quinta-feira, 14 de dezembro de 2023

MURO DE PROTEÇÃO

 MEDITAÇÃO DIÁRIA 

14 de dezembro

MURO DE PROTEÇÃO

Que o seu coração retenha as Minhas palavras; guarde os Meus mandamentos e você viverá. Provérbios 4:4


Certo dia, há muitos anos, resolvi fazer uma caminhada junto à estrada vicinal que dá acesso ao campus do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), em Engenheiro Coelho. A estrada rural estava quase deserta. Um carro que vinha no mesmo sentido passou por mim e parou a uns 200 metros. Uma porta se abriu, e um cachorro desceu. A porta se fechou, e o carro seguiu em frente. O animal me viu e veio em minha direção. Era um poodle preto. Seu pelo brilhante estava bem aparado e cuidado. Era um cão jovem e bem esperto. Resolveu caminhar comigo. Enquanto eu caminhava, ele ficava ziguezagueando pela pista de asfalto.

Ao passarmos em frente a um sítio cercado com tela de arame, os cães que estavam ali ficaram alvoroçados e latiram muito. O poodle parecia feliz. Diferentemente daqueles cães, ele estava livre. Podia ir aonde bem quisesse. Cerca de um quilômetro depois, três jovens que caminhavam em sentido contrário passaram por mim e me cumprimentaram. O poodle preferiu me abandonar e acompanhá-las. Pouco depois, passou um carro indo na mesma direção que elas. Logo ouvi o barulho de uma freada.

Olhei para trás e, à distância, vi que a porta do carro se abriu, as moças entraram, e o carro desapareceu. E o cãozinho? De longe, eu via apenas um pontinho preto no asfalto. Quando voltei pelo mesmo caminho, constatei que o animalzinho, de fato, fora atropelado. Ele estava morto.

Não pude deixar de comparar o poodle e o que lhe aconteceu à situação dos cães do sítio. O animalzinho que não tinha restrições também não tinha segurança e acabou tendo um fim trágico. Os cães, por sua vez, embora limitados, estavam seguros. A mesma cerca que os limitava servia para protegê-los.

Isso nos lembra a lei de Deus. “Suas proibições são a segura garantia de felicidade na obediência. […] Para os obedientes ela é um muro de proteção. Contemplamos nela a bondade de Deus, que […] procura resguardá-los dos males que resultam da transgressão” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 199 [235]). Portanto, sejamos obedientes. Isso será bom para nós.

https://youtu.be/jZ_4kaq_SIQ

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...