sexta-feira, 2 de junho de 2023

Salmos 27 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 27
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 27 – Este é um Salmo de confiança em Deus... Nele, Davi, “mesmo sabendo que é um homem pecador e carente da misericórdia de Deus, anseia por Deus e espera ver a bondade de Deus. Seu futuro não está carimbado de desespero. Ao contrário, sua esperança está no Senhor, por isso pode triunfar sobre o medo e ter ânimo e um coração forte”, diz Hernandes Dias Lopes.

Podemos ter esta experiência também, se aprendermos a confiar em Deus como Davi! Note dois itens extremamente relevantes no Salmo 27, que merecem nossa atenção:

• O Santuário/Tabernáculo/Templo: Era visto como a Casa do Senhor (Salmo 27:4-6). O desejo do salmista será de fato realizado, quando Jesus retornar para buscar Seus seguidores para estar na Casa de Seu Pai (João 14:1-3), e completado mil anos depois, quando os inimigos forem todos destruídos, inclusive Satanás, como revelam os três últimos capítulos de Apocalipse. Jesus veio habitar conosco (João 1:14) para abrir a possibilidade de habitarmos com Deus. Na Cidade Santa, João não viu Templo algum, “pois o Senhor Deus Todo-poderoso e o Cordeiro [Jesus] são o seu templo” (Apocalipse 21:22) – isso significa comunhão e intimidade com Deus, o cumprimento pleno do Salmo 27. É isso que Davi almejava, e nós também devemos almejar.

• Sacrifícios: Os sacrifícios eram oferecidos sobre o altar, e revelavam a necessidade de misericórdia de Deus (Salmo 27:6-9). O sacrifício é símbolo de oferta a Deus, que apontava para Cristo, o Cordeiro de Deus (João 1:29). Assim, no Novo Testamento, o conceito de altar é transformado pelo sacrifício de Jesus na cruz (Hebreus 13:10), o qual foi o supremo e definitivo sacrifício pelo perdão dos pecados. Portanto, como Cordeiro que foi morto, Jesus é extremamente digno de receber louvor e adoração (Apocalipse 5:6-14). Pela salvação provida por Deus, participamos com o autor do Salmo 27, de uma genuína adoração.

Através do acolhimento do Senhor, encontramos segurança e esperança (Salmo 27:1-3, 10-14); nisso reside a maior motivação para alegrar-se no louvor! “A verdadeira retidão é, acima de tudo, o amor a Deus e alegria do culto [v. 7]. Aquele que assim ama a Deus está seguro mesmo nas tribulações da vida, porque é aceito nos braços de Deus (27:5, 10)” (Duane Garrett).

Há boas razões para reavivarmo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Espera ativa

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/espera-ativa/ Espera ativa Não deixarei que fiqu...