Translate

domingo, 22 de setembro de 2019

Deus no controle – I Crônicas 7

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 7
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Deus no controle


Em meio a tanta confusão religiosa, Deus continua conduzindo um povo na execução de Seus projetos no mundo?

Após retornar do exílio babilônico, a questão aos ex-exilados era se ainda eram o povo de Deus. As genealogias são importantes para garantir o “sim” da resposta divina.

Neste capítulo Deus cita seis tribos além das outras citadas em capítulos anteriores. Estas ficavam a oeste do Jordão. São elas:

• Issacar (vs. 1-5);
• Benjamim (vs. 6-12);
• Naftali (v. 13);
• Manassés (vs. 14-19);
• Efraim (vs. 20-29);
• Aser (vs. 30-40).

Neste capítulo consta a menor das genealogias. Em apenas um versículo o cronista cita a genealogia de Naftali.

• Nem pequenez ou pecado pode impedir Deus de realizar Seu plano no mundo.

Em Seu plano Deus não exclui tribos de Seu povo; porém, algumas tribos se excluíram da vontade de Deus e acabaram sendo consumidas pelos próprios pecados.

Deus deu oportunidade e habilidade, bênçãos e mais bênção ao Seu povo que vivia num contexto de guerra (vs. 2, 4-5, 7, 9, 11, 40). Ainda que Efraim morresse em batalha e o luto tomasse conta dos poucos sobreviventes (vs. 21-24) a genealogia de Josué englobou esse triste fato (vs. 20-21, 25-27).

Cada tribo tinha um propósito específico no plano divino, pena que desviaram-se terrivelmente desse propósito. Cada tribo tinha direito ao Seu lugar na Terra Prometida, nem mesmo as que estavam dalém do Jordão ou as mulheres (vs. 14-18) estava fora dessa herança deixada por Deus. Ao voltar do exílio nenhuma tribo deveria ser esquecida.

Após 70 anos exilados babilônico, não era hora do povo lamentar, mas de reavivar. Eis uma das razões pela qual o Espírito Santo inspirou o cronista: Israel ainda era povo especial. Deus aviva a fé do aflito remanescente com as genealogias. Deus quer ativar nossa esperança ao mostrar que mesmo não parecendo, Ele continua no controle!

1. Estamos diante de problemas mundiais, a mornidão espiritual está dando lugar à frieza; contudo, os planos de Deus de salvar o mundo acontecem apesar de nós; Ele os concretizará apesar de nós.

2. O Messias veio apesar da indiferença do povo no passado, Ele voltará apesar de nossa indiferença no presente. Entretanto, levará apenas o remanescente fiel para o céu!

Reavivemo-nos antes que seja tarde demais! Heber Toth Armí

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Alimento Espiritual Para os Pequeninos

A Fé Pela Qual Eu Vivo
22 de setembro
Alimento Espiritual Para os Pequeninos


E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as intimarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te. Deut. 6:6 e 7.


Nosso Pai celestial, ao dar Sua Palavra, não deixou despercebidas as crianças. Onde é que, dentre tudo que os homens hajam escrito, se poderá encontrar algo que tenha tal influência sobre o coração das crianças, algo tão bem adaptado para despertar o interesse delas, como sejam as histórias da Bíblia? Nestas singelas histórias podem-se esclarecer os grandes princípios da lei de Deus. Educação, pág. 185.

A Escola Sabatina oferece aos pais e aos filhos preciosa oportunidade para o estudo da Palavra de Deus. … Pais, ponde de parte, cada dia, algum tempo para o estudo da lição da Escola Sabatina com vossos filhos. … Os pais, da mesma maneira que os filhos, receberão benefício desse estudo. Decorem-se as passagens mais importantes da Escritura ligadas com a lição, e seja isso, não uma tarefa, mas um privilégio. …

Tende regularidade no estudo das Escrituras em família. Negligenciai qualquer coisa de natureza temporal; … mas assegurai-vos de serdes alimentados com o pão da vida. Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 558 e 559.

