segunda-feira, 12 de junho de 2023

ALEGREM-SE!

 Meditação Diária

12 de junho

ALEGREM-SE!

Por isso, alegrem-se, ó Céus, e vocês que neles habitam. Ai da Terra e do mar, pois o diabo desceu até vocês, cheio de fúria, sabendo que pouco tempo lhe resta. Apocalipse 12:12

Uma ideia falsa muito difundida no meio cristão é a de que Satanás e seus anjos poderiam se arrepender até a morte de Cristo na cruz. A revelação nos ensina que, por ocasião de sua rebelião, eles foram expulsos do Céu, o lugar onde Deus habita e está o Seu trono (Ap 12:7, 8). Não podiam mais residir ali. Deus foi longânimo e esperou enquanto os seres celestiais pensavam sobre as ideias diferentes expostas por Lúcifer. Mas não manifestou graça quando o pecado se consumou.

As Escrituras afirmam que “Deus não poupou anjos quando pecaram” (2Pe 2:4). Deus nunca elaborou um plano para lhes dar uma nova oportunidade, para salvá-los de sua condição e restaurá-los (cf. Hb 2:16). A razão disso pode ser encontrada no grau de revelação que lhes fora dado. Assim, ao passo que a humanidade, que foi enganada, poderia receber novas revelações do caráter de Deus, reconhecer seu pecado, voltar-se de coração para Ele e ser restaurada, os anjos que se rebelaram já conviviam intimamente com Deus e conheciam o que lhes era possível sobre Ele, de modo que nenhuma revelação posterior poderia beneficiá-los, conduzindo-os a um arrependimento genuíno. Haviam ultrapassado os limites. Não havia como retornar.

Quando Cristo foi morto na cruz, aconteceu algo importante em relação a Satanás e seus anjos. Mas não foi a perda da oportunidade de salvação. Naquele momento, eles perderam a liberdade de acesso a outros mundos, sendo impedidos de tentar e desviar seus habitantes. A partir dali, ficariam restritos à Terra. É por isso que os Céus deveriam festejar, e a Terra lamentar (Ap 12:12). Sim, naquele dia o Universo pôde comemorar porque ficou para sempre livre das insinuações do inimigo de Deus. Porém, os habitantes da Terra deveriam lamentar, porque, dali em diante, as forças do mal estariam concentradas neste planeta.

Aguardamos o dia em que nós, aqui na Terra, também poderemos festejar – o dia em que, como o restante do Universo, estaremos para sempre livres de todo o mal.

https://youtu.be/1byaX9os0XY

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...