domingo, 19 de fevereiro de 2023

2 Crônicas 35 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – 2 Crônicas 35
Comentário: Pr. Heber Toth Armí

II CRÔNICAS 35 – Nossa espiritualidade não pode estagnar na empolgação e celebração das festividades espirituais. Precisamos avançar além dos sentimentos; devemos depender inteiramente de Deus em nosso estilo de vida e nas atividades diárias.

Para cultuar a Páscoa, Josias requereu a consagração dos levitas através dos rituais de purificação e depois prepararam sacrifícios em prol da congregação de adoradores (II Crônicas 35:1-9). Josias reorganizou as ordens musicais; e, desta forma, sua celebração pascal superou a de todas as páscoas desde os dias do profeta Samuel. O auge do reavivamento e reforma de Josias se deu com a Páscoa oficiada no mesmo ano em que o Livro da Lei – Deuteronômio – foi encontrado (II Crônicas 35:10-19).

Apesar de tudo isso, por ironia, o rei Josias que seria lembrado por sua harmonia com a vontade divina, morreu na batalha de Megido pelo faraó Neco, exatamente por não perceber as indicações de seu Deus (II Crônicas 35:2-24).

Neste relato sagrado somos alertados que obstinação arruína nosso futuro; por isso, deveríamos preferir a total submissão a Deus. Devemos orar para consultar a Deus para não nos metermos em situações desnecessárias e acabar perdendo a vida. Confiar em Deus sempre será muitíssimo melhor que confiar em nossas próprias percepções.

O Comentário Bíblico Africano explica: “O Faraó Neco, do Egito, estava apenas passando por Judá para ajuntar-se aos assírios, seus aliados, a fim de extirpar o exército babilônico. Josias saiu de encontro a ele (35:30b). Esse rei pagão falou em favor de Deus... ele era como um profeta: Cuida de não te opores a Deus, que é comigo (35:21)... Entretanto, Josias não deu ouvidos a Neco. Não sabemos porque ele deveria ter prestado atenção, mas o relato nos mostra que Deus pode usar qualquer um ou qualquer coisa para realizar seus propósitos ou manifestar Seus atos maravilhosos”.

Nessa ocasião, Jeremias lamentou em canções o trágico fim de um rei promissor (II Crônicas 35:25-27). O lamento do profeta reflete os sentimentos de Deus pela morte prematura de um grande reformador. Deus precisa ser considerado Deus além das celebrações religiosas; do contrário, perderemos nossa vida preciosa e grandes celebrações serão seguidas por tristes lamentações!

Discernimento deve fazer parte do reavivamento! Deus precisa atuar em cada aspecto de nossa vida! Busquemos por esse discernimento! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Lecitina espiritual

DEVOCIONAL DIÁRIO - VISLUMBRES DA ETERNIDADE  27 de fevereiro Lecitina espiritual    Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso,...