Muitos são os benefícios que se derivam de nos banquetearmos em Sua Palavra … Formam-se e se fortalecem hábitos de domínio próprio. Desaparecem as fraquezas da meninice: mau humor, voluntariosidade, egoísmo, palavras precipitadas, atos apaixonados, e em seu lugar se desenvolvem as graças da varonilidade e feminilidade cristãs. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 207.

Necessitamos reconhecer o Espírito Santo como nosso iluminador. Aquele Espírito gosta de dirigir-Se às crianças, e desvendar-lhes os tesouros e belezas da Palavra. As promessas proferidas pelo grande Mestre cativarão os sentidos e animarão a alma da criança com uma força espiritual que é divina. Desenvolver-se-á na mente receptiva uma familiaridade com as coisas divinas, que será como um baluarte contra as tentações do inimigo. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 172.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 271

sábado, 21 de setembro de 2019

Adoração é o “X da questão”– I Crônicas 6

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 6
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


Adoração é o “X da questão”

Os que ministram o serviço de culto a Deus devem ser bem orientados e treinados, pois Deus não merece qualquer coisa.

Do capítulo em anexo Kenneth A. Mathews destaca:

“A linhagem do sumo sacerdote é traçada com cuidado (6:1-15, 50-53) e distinguida da linhagem de outras famílias levíticas (6:16-30), já que só os filhos de Arão tinham permissão de oferecer sacrifícios no templo (6:49). Os levitas serviam como músicos do templo e ali desempenhavam outras tarefas (6:31-48; 54-81)”.

Os levitas não deveriam ter outra ocupação a não ser cuidar da casa de adoração. O louvor a Deus deve ser conduzido por pessoas consagradas, devidamente separadas a fim de que a adoração não seja uma afronta a Deus como no caso de Nadabe e Abiú.

Deus, o Ser adorado, não aceita qualquer adorador. Deve haver ordem, responsabilidade e normas devidamente estabelecidas na música para louvar e adorar ao Deus Criador e Salvador (v. 32).

Considerando que a adoração é o “X da questão” no grande conflito, o cronista dedicou um capítulo inteiro contendo 81 versículos para enfatizar os ministros e seus ministérios no templo. “O capítulo apresenta a linhagem da tribo de Levi, com foco especial na casa de Arão, o primeiro sumo sacerdote de Israel” (Bíblia de Estudo Andrews).

Sendo que na atualidade, como observa A. W. Tozer, “é comum muitas igrejas evangélicas oferecerem às pessoas, especialmente aos jovens, o máximo de entretenimento e o mínimo de instrução”, deve-se rever nossa forma de adoração a Deus.

• Para Deus não serve qualquer coisa.
• O culto a Deus não deve ser de qualquer jeito; deve ser bem organizado.
• O Espírito Santo deve ser o diretor principal de música na igreja.
• Deus procura verdadeiros adoradores que O adorem em espírito e em verdade.
• Ofereçamos o melhor para Deus.
• A organização do culto não é para qualquer pessoa.

“Não existe questão mais importante para a igreja do Senhor Jesus do que cultuarmos a Deus como Ele deseja que o façamos [...]. Quando conduzida corretamente, a teologia é a conversa do povo de Deus procurando entender o Senhor que adoramos e saber como Ele quer ser adorado [...] Nossa adoração confusa corrompe nossa teologia, e nossa teologia fraca corrompe nossa adoração” (R. Albert Mohlher, Jr.).

Reavivemo-nos!! Heber Toth Armí /
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

As Crianças Podem Ser Cristãs

A Fé Pela Qual Eu Vivo
21 de setembro
As Crianças Podem Ser Cristãs


Jesus, porém, disse: Deixai os pequeninos e não os estorveis de vir a Mim, porque dos tais é o reino dos Céus. Mat. 19:14.

Deus quer que toda criança de tenra idade seja Seu filho, adotado em Sua família. Ainda que de pouca idade, podem os jovens ser membros da família da fé, e ter experiência preciosíssima. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 169.

