segunda-feira, 25 de abril de 2022

A FRENTE DA HUMANIDADE

 A FRENTE DA HUMANIDADE

Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação. Colossenses 1:15

Este é o tempo em que todo aquele que ocupa cargo de responsabilidade e todo membro da igreja devem colocar cada detalhe de seu trabalho em perfeita harmonia com os ensinos da Palavra de Deus. Por meio de vigilância incansável, orações fervorosas e palavras e atos cristãos devemos mostrar ao mundo o que Deus quer que Sua igreja seja.

De Sua elevada posição, Cristo, o Rei da glória, a Majestade do Céu, viu o estado da humanidade. Teve compaixão dos seres humanos em sua fraqueza e pecaminosidade e veio à Terra para revelar quem é Deus para os homens. Deixando Sua corte real, revestindo Sua divindade com os véus da humanidade, veio pessoalmente ao mundo para desenvolver em nosso favor um caráter perfeito. Não escolheu morada entre os ricos da Terra. Nasceu na pobreza, de pais humildes, e viveu na desprezada aldeia de Nazaré. Logo que atingiu idade suficiente para manejar as ferramentas, contribuiu com a Sua parte para o sustento da família.

Cristo condescendeu em colocar-Se à frente da humanidade para sofrer tentações e suportar as provas que os seres humanos têm que sofrer e suportar. Tinha de conhecer o que a humanidade tem que sofrer da parte do inimigo caído, a fim de saber como socorrer os que são tentados.

E Cristo foi feito nosso juiz. O Pai não é o juiz. Tampouco são os anjos. Aquele que Se revestiu da humanidade e viveu vida perfeita neste mundo será quem nos julgará. Só Ele pode ser nosso juiz. Vamos nos lembrar disso, irmãos? Os pastores se lembrarão disso? E os pais e mães se lembrarão? Cristo assumiu a humanidade para poder ser nosso juiz. Nenhum de nós foi designado para julgar outra pessoa. Tudo o que podemos fazer é nos corrigir. Exorto-lhes, em nome de Cristo, a obedecer à ordem que lhes dá, de nunca assumirem a atitude de juízes. Dia a dia tem soado aos meus ouvidos esta mensagem: “É preciso descer do assento de juiz. Fazê-lo em humildade.”

Jamais foi tão necessário como agora que nos neguemos a nós mesmos e carreguemos cada dia a cruz. Até que extremo nós estamos dispostos a dar provas de abnegação? (Testemunhos Para a Igreja, v. 9, p. 185, 186).

PARA REFLETIR: Qual é a sua cruz? O que você carregará hoje enquanto segue Cristo?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

25 de abril
https://mais.cpb.com.br/meditacao/a-frente-da-humanidade/

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...