quarta-feira, 8 de junho de 2022

Números 29 Comentário

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Números 29

Comentário Pr Heber Toth Armí

NÚMEROS 29 – Sem contar os sacrifícios individuais e os inúmeros cordeiros oferecidos na Páscoa, durante o ano no Santuário eram sacrificados 113 novilhos, 32 carneiros e 1086 cordeiros. “Todo o sistema de ritos repousava sobre o sacrifício diário; a despeito do número de sacrifícios acrescentados, a oferta diária nunca era deixada de lado. Da mesma maneira, o Cordeiro de Deus jamais deve ser substituído. Nenhuma função, nenhum rito e nenhuma regra pode tomar o lugar do Filho de Deus, o único por meio de quem há salvação do pecado”, destaca o Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia.

Pecado = sangue e morte! Deus reverte a situação!

Assim a ênfase estava sempre no pecado e perdão. “Qualquer que fosse a festividade, requeria-se oferta pelo pecado (Nm 28:15, 22, 30; 29:5, [38] etc.). O povo sempre precisava de perdão. Era importante não se perder de vista esse fato”. Era exigência divina que nada fosse alterado (Números 29:39). “O Senhor havia designado festas para época específicas. Elas deveriam ser realizadas exatamente da forma prescrita” (Idem).

Evangelho é cristologia vinculado à escatologia. Sem a morte de Cristo não haveria esperança profética. Profecia messiânica e profecia dos últimos dias estão presentes nas atividades eclesiásticas e sociais do Santuário. O calendário instituído por Deus apresentava o desenrolar da história seguindo a trajetória divina.

As festas da páscoa, pães asmos, primícias e pentecostes apontavam para o fim do ministério terrestre de Jesus e o começo de Seu ministério Sacerdotal no Santuário Celestial. As festas das trombetas, expiação e tabernáculos apontavam para o tempo do fim, a eventos ligados à Segunda Vinda de Jesus Cristo:

• A festa das trombetas simboliza anúncios do juízo divino.

• O dia da Expiação aponta para o início do juízo divino, o qual está em andamento desde que Jesus assumiu o Lugar Santíssimo no Santuário Celestial em 1844.

• A festa dos tabernáculos aponta para os salvos celebrando a vitória sobre o pecado, depois que Jesus os levar deste mundo para a Pátria Celestial.

Precisamos estudar a Bíblia com afinco a fim de que pratiquemos aquilo que Deus designou, para não perdermos o que Ele preparou para nós. 

Os sacrifícios não são mais necessários, pois Cristo substituiu a sombra pela realidade. Que Ele seja central em nossa existência! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE

 O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados. Efésios 5:1 Se o povo que viveu antes do Dilúvio tivesse...