Tinha onze anos de idade quando a luz irrompeu em meu coração. Tinha pais piedosos, que em todas as ocasiões procuravam relacionar os filhos com seu Pai celestial. Cantávamos louvores a Deus em nosso lar. Todas as manhãs e todas as noites tínhamos a oração familiar. Havia oito crianças na família, e nossos pais se valiam de toda oportunidade para induzir-nos a entregarmos o coração a Jesus.

As crianças são grandemente suscetíveis aos ensinamentos do evangelho; seu coração está aberto às influências divinas, e com capacidade de reter as lições recebidas. As criancinhas podem ser cristãs, tendo uma experiência de acordo com seus anos.The Youth’s Instructor, 3 de novembro de 1908.

Felizes os pais cuja vida é um verdadeiro reflexo da divina, de modo que as promessas e mandamentos de Deus despertem na criança gratidão e reverência; os pais cuja ternura, justiça e longanimidade representam para a criança a longanimidade, a justiça e o amor de Deus; e que, ao ensinarem o filho a amá-los, a neles confiar e obedecer-lhes, estão ensinando-o a amar o Pai do Céu, a nEle confiar e obedecer-Lhe. Os pais que comunicam ao filho semelhante dom, dotam-no com um tesouro mais precioso que a riqueza de todos os séculos – um tesouro perdurável como a eternidade. A Ciência do Bom Viver, págs. 375 e 376.

Nunca deixeis que vossos filhos suponham que não são filhos de Deus enquanto não tiverem idade bastante para serem batizados. Orientação da Criança, pág. 499.

Caso sejam devidamente instruídas, crianças bem tenras podem ter ideias corretas quanto a seu estado de pecadores, e ao caminho da salvação por meio de Cristo. Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 150 e 151.

Trabalhem igualmente os pais para a família com amor, fé e oração, até que possam ir a Deus com alegria e dizer: “Eis-me aqui, com os filhos que me deu o Senhor.” Isa. 8:18. Parábolas de Jesus, págs. 195 e 196.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 270

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Coleção de Indivíduos– I Crônicas 5

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 5
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Coleção de Indivíduos

Elas apresentam resumidamente a história humana. Por trás de cada nome há histórias. Se conhecidas, citando apenas o nome, não é necessário recontar a história. Eis a importância das longas genealogias!

Pelas dificuldades com a escrita antiga, os escritores bíblicos investiram em genealogias desde Gênesis (ver Gênesis 4:17-22; 5; 11:10-26; 19:37; 22:20-24; 25:1-4, 12-18; 36; 46). Genealogias economizam na escrita contando uma longa história.

De tão importantes, o Novo Testamento inicia com genealogia (Mateus 1:1-17). Portanto, como o Espírito Santo inspirou grandes escritores a investir nessa questão, é razoável que cada filho de Deus considere com atenção as genealogias.

Entre de cabeça no capítulo em apreço, o qual chama nossa atenção para os seguintes pontos propostos pelo Comentário Bíblico Adventista:

• A posteridade de Rúben (vs. 1-10);

• A posteridade de Gade (vs. 11-17);

• As conquistas dos filhos de Rúben, Gade e Manassés (vs. 18-22);

• A herança da meia tribo de Manassés (vs. 23-26).

A genealogia é uma coleção de indivíduos, mais que uma coletânea de nomes. Consequentemente, Heredogramas são criados para se conhecer melhor a história de uma família ou de um povo.

Rúben foi o primeiro filho de Jacó – o primogênito. Contudo, não teve o privilégio das bênçãos da primogenitura devido ao desrespeito ao seu pai, tendo um caso com a concubina dele. Ainda que Judá fosse a tribo mais poderosa, e de onde saiu Davi, “os direitos de filho mais velho foram transferidos para José” (v. 2). Apesar de tudo, Deus não abandonou os descendentes de Rúben. Assim, eles cresceram materialmente e obtiveram vitórias sobre inimigos pagãos.

Gade e a meia tribo de Manassés habitaram juntos com a tribo de Rúben, por isso as genealogias destes estão vinculadas.

Embora possuindo força e coragem, estas tribos oraram e confiaram em Deus para vencer seus opositores (vs. 18-22). Porém, quando O desprezaram seguindo outros deuses, cavaram sua própria ruína; arruinaram para sempre seu futuro (vs. 23-26).

