sexta-feira, 8 de março de 2024

Jeremias 40 Comentário:

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse


Leitura Bíblica – Jeremias 40
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 40 – Os conterrâneos do profeta Jeremias, líderes do povo de Deus, o prendeu, como visto em capítulos anteriores; porém, quando ia cativo entre os exilados judeus, o comandante da guarda imperial da Babilônia o libertou. Nebuzaradã ainda reconheceu que tudo o que acontecia à terra de Judá era Deus cumprindo o que havia prometido.

Não era nenhuma novidade de Jeremias a profecia do exílio. O livro de Levítico revela que, por causa do pecado do povo de Deus, o exílio seria sua consequência (Levítico 26:14-33). Alguns ficariam na terra devastada, mas em péssimas condições (Levítico 26:36-39). Jeremias pode optar em ir a Babilônia com os exilados, ficar com os restantes na terra devastada, ou ir para onde quisesse. Ele escolheu ficar com os poucos inválidos deixados para trás (Jeremias 40:1-6).

Um dos motivos para o exílio seria o descanso sabático da terra e libertação dos escravos conforme orientado por Deus em Levítico 25:1-55, confirmado pelo profeta em Jeremias 34:13-18. Os princípios do ano jubileu estão presentes em Jeremias, o qual aborda a libertação dos escravos, justiça social e o descanso da terra para beneficiar aos pobres necessitados. Jeremias aproveitou sua libertação para permanecer com estes pobres necessitados, vivendo a mensagem do jubileu (Jeremias 40:6-7).

Jeremias sabia que haveria tensões, conspirações, e grande sofrimento entre os pobres desprezados de Judá (Jeremias 40:7-16); contudo, mesmo assim não os abandonou.

Levítico 25:1-5 instrui sobre os produtos da terra não trabalhada, produzidos naturalmente no ano jubileu; as colheitas dos frutos seriam para o sustento dos pobres e estrangeiros. Em Jeremias 40:12, vemos Gedalias, governador dos judeus nomeado por Nabucodonosor, instruindo os recém-chegados a Mizpá a colherem uvas, figos e azeites, demonstrando preocupação com suas necessidades básicas – como prescrito em Levítico.

Jeremias 40 tem muito a nos ensinar. Considere:

1. A verdadeira liderança se revela na preocupação genuína com as necessidades básicas dos vulneráveis, como fez Jeremias e Gedalias.
2. Mesmo diante de tensões e conspirações, não abandone aqueles que precisam de você, seguindo o exemplo de Jeremias que permaneceu ao lado dos pobres desprezados de Judá.
3. O descanso sabático da terra e a libertação dos escravos são princípios essenciais que refletem a preocupação divina com a justiça social e com os menos favorecidos.

Diante disso, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Palavras caducas e palavras perenes

  Devocional Diária Palavras caducas e palavras perenes “Os lábios que falam a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa desapa...