terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

Lecitina espiritual

DEVOCIONAL DIÁRIO - VISLUMBRES DA ETERNIDADE

 27 de fevereiro

Lecitina espiritual

   Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso, permaneçam firmes e não se submetam, de novo, a jugo de escravidão. Gálatas 5:1

   A cidade de Maó, na ilha de Minorca, é famosa por ser a origem de um dos produtos gastronômicos mais reconhecidos no mundo: a maionese. Embora esse ingrediente seja tão comum na cozinha mediterrânea, mal se conhece a complexidade do seu processo de produção. Por quê? Porque há elementos na natureza que não se misturam, e esse delicioso tempero é composto por dois deles. Certamente você já tentou mais de uma vez unir água e óleo e observou que, por mais que sejam agitadas, as duas substâncias voltam a se separar. A maionese é composta de óleo e água (porque o ovo é composto de 80% de água). Como é que esses elementos se misturam? Por causa de uma substância que se encontra no ovo que permite que, juntos, os dois elementos criem uma emulsão. Essa substância é a lecitina. Sem a lecitina não haveria maionese.

   O que dá estabilidade à vida espiritual de um cristão? Existem dois elementos que parecem impossíveis de ser misturados: a fé e as obras. Já sabemos que há os que vivem só de obras. Para esses nunca há o suficiente para pagar a salvação. Há também os que vivem só de fé, desvinculados da realidade, ilhados no misticismo do intangível. Todavia, valendo-nos da comparação com a maionese, Jesus, como a lecitina, chega à nossa vida, e o impossível se torna realidade. Cristo é a emulsão que nos converte em pessoas religiosas, de fé e de obras. Como disse Ellen G. White, “é essencial ter fé em Jesus e acreditar que você é salvo por meio Dele; mas há perigo em assumir a posição que muitos assumem ao dizer: ‘Estou salvo.’ Muitos têm dito: ‘Realize boas obras e você viverá’; mas, sem Cristo, ninguém pode fazer boas obras. Muitos, nos dias atuais, dizem: ‘Creia tão somente; creia e você viverá.’ A fé e as obras andam juntas; o crer e o fazer se misturam entre si” (Review and Herald, 1° de novembro de 1892).

   O que devemos fazer quando a maionese desanda? É fácil: mais ovo, ou seja, mais lecitina. O que devemos fazer quando voltamos a ser escravos do pecado? É fácil: arrependimento e mais Cristo em nossa vida. E não se esqueça: Cristo sempre é o fundamento de uma religião bem construída.

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...