quarta-feira, 7 de junho de 2023

O AMOR EM MIM

 Meditação Diária

07 de junho
https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-amor-em-mim/

O AMOR EM MIM

O amor é paciente e bondoso. O amor não arde em ciúmes, não se envaidece, não é orgulhoso, não se conduz de forma inconveniente, não busca os seus interesses, não se irrita, não se ressente do mal. 1 Coríntios 13:4, 5

Nós nos referimos a 1 Coríntios 13 como o capítulo do amor. Seu conteúdo pode ser dividido em três seções. A primeira apresenta a necessidade do amor e mostra que, sem ele, nada somos e nada do que fazemos tem significado. A segunda trata de suas qualidades. A terceira fala de sua permanência. Esta última mostra que, enquanto outras coisas que parecem importantes têm prazo de validade, o amor permanecerá por toda a eternidade.

A seção que discorre sobre as qualidades declara que “o amor é paciente e bondoso. O amor não arde em ciúmes, não se envaidece, não é orgulhoso, não se conduz de forma inconveniente, não busca os seus interesses, não se irrita, não se ressente do mal. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (v. 4-7).

Alguém sugeriu que lêssemos essa passagem substituindo a palavra amor pelo nome de Jesus. Vamos lá, faça isso agora. De fato, Jesus é a personificação do amor. Todas as qualidades do amor foram demonstradas em Sua vida e em Seus relacionamentos.

Outra pessoa recomendou que lêssemos o mesmo texto e colocássemos nele o nosso nome. Vamos fazer isso? Tente! E então, o que você achou? É possível que você se sinta um pouco desconfortável e pense: “Não ficou bom. Algumas qualidades do amor não combinam muito bem comigo.” Se esse for seu caso, então surge a pergunta: Como manifestar um amor dessa natureza? A resposta se encontra em outra passagem bíblica, na qual Paulo declarou que “o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi dado” (Rm 5:5).

Podemos e devemos nos esforçar para alcançar muitas coisas, mas não é possível amar por meio do esforço. O que podemos fazer é reconhecer o valor desse amor e nossa necessidade dele e, então, orar a Deus, a fonte do amor, para que Ele nos conceda essa dádiva. Se você consentir, Ele vai operar de tal modo em seu coração que um dia você poderá ler 1 Coríntios 13 e dizer: “Eu era tão diferente do que aqui está retratado; mas, agora, estou ficando bem parecido.”
https://youtu.be/TnDa2VSbNN8

Nenhum comentário:

O poder da informação

  Devocional Diário O poder da informação Que eles deem graças ao Senhor por Sua bondade e por Suas maravilhas para com os filhos dos homens...