terça-feira, 28 de novembro de 2023

SUSPIRAM E GEMEM

MEDITAÇÃO DIÁRIA - 

28 de novembro 

SUSPIRAM E GEMEM

Passe pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marque com um sinal a testa daqueles que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela. Ezequiel 9:4

Quando milhares de judeus já haviam sido levados em cativeiro, mas muitos outros ainda permaneciam em Jerusalém, Ezequiel recebeu uma visão: “Eis que vinham seis homens […], cada um com a sua arma esmagadora na mão. Entre eles estava um homem vestido de linho, com um estojo de escriba à cintura. […] E o Senhor clamou ao homem vestido de linho, que tinha o estojo de escriba à cintura, e lhe disse: ‘Passe pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marque com um sinal a testa daqueles que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela.’ Depois ouvi o Senhor dizer aos outros homens: ‘Passem pela cidade após ele e matem! Que os olhos de vocês não tenham piedade e não poupem ninguém. […] Mas não se aproximem de ninguém que tiver o sinal na testa. Comecem pelo Meu santuário’” (Ez 9:2-6).

Essa visão é simbólica. Portanto, os eventos descritos nunca ocorreram literalmente. Os homens com armas de destruição simbolizavam a iminente invasão babilônica e a destruição de Judá e Jerusalém. A visão transmitiu diversas mensagens importantes aos exilados: (1) Embora muitos praticassem a idolatria secretamente, Deus sabia quais eram Seus verdadeiros seguidores e os protegeria. (2) Os dirigentes eram responsáveis pela situação. Por isso, estariam entre os primeiros a ser punidos pelas forças destruidoras de Babilônia. (3) O tempo concedido a Judá havia se esgotado. A história registra que a destruição ocorreu seis anos após essa profecia.

Secundariamente, essa visão também retrata o que haverá no fim dos dias. Os selados são aqueles que não se conformam com o pecado e a maldade do mundo, antes, “suspiram e gemem” quando se deparam com eles. Deus os conhece e os marca como Sua propriedade exclusiva, para que passem como vencedores pelo tempo de angústia e não sejam destruídos nos eventos finais.
Nós estamos no mundo, mas não somos do mundo. Não apreciamos o pecado e o mal nem somos indiferentes a eles. Antes, sofremos com a maldade, aguardando o dia em que essa realidade não mais existirá.

https://youtu.be/YLdIBT4Eklw

Nenhum comentário:

Penélope

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 21 de junho https://mais.cpb.com.br/meditacao/penelope/ Penélope Portanto, irmãos, sejam pacie...