segunda-feira, 3 de julho de 2023

JÔNATAS – UMA VIDA EXEMPLAR

 Meditação Diária

3 de julho

JÔNATAS – UMA VIDA EXEMPLAR

Então Jônatas, filho de Saul, se levantou e foi falar com Davi, em Horesa, e lhe fortaleceu a confiança em Deus. [...] E ambos fizeram aliança diante do Senhor. 1 Samuel 23:16, 18

Jônatas, o primogênito de Saul, embora tenha sido um personagem secundário na história de Israel, foi um ser humano admirável. Segundo Ellen G. White, seu nome está “guardado como tesouro nos Céus, e na Terra permanece como um testemunho da existência e do poder do amor abnegado” (Educação, p. 110 [157]). Sua biografia, embora pequena, traz quatro valiosas lições.

Ele manifestava a coragem que provém da fé. Certa vez, apoiado apenas por seu escudeiro, investiu contra um pelotão dos filisteus e, com a bênção de Deus, os derrotou. Ao narrar o episódio, o escritor bíblico anotou: “Jônatas disse ao seu escudeiro: ‘Venha, vamos até a guarnição desses incircuncisos. Talvez o Senhor nos ajude, porque nada pode impedir o Senhor de livrar, seja com muitos ou com poucos’” (1Sm 14:6). Que tremenda fé no poder de Deus!
Ele foi um pacificador. O rei Saul nutria inveja e ódio de Davi e atentou contra sua vida. Durante anos o perseguiu pelas cavernas, pelos desertos e montes. Jônatas tentou, repetidamente, abrandar o coração de Saul e reatar a amizade entre o rei e Davi (1Sm 19:4-7).

Ele aceitou com humildade o plano de Deus. Embora fosse sucessor ao trono de Israel (1Sm 20:30, 31), Jônatas percebeu que o Rei do Universo tinha outro plano e, embora este não o favorecesse, o acatou e se empenhou para que ele se realizasse. Prontamente aceitou o segundo lugar (1Sm 23:16, 17) e se tornou o melhor amigo e protetor de seu rival (1Sm 18:1-4). Entrou em aliança com ele (1Sm 18:3; 20:42) e o protegeu, pondo em risco a própria vida (1Sm 20:32, 33). Da mesma forma que João Batista aceitou ser diminuído para que Cristo fosse exaltado, assim procedeu Jônatas para com Davi.

Ele foi leal para com seu pai durante toda a sua vida. Ele era o preferido do pai e seu confidente (1Sm 20:2). Embora o rei estivesse perturbado mentalmente e chegasse a atentar contra sua vida, Jônatas viveu e morreu ao lado do pai (2Sm 1:23).
Em suma, Jônatas foi um homem de fé, corajoso, humilde e leal. Ele amava a Deus e amava as pessoas. Vamos imitá-lo!


•••ĺ

Nenhum comentário:

Jenga e Lego

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 20 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/jenga-e-lego/ Jenga e Lego Irmãos, pelo nome de ...