quinta-feira, 28 de setembro de 2023

Salmos 145 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 145
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 145 – Os Salmos eram o Hinário do povo de Deus no passado, contendo grandes e preciosas verdades inspiradas em forma de poesia. Suas mensagens revelam princípios maravilhosos para serem aplicadas em nosso viver “para que nosso coração alcance sabedoria” (Salmo 90:12).

Os Salmos fazem parte da porção bíblica chamada de livros sapienciais – ou seja, de sabedoria; pois, eles contêm ricas coleções de poemas, hinos e cânticos que exploram questões espirituais, morais e filosóficas que elevam a alma do pecador que tornou-se servo e adorador do Soberano Senhor. Embora os Salmos não se encaixem perfeitamente na categoria de “sabedoria” da mesma forma que os livros de Jó, Provérbios e Eclesiastes, eles são corretamente considerados sapienciais devido a sua natureza contemplativa e à sabedoria espiritual e prática que transmitem.

Observe atentamente alguns versos dos poemas e hinos inspirados:

• “A lei do Senhor é perfeita e revigora a alma. Os testemunhos do Senhor são dignos de confiança e tornam sábios os inexperientes” (Salmo 19:7).
• “A boda do justo profere sabedoria, e a sua língua fala conforme a justiça. Ele traz no coração a lei do seu Deus; nunca pisará em falso” (Salmo 37:30-31).
• “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; todos os que cumprem os seus preceitos revelam bom senso” (Salmo 111:10).

Baseado nisso, a sapiência está subjacente às palavras do Salmo 145, pois as ações e atributos de Deus estão, de certa forma, atreladas à busca da sabedoria espiritualmente prática (Provérbios 1:7; 9:10).

Os versículos iniciais do Salmo 145 tratam da grandeza de Deus, que é uma manifestação de Sua sabedoria e poder infinitos compartilhados conosco.

Saber dos feitos de Deus e torná-los conhecidos através do testemunho é uma forma prática de sabedoria, ou pode referir-se a compartilhar a sabedoria divina com aqueles que andam desprovidos desse nível elevado de sabedoria (Salmo 145:4-7).

Conhecer a Deus, discernir Seu verdadeiro caráter gracioso, misericordioso e compassivo, e perceber Sua benevolência são formas de sabedoria usadas para reconhecer a sabedoria divina agindo na esfera humana (Salmo 145:8-21).

Portanto, além de usar os salmos para louvar ao Senhor (Efésios 5:19-20; Colossenses 3:16) eles nos elevam para junto de Deus a fim de vivermos a sabedoria provida por Ele nesses textos inspirados.

Praticando seus princípios sapienciais, vivamos reavivando-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Penélope

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 21 de junho https://mais.cpb.com.br/meditacao/penelope/ Penélope Portanto, irmãos, sejam pacie...