domingo, 18 de junho de 2023

GRAÇA

 Meditação Diária

18 de junho

GRAÇA

Porque pela graça vocês são salvos, mediante a fé; e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8, 9


A graça de Deus é Sua boa vontade para conosco. É Seu favor imerecido para com o pecador. É um aspecto de Seu amor que tem um tremendo poder. Se for aceita, é capaz de transformar o maior pecador em um filho de Deus. Ela vem a nós na pessoa de Cristo, visto que “se alguém está em Cristo, é nova criatura” (2Co 5:17).

A graça provê nossa salvação. Isso é um dom de Deus, um presente. Em sua Carta aos Romanos, Paulo afirmou: “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6:23). Esse texto faz um contraste entre salário e dom. O salário é algo merecido. O dom é um presente. O que merecemos, devido aos nossos pecados, é a morte eterna, mas Deus não quer dar nosso salário, Ele quer nos dar um presente, a vida eterna.

Em uma conhecida parábola contada por Jesus, dois homens foram ao templo para orar: um fariseu e um publicano (Lc 18:9-14). A oração do fariseu revelou um homem que queria pagamento. Mencionava quão bom ele era e apresentava uma lista das coisas boas que fizera e outra de pecados que não cometera. O outro, o publicano, não tinha nenhuma lista para apresentar a Deus. Em sua oração, ele confessou que era pecador, mas confiava na graça divina. Ele precisava de um presente. O primeiro homem não obteve resposta. O segundo recebeu a tão preciosa dádiva.

Quando garoto, ouvi uma jovem recitar uma poesia na igreja que eu frequentava. Era sobre o “bom” ladrão, aquele que foi crucificado ao lado de Cristo. A poesia dizia que ele foi o maior ladrão do mundo porque roubou até a salvação. Não fez nada e recebeu a garantia de que estaria no reino de Deus (Lc 23:42, 43). Mas, na verdade, ele não roubou a salvação. Ela lhe foi dada como presente. Ele pediu, confiou e recebeu. Ao verter Seu sangue, Jesus estava pagando pela salvação (1Pe 1:18, 19). Quando a ofereceu como um presente, o arrependido malfeitor a recebeu.

No eterno reino de Deus, nenhum dos salvos dirá: “Eu estou aqui porque fui bom, porque fiz isso e aquilo.” Todos apontarão para Cristo e reconhecerão que estão ali unicamente pela maravilhosa graça de Deus. Por isso, aceite, hoje, o dom que Deus deseja lhe oferecer.

https://youtu.be/BQU6h6h4GIY

Nenhum comentário:

Espera ativa

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/espera-ativa/ Espera ativa Não deixarei que fiqu...