1. Desonrar o quinto mandamento significa arruinar o futuro de nossa família.

2. Mesmo possuindo habilidades e recursos, precisamos confiar em Deus;

3. Ignorar a Deus certamente atraíra a desgraça a nossa vida e a quem amamos.

4. Sem comunhão com Deus e sem ação baseada em Suas orientações estaremos irremediavelmente perdidos.

Portanto, clamemos a Deus! Heber Toth Armí /
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

“Os Teus Filhos Eu Remirei”

A Fé Pela Qual Eu Vivo
20 de setembro
“Os Teus Filhos Eu Remirei”


Mas assim diz o Senhor: Por certo que os presos se tirarão ao valente, e a presa do tirano escapará; porque Eu contenderei com os que contendem contigo e os teus filhos Eu remirei. Isaías 49:25

A juventude é o objeto dos ataques especiais de Satanás (Obreiros Evangélicos, pág. 207).

Por onde quer que volvamos, a batalha prossegue incessantemente. […] Multidões de jovens são arrastados pela correnteza arrasadora do mal. Em todo o fervoroso coração cristão surge a indagação: “Por que, oh, por que numa terra de Bíblias e de ensino cristão, pode o adversário exercer sobre os nossos jovens um poder tão forte, tão incontido?” A razão é evidente. Os pais negligenciam sua solene responsabilidade (Signs of the Times, 03/11/1881).

Se se deixa um campo sem cultivar, é certo que haverá uma safra de ervas daninhas. O mesmo ocorre com os filhos. Se o solo do coração não é cultivado, Satanás lança as sementes da ira e do ódio, do egoísmo e do orgulho, e crescem rapidamente a produzir uma colheita que os pais segam com a maior amargura. Demasiado tarde, compreendem seu terrível erro (Signs of the Times, 01/01/1902).

Um dos sinais dos “últimos dias”, é a desobediência dos filhos aos pais (Orientação da Criança, pág. 229).

O pecado da rebelião contra a autoridade paterna assenta-se na própria base da miséria e do crime no mundo de hoje (Comentário Bíblico Adventista, vol. 2, pág. 1114, referente 1Samuel 2:12).

Jesus ama as crianças e os jovens. Rejubila-se quando vê Satanás repelido em seus esforços de conquistá-los. Muitos dos jovens estão em perigo iminente de múltiplas tentações, mas o Salvador tem a mais terna simpatia por eles e envia Seus anjos para guardá-los e protegê-los. Ele é o Bom Pastor, sempre pronto a… buscar a ovelha perdida e extraviada (Signs of the Times, 01/01/1902).

Os pais ficam em lugar de Deus para com os filhos, e terão que prestar contas no que se refere à fidelidade do encargo que lhes foi confiado (Review and Herald, 14/10/1875).

Pais cristãos, … sede fiéis ao vosso cargo. Deus vos ajudará. Guiados por Ele, vossos filhos crescerão para vos abençoar e honrar nesta vida e na vida por vir (Signs of the Times, 01/01/1902).

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 269

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

A oração fez a diferença – I Crônicas 4

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 4
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

A oração fez a diferença

A oração faz total diferença na vida pessoal. O cronista dedicou dois versículos deste capítulo para destacar a importância excepcional deste meio de comunicação com Deus.

Pelo fato de já ter sido dito muito sobre Jabez e ter escrito muito sobre sua oração, esquivarei destes dois versículos: 9-10 (objetivando não cair na mesmice).

O capítulo trata dos descendentes de...

• Judá, tribo da qual viria o Messias (vs. 1-23);
• Simeão, tribo que uniu à tribo de Judá (vs. 24-43).

Você se cansou de ler tantos nomes incomuns? Reflita: “O livro de 1 Crônicas parece ser o livro pelo qual não se deve começar a ler a Bíblia. Uma lista de nomes após outra. Nomes estranhos, um após outro. Mais de um cristão tem pensado: ‘Tedioso, tedioso, tedioso’. No entanto, se alguma vez você já se sentiu sem importância e insignificante, essas listas podem ter mais significado do que você imagina”.

