terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Oportunidades

 Oportunidades

Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto. João 12:24

Foi muito triste o que aconteceu com Judas. Satanás o havia induzido a trair o Mestre. O ponto fraco do discípulo era o dinheiro. Sua condição era tão patética que não hesitou em entregar Jesus com uma das maiores expressões de carinho: um beijo. Que paradoxo! Ele sabia onde poderia encontrar o Mestre, pois eles haviam se reunido muitas vezes naquele lugar. Podemos até perguntar: Será que tantos momentos de companheirismo e amizade não serviram para nada? Bem, esse é um dos efeitos do pecado. Ele converte os amigos em coisas, modifica as lembranças a seu bel-prazer, desfigura as relações. Mateus 27:3 diz que, depois de entregar Jesus, Judas ficou com remorso. Algumas versões dizem que ele “se arrependeu”, mas o verbo original (metamelomai) tem um significado mais superficial. Algo como “lamentar-se”. O lamento não é o mesmo que o arrependimento, pois está vinculado ao medo das consequências. Esse sentimento não provocou mudança, e Judas acabou se enforcando. Que fim lamentável!

Com Pedro foi diferente. Ele negou o Mestre três vezes e não hesitou em usar os piores perjúrios que conhecia. Em Mateus 26:75 afirma-se que, ao se dar conta do que havia feito, ele “chorou amargamente”. Poderíamos pensar que, como Judas, aquilo fosse um simples lamento; mas, quando observamos sua conduta, chegamos à conclusão de que era arrependimento verdadeiro. Por quê? Por causa das mudanças. Em João 21:17, quando Pedro teve a oportunidade de esclarecer as coisas com o Mestre, ele ficou “triste” (lype?). Essa é uma palavra que fala de um sentimento profundo e verdadeiro.

Judas só pensava em seu bolso, chegando a crer que seu pecado podia ser solucionado se devolvesse as 30 moedas. Ele não havia entendido que, quando nos equivocamos, a culpa é nossa e a solução é de Outro. Pedro, após três anos vivendo com o Mestre, compreendeu a grandeza do Pescador de homens. Ele queria passar por uma “repescagem” e procurou Aquele que gosta de dar novas oportunidades. É só ler a Bíblia para entender quão carinhoso o Senhor é. Pedro mudou e, graças a ele, muitos também mudaram. Você também tem essa oportunidade. Busque o Senhor da segunda chance. 

Devocional Diário 

Vislumbres da eternidade 

20 de fevereiro

https://mais.cpb.com.br/meditacao/oportunidades/

•••

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...