de ser cristão ou ateu, considere esse texto escrito há milhares de anos e foi sempre relevante para todas as gerações, válido até hoje.

Este Salmo contém poderosa mensagem de esperança e transformação. Seu conteúdo inspirado convida-nos a olhar para além de nossas dificuldades e acreditar no Deus que é maior que qualquer problema.

A mensagem deste Salmo contém um aspecto profético. Parte de sua profecia cumpriu na primeira vinda de Cristo; contudo, ainda há muito para cumprir no futuro. A parte cumprida garante aquela que ainda precisa cumprir. Mesmo pretendendo negar a relevância da crença em Deus, não se pode negar a relevância histórica do Salmo 2 e a profecia contida nele: Deus escolheu um Ungido para governar as nações e trazer justiça para o mundo.

Isso quer dizer que a injustiça, a corrupção, a opressão e a violência que nos rodeiam não são o destino final da humanidade. É certo que existe esperança de um futuro melhor, governado por um Rei justo e compassivo (Apocalipse 11:15, 17-18; 12:5; 19:15-16).

Como isso tornou-se possível? O Jesus que veio como um bebê e dividiu a história mundial conquistou o direito de retornar como Rei dos reis e Senhor dos senhores para estabelecer Seu reino de justiça e paz na Terra (Daniel 2:1-49).

O Salmo 2 apresenta a soberania de Cristo sobre todas as soberanias do mundo, e revela o juízo final que virá sobre os rebeldes que se opõem à verdade, à justiça, aos princípios de Seus reino e O rejeita como Rei. Analise cada parte do Salmo:

• A conspiração das nações contra Deus e Seu Ungido: Representada por Herodes quando intentou a destruição de Cristo ao nascer (Salmo 2:1-3; Apocalipse 12:4).
• A intervenção divina para frustrar os planos de rebelião das nações: Deus é o Soberano e nenhum poder humano pode frustrar Seus planos (Salmo 2:4-6; Daniel 7:1-27; 9:1-10:21).
• O plano de Deus para salvar a humanidade na pessoa de Seu Filho: Jesus foi batizado e Deus o Ungiu para ser o Redentor da humanidade (Salmo 2:7-9; Mateus 3:17-18).
• Advertência do juízo final: Diante de um julgamento mundial, é preciso submeter-Se Àquele que Se submeteu para salvar-nos (Salmo 2:10-12; João 3:16, 36).

Diante disso, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

As primeiras coisas

  Devocional Diário As primeiras coisas Aos filhos das concubinas que tinha, Abraão deu presentes. Gênesis 25:6 Dizem que Boston é a cidade ...