Após declarar isso, Lawrence O. Richard desafia-nos: “Pense nisso. Nomes. Cada nome representando uma pessoa, a maioria desconhecida por nós, mas todas elas conhecidas e lembradas por Deus... A maioria levou uma vida tranquila e comum. No entanto, nenhum nome desta lista está pedido. Nenhum nome está fora de lugar. Quando paramos para pensar nisso, essas listas ‘tediosas’ de nomes são um lembrete de que Deus se importa profundamente com aqueles que são dEle”.

Por conseguinte, Lawrence aplica: “Não são grandes feitos que realizamos que contam, mas o fato de que pertencemos a Ele. Insignificante? Você? Para Deus, nunca! Não há como Deus lhe colocar fora do lugar, como também não havia o risco dEle perder uma só pessoa na linhagem dos seus santos do Antigo Testamento”.

• A genealogia deste capítulo (v. 21) relembra que Judá teve um filho-neto: Er, fruto de fraude, causado por negligência às orientações divinas (Gênesis 38:6-11, 37-30). Nesta família também havia bigamia (v. 5). Estes são dois casos que revelam que na família sagrada, na qual nasceria o Messias, não havia perfeição, mas perversão!

• Contudo, Jesus nasceria na cidade chamada Belém-Efrata, vinculada a dois descendentes de Judá (v. 4; Miqueias 5:2).

Mesmo enfrentando desafios (vs. 38-39), unamo-nos na espera do advento do Messias! Preocupemo-nos em ter nosso nome no livro da vida!

Reavivemo-nos: Jesus é nossa salvação! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Trabalhando Juntos

A Fé Pela Qual Eu Vivo
19 de setembro
Trabalhando Juntos


Levai as cargas uns dos outros e assim cumprireis a lei de Cristo. Gál. 6:2.

Tanto as crianças como os pais têm importantes deveres a cumprir no lar. Deve-se-lhes ensinar que constituem uma parte da organização do lar. São alimentados, vestidos, amados e cuidados; e devem corresponder a esses muitos favores, assumindo a parte que lhes cabe nas responsabilidades do lar, e trazendo toda a felicidade possível à família da qual são membros. A Ciência do Bom Viver, pág. 394.

Mesmo os pequeninos devem ser ensinados a participar do trabalho diário, e cumpre fazer com que vejam ser o seu auxílio necessário e apreciado. Os mais idosos devem ser os ajudantes dos pais, tomando parte em seus planos, e partilhando de suas responsabilidades e encargos. Tomem os pais e as mães tempo para ensinar os filhos, mostrem que apreciam o auxílio deles, desejam sua confiança e gostam de sua companhia; e as crianças não serão tardias em corresponder. Não somente isto suavizará o encargo dos pais, e receberão as crianças um ensino prático de valor inestimável, mas também haverá fortalecimento dos laços domésticos e consolidação dos próprios fundamentos do caráter. Educação, pág. 285.

A aprovação de Deus repousa com amável confiança sobre as crianças e jovens que desempenham alegremente sua parte nos deveres da família, partilhando as responsabilidades do pai e da mãe. O Desejado de Todas as Nações, pág. 72.

O trabalho é bom para as crianças; elas ficam mais felizes se utilmente empregadas grande parte do tempo; seus inocentes divertimentos são desfrutados com maior prazer depois de haverem desempenhado com sucesso suas tarefas. O trabalho fortalece tanto os músculos como a mente. As mães podem fazer de seus filhos preciosos ajudadores. O Lar Adventista, pág. 286.

Se as crianças fossem ensinadas a considerar a humilde rotina dos deveres diários como o caminho a elas indicado pelo Senhor, … quão mais agradável e honroso lhes pareceria o seu trabalho! Cumprir todo dever como sendo ao Senhor, lança um encanto ao redor da mais humilde ocupação, ligando os obreiros na Terra com os seres santos que cumprem a vontade de Deus no Céu. Patriarcas e Profetas, pág. 574.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 268

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Genealogias de Crônicas– I Crônicas 3

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 3
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Genealogias de Crônicas

O livro de Crônicas é tão inspirado quanto os 27 livros do Novo Testamento. Deixar de estudá-lo significa ignorar alimento espiritual que fortalece a fé, orientar a vida espiritual, além de ser mais um meio estratégico de conduzir-nos ao reavivamento.

