sexta-feira, 2 de fevereiro de 2024

Jeremias 5 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 5
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 5 – Enquanto Jeremias aborda a questão da infidelidade e a restauração num contexto imediato e histórico, as profecias apocalípticas abrangem o plano divino para o fim dos tempos. Desta forma, tanto Jeremias quanto as profecias neotestamentárias compartilham temas de juízo, restauração e reconciliação.

Note que no Apocalipse, a infidelidade espiritual é revelada de forma geral na igreja cristã. O auge dessa apostasia vinculada à hipocrisia alcança a rebelião contra Deus em escala global quebrando os Dez Mandamentos (Apocalipse 9:20-21; 13:1-18; 18:2-3). Por isso, algumas promessas apocalípticas de Cristo são pertinentes; por exemplo: “Seja fiel até a morte, e Eu lhe darei a coroa da vida” (Apocalipse 2:10). Fica evidente que, somente perseverantes na religião verdadeira serão salvos (Mateus 24:12); um remanescente fiel desfrutará das recompensas dos justos, conforme Apocalipse 14:12 – “Aqui está a perseverança dos santos que obedecem aos mandamentos de Deus e permanecem fiéis a Jesus”.

O teor desta mensagem está em Jeremias. O profeta transmitiu a Palavra de Deus, a qual não falha, caduca ou perde a validade (Jeremias 1:12; 15:16; 23:29; 31:35-36).

• Considerando que desde o início do livro, nota-se um Deus compassivo que apela ao arrependimento do Seu povo ingrato, perverso, adúltero, infiel, hipócrita e rebelde, em Jeremias 5 é possível vê-lO prezando mais pelas profecias de perdão e graça do que de condenação e desgraça.

“Sodoma seria poupada se nela houvesse dez justos (Gên 18:22-23). Pois bem, Jerusalém seria perdoada se nela houvesse um homem que praticasse a justiça ou buscasse a verdade”, reflete Siegfried Schwantes. Infelizmente, Jeremias não encontrou ninguém que praticasse os princípios da verdade.

A nação de Judá estava madura para o juízo. Assim também estará o mundo quando no momento da segunda vinda de Cristo (II Timóteo 4:1-5; Apocalipse 14:14-20). Deus sendo justo, não permitirá que o pecado e a desobediência prevaleçam indefinitivamente (Jeremias 5:29-31).

• É certo que as profecias concernentes ao juízo se cumprirão, porém, o que Deus realmente almeja é cumprir Suas promessas de perdão, reconciliação e restauração.

O propósito da disciplina divina é a correção; porém, há situações em que tais disciplinas não corrigem porque os rebeldes se dispõem a endurecer o coração (Jeremias 5:1-31). Mesmo assim, Deus expõe tal situação a fim de que haja arrependimento que gere salvação. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Jenga e Lego

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 20 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/jenga-e-lego/ Jenga e Lego Irmãos, pelo nome de ...