terça-feira, 16 de maio de 2023

Salmos 10 Comentário:

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 10
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 10 – O sofrimento incomoda muita gente! A impaciência com a paciência de Deus diante das injustiças perturba muitas mentes pensantes. A demora de Deus agir leva os fieis a certos questionamentos ao verem a opressão dos maus afligindo os necessitados e fracos da sociedade, exigindo respostas divinas!

O Salmo 10 é um lamento individual que expressa o sofrimento de um fiel que clama por justiça e proteção divina diante da opressão dos malvados. Ele inicia com duas perguntas: “Senhor, por que estás longe? Por que te escondes em tempo de angústia?” que expressam a sensação de abandono e falta de resposta imediata por parte de Deus diante das aflições vividas pelo salmista.

• Até o versículo 11, lamenta-se a aparente ausência de Deus diante da opressão causada pelos perversos. Nestes versículos, descreve-se a arrogância e a violência dos ímpios, que se aproveitam dos pobres e indefesos.

• Na segunda parte do poema inspirado, clama-se por justiça e proteção para os oprimidos. Pede-se a Deus para levantar-Se em defesa dos indefesos e que proteja os vulneráveis da maldade da sociedade.

• Na última parte, envolvendo os versículos 16-18, Davi expressa sua confiança na justiça divina, e crê na intervenção divina em prol dos afligidos pela crueldade do mal. Ao encerrar o Salmo, ele faz eco ao Salmo 2, afirmando que Deus reina para sempre, e por isso a esperança dos oprimidos não será frustrada.

A injustiça, a opressão e a aflição atravessa toda a história. Em Apocalipse 6:9-11, os mártires assassinados por causa da Palavra de Deus clamam por justiça e questionam por que Deus ainda não agiu em favor deles, como clamou o sangue de Abel após ser martirizado por seu irmão Caim (Gênesis 4:10).

A certeza no encerramento do Salmo 10, que diz: “Tu, Senhor, ouves a súplica dos necessitados; tu os reanimas e atendes ao seu clamor. Defendes o órfão e o oprimido, a fim de que o homem, que é pó, já não cause terror” é a esperança dos mártires do cristianismo em Apocalipse 6:11.

Os questionamentos do salmista e dos mártires não expressam dúvidas, mas fé confiante no juízo e redenção escatológicos quando haverá intervenção divina para prover salvação aos injustiçados e oprimidos. Tal expectativa reanima o povo de Deus!

Então, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Uma pitada de sal

  Devocional Diário Uma pitada de sal Que a palavra dita por vocês seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibam como devem resp...