A data do livro “é pós-exílica, e os livros [de Crônicas] aparecem no final da terceira parte do cânon hebraico, no local onde está Malaquias” observa Merril F. Unger.

As genealogias de Crônicas relembram a condução da história judaica pelas mãos divinas visando evangelizar ao mundo. Deus é um missionário nato, totalmente envolvido com inúmeras estratégias missionárias.

O capítulo em questão foca a tribo de Judá, “Judá aparece primeiro porque é dessa tribo que viria o Messias (Gn 49.8-12). Traça-se a linhagem de Davi a Zedequias [capítulo 3], e dão-se genealogias adicionais de Judá em 4.1-23” diz Unger.

• As esposas e filhos de Davi (vs. 1-3);
• Filhos de Davi nascidos em Jerusalém (vs. 4-9);
• Linhagem de Davi durante o cativeiro babilônico (vs. 10-16);
• Linhagem de Davi após o retorno do cativeiro (vs. 17-24).

Com nobres propósitos teológicos em mente, o autor de Crônicas, inspirado pelo Espírito Santo, incluiu vários nomes e omitiu outros. Por exemplo, é possível que Davi tivesse outras filhas além de Tamar, porém mencionou apenas ela para relembrar o leitor de que Davi, por suas muitas mulheres, com seus muitos filhos meio-irmãos, esta família real não foi perfeita.

Contudo Deus não se afastou da família de Davi. No final do cativeiro babilônico, é evidente um remanescente desta família:

• Senazar ou Sesbazar, foi quem liderou o primeiro grupo de judeus libertos do cativeiro, e deu início à fundação do Templo de Jerusalém que estava em ruínas (Esdras 1:8-11; 5:15-17).
• Zorobabel, provavelmente o mesmo descrito em Esdras 3:2, 8; 5:2; Neemias 12:1 e Ageu 1:12, 14; 2:2-23. O Comentário Bíblico Adventista declara: “Possivelmente seja o nome do príncipe com o qual Josué, o sumo sacerdote, conduziu os judeus no retorno do exílio, em cumprimento do decreto de Ciro”.

Amigos, nada nos separa do amor de Deus, nem o cativeiro, nem nossa desobediência, nem mesmo nosso pecado. E como entender Isaías 59:2? Lendo primeiramente Romanos 8:32-39 e, depois Lucas 18:26-27

Deixe Deus cuidar de tua família. Ele a quer salva!

Reavivemo-nos! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Os Laços da Afeição

A Fé Pela Qual Eu Vivo
18 de setembro
Os Laços da Afeição


Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. Efés. 4:32.

O princípio presente na injunção “amai-vos cordialmente uns aos outros” (Rom. 12:10), jaz à base do próprio fundamento da felicidade doméstica. O Lar Adventista, pág. 421.

As descortesias, queixas e zangas, excluem Jesus da habitação. Vi que os anjos de Deus fugirão de uma casa onde há palavras desagradáveis, irritação e contenda. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 105.

Maneiras gentis, conversação agradável, atos de amor unirão o coração dos filhos a seus pais pelos suaves laços de afeição, e farão mais para tornar atrativo o lar do que os mais raros ornamentos que se poderão comprar com dinheiro. O Lar Adventista, págs. 426 e 427.

Sempre se deve nutrir terna afeição entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos e irmãs. Toda a palavra precipitada deve ser reprimida, e não deve existir sequer a aparência da falta de amor de um para com outro. … Os filhos devem respeitar e acatar os pais, e estes devem demonstrar paciência, bondade e afeição por eles. Cada qual deve procurar um modo possível de agradar e tornar felizes os membros do círculo familiar. Signs of the Times, 14 de novembro de 1892.

