sábado, 4 de novembro de 2023

O QUE VOCÊ FEZ?

 MEDITAÇÃO DIÁRIA 

4 de novembro

O QUE VOCÊ FEZ?

Então o Senhor Deus disse à mulher: “Que é isso que você fez?” Gênesis 3:13


No primeiro livro da Bíblia há uma pergunta que se repete. Ela é feita – ora por Deus, ora pelos homens – a alguém que pecou ou fez algo errado. A Eva, a primeira desobediente, Deus perguntou: “Que é isso que você fez?” Posteriormente, quando Caim atentou contra Abel, o Senhor perguntou ao primeiro homicida: “O que foi que você fez?” (Gn 4:10).

Séculos mais tarde, Abraão mentiu dizendo que Sara era apenas sua irmã. Por causa disso, dois reis planejaram se casar com ela. Isso só não ocorreu porque Deus interveio. Quando o faraó soube a verdade, confrontou Abraão: “O que é isso que você fez comigo?” E acrescentou: “Por que não me disse que ela era a sua mulher?” (Gn 12:18). E, quando aconteceu o mesmo em Gerar, o rei Abimeleque disse a Abraão: “O que é isso que você fez conosco? […] O que você me fez é coisa que não se deve fazer. […] O que é que levou você a fazer uma coisa dessas?” (Gn 20:9, 10).

Um século depois, aconteceu o mesmo com Isaque, Rebeca (sua linda esposa) e outro Abimeleque, que disse a Isaque: “É evidente que ela é a sua mulher! Como é que você disse que ela era a sua irmã? […] O que é isso que você fez conosco?” (Gn 26:9, 10)

No dia do casamento de Jacó, seu sogro o enganou e lhe entregou a outra filha. Então, disse Jacó a Labão: “O que é isso que o senhor fez comigo?” (Gn 29:25). Anos depois, quando Jacó fugia levando tudo que lhe pertencia, mas privando Labão de se despedir das filhas e dos netos, Labão o perseguiu e, tendo-o encontrado, disse-lhe: “Que foi que você fez?” (Gn 31:26).

Essa pergunta foi usada por Jacó ao indagar aos filhos: “Por que vocês me fizeram esse mal, dando a saber àquele homem [governador do Egito] que vocês tinham outro irmão?” (Gn 43:6). Também foi feita por José ao provar seus irmãos: “O que é isso que vocês fizeram?” (Gn 44:15).

A pergunta “O que você fez?”, além de ser o desabafo de um coração muito triste, é uma repreensão para que o faltoso reconheça especificamente onde errou em sua conduta. Se hoje Deus lhe perguntasse: “Que é isso que você fez?”, haveria em sua vida algum pecado para ser reconhecido, confessado e abandonado? Pense nisso.

https://youtu.be/7wNrU7Jcxmg

Nenhum comentário:

Jovens a serviço

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 18 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/jovens-a-servico/ Jovens a serviço Expondo estas ...