Atos de bondade… ligarão corações entre si, unindo os mais estreitamente ao coração dAquele de quem provém todo generoso impulso. As pequeninas atenções, os pequenos atos de amor e sacrifício, os quais exalam da vida tão suavemente como o aroma se desprende da flor – constituem parte importante das bênçãos e felicidade da vida. O Maior Discurso de Cristo, pág. 82.

Oh! que suave e bela influência partia da vida diária de nosso Salvador! Que doçura exalava só de Sua presença! O mesmo espírito se revelará em Seus filhos. Aqueles em quem Cristo habita, serão circundados duma atmosfera divina. Suas brancas vestes de pureza exalarão o perfume do jardim do Senhor. Seus rostos refletirão a luz do Seu, iluminando o trilho para pés fatigados e prontos a tropeçar. O Maior Discurso de Cristo, pág. 135.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 267

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Deus age na história– I Crônicas 2

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 2
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Deus age na história

A Palavra de Deus é inspiradora até quando se trata de genealogia. Alguns ignoram grandes partes da Bíblia pensando que nestes textos ignorados Deus não nos está dizendo nada. Será?

Numa época em que escrever era difícil, em que aquilo que deveria ser escrito deveria ser bem pensado e condensado, será que o Espírito Santo faria o escritor bíblico vaguear por palavras e parágrafos extensos sem finalidade alguma?

“Quantos sermões baseados em versículos de Crônicas ouvimos por ano? Temos diante de nós um dos livros mais negligenciados da Bíblia. Vários livros, artigos e comentários sobre o AT nem sequer o mencionam. Pastores, evangelistas e leigos leem apenas trechos desses dois livros [I e II Crônicas]. Muitas congregações cristãs leem Crônicas apenas em ocasiões especiais como a consagração de uma casa ou templo novo”.

Após fazer estas reflexões, Nupanga Weanzana, diz:

“Não obstante, Crônicas é a Palavra de Deus tanto quanto o restante da Bíblia e, portanto, não deve ser esquecido”. Se você se convenceu de estudar, leia o segundo capítulo de Crônicas e, então, observe:

1. Os descendentes de Abraão, filhos de Isaque, enfatizando Jacó/Israel. Edom, oriundo de Esaú (ver capítulo 1:34-54), embora o primogênito, vendera seu privilégio de linha messiânica por um prato de lentilhas (ver Gênesis 25:29-30; Hebreus 12:16); contudo, Deus agiu e continuou Seu plano com a linhagem de Jacó (vs. 1-2).

2. Os descendentes de Judá: Judá, não sendo o primogênito de Jacó, mas a tribo que permitiu Deus trabalhar mais com ela, foi de onde Deus escolheu Davi, o qual herdou o trono que seria do Messias, chamado de Filho de Davi, da tribo de Judá (vs. 3-55).

Os livros de Reis terminam falando do fim de Israel no cativeiro assírio e do castigo dos judeus no cativeiro babilônico. Após 70 os judeus voltaram a Jerusalém; a revelação visa mostrar que...

• Os judeus tem uma nobre origem;
• A esperança no Messias não deveria morrer.

“Os livros das Crônicas começando com Adão e Jacó, informando à comunidade restaurada em Judá que Deus ainda tinha planos para eles” (Bíblia de Estudo Andrews).

Deus não só conhece a história ou o futuro da história, Ele age na história. Deus está guiando à humanidade para Seu filho Jesus.

Compartilhe Jesus! Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Cuidando do Governo

A Fé Pela Qual Eu Vivo
17 de setembro
Cuidando do Governo


Filhos, sede obedientes, … porque isto é justo. Efés. 6:1.

A vontade de Deus é a lei do Céu. Enquanto essa lei foi a regra da vida, toda a família de Deus era santa e feliz. Mas ao ser desobedecida a lei divina, então foram introduzidos a inveja, o ciúme e a luta, e uma parte dos habitantes do Céu caiu. Enquanto a lei de Deus for acatada em nossos lares terrenos, a família será feliz. Orientação da Criança, pág. 79.

Uma das primeiras lições que a criança precisa aprender é a lição da obediência. Antes que fique bastante idosa para raciocinar, pode ser ensinada a obedecer. Educação, pág. 287.

A mãe é a rainha do lar, e os filhos são os seus súditos. Deve governar a casa sabiamente, na dignidade de sua maternidade. Sua influência no lar deve ser excelsa. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 111.

Nunca se deve permitir que a obstinação passe sem ser reprimida. … É impossível descrever os males que resultam de deixar a criança entregue à sua própria vontade. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 112.

Um governo inconstante – ora mantendo as linhas firmemente, ora permitindo o que havia sido condenado – é prejudicial para uma criança. O Lar Adventista, pág. 310.

Firmeza uniforme e controle desapaixonado são necessários na disciplina de toda a família. Dizei calmamente o que pretendeis, agi com consideração e ponde em prática o que dizeis sem vos desviardes. O Lar Adventista, pág. 309.

As exigências dos pais sempre devem ser razoáveis; manifestem bondade, não em tola condescendência, mas em uma sábia direção. Ensinem os pais aos filhos com satisfação, sem ralhar nem criticar, procurando unir o coração dos pequenos a eles pelos sedosos laços do amor. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 158 e 159.

A influência combinada de autoridade e amor tornarão possível segurar-se firmemente às rédeas do governo da família. Ter em vista a glória de Deus e o desejo que nossos filhos Lhe pertençam, nos livrará da frouxidão e da condescendência com o mal. O Lar Adventista, pág. 308.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 266

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Estudando Crônicas -I Crônicas 1

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse
Leitura Bíblica – I Crônicas 1
Comentário: Pr. Heber
Toth Armí

Estudando Crônicas


“Quem pensa conhecer as Escrituras Sagradas, mas ignora Crônicas, engana-se a si mesmo” declara Eusébio Sefrônio Jerônimo em sua tradução a Vulgata.

O que aprendemos desta série de nomes que aparecem citados na introdução do livro de Crônicas? Por que o Espírito Santo permitiu que esses mais de 500 nomes dos primeiros 9 capítulos deste livro entrasse nas páginas sagradas dadas por Deus à humanidade?

Os livros de Crônicas “têm sinais de ser uma revisão de livros anteriores e canônicos do Antigo Testamento, sobretudo com base em I e II Samuel e I e II Reis, de acordo com os interesses e ideias do autor. O autor exibe interesse especial pelo templo de Jerusalém, com sua adoração e ritos. Também demonstra interesse especial pela doutrina da retribuição divina” (Russell Norman Champlin).

É possível perceber o que Deus quer ensinar-nos neste primeiro capítulo dando especial atenção ao livro inteiro de Crônicas, tendo em mente todo o compêndio de Deus inspirado pelo Espírito Santo. Observe com atenção estes 54 versículos:

1. Eles tratam de personagens históricos de Adão até o patriarca Abraão, o pai da nação do povo de Deus num mundo paganizado e deteriorado pelo pecado (vs. 1-27);

2. Eles também tratam dos filhos de Abraão, de cuja linhagem viria o Messias, o Salvador do mundo caído na ruína do pecado (vs. 28-54).

Ao estudar Crônicas, tenha em mente que estas genealogias são importantes a israelitas e gentios, aos judeus e às nações do mundo inteiro, pois, “Crônicas trata do verdadeiro Povo Eleito, descendente de Abraão, destinado a ser a linhagem pela qual viria o Messias” – observa Merril F. Unger.

Tendo como referência o livro de Gênesis, o cronista cita:

• Adão, como pai de todas as nações (vs. 1-27). Verifique Gênesis 5, 10-11.

• Abraão, como pai da nação do povo de Deus, escolhido para uma missão mundial (vs. 28-54). Verifique Gênesis 25 e 36.

Abraão teve outros filhos além de Isaque. Com Agar ele teve Ismael, de onde surgem os árabes (vs. 28-31). Com Quetura/Cetura ele teve mais seis filhos, de onde surgem muitas outras nações (vs. 32-33). Mas, a ênfase está em Isaque, porque a Bíblia não é História do mundo, mas a história da salvação da humanidade.

Estude Crônicas! Reavive-se!
Heber Toth Armí /

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis