terça-feira, 31 de janeiro de 2023

REIS E PROFETAS

 REIS E PROFETAS

O seu nome não será mais Abrão, e sim Abraão, porque Eu o constituí pai de muitas nações. Farei com que você seja extraordinariamente fecundo. De você farei surgir nações, e reis procederão de você. Gênesis 17:5, 6

O Antigo Testamento era a Bíblia do povo judeu. Os 11 primeiros capítulos do Gênesis tratam da origem da humanidade em geral. Eles trazem informações sobre as primeiras gerações, o recomeço com a família de Noé após o dilúvio e as gerações seguintes até Abraão. Então, a partir do final do capítulo 11, e ao longo de todos os livros do Antigo Testamento, a mensagem diz respeito ao povo de Israel.

Por isso, quanto mais soubermos sobre a história de Israel, melhor será nossa compreensão da mensagem do Antigo Testamento. Um dos mais significativos períodos dessa história foi o da monarquia (c. 1050 a 586 a.C.). Ele se iniciou com a escolha de Saul como o primeiro rei e continuou até a destruição de Jerusalém, nos dias do rei Zedequias. Esse período pode ser dividido assim:

Reino unido (c. 1050 a 931 a.C.). As 12 tribos permaneceram unidas sob a monarquia durante 120 anos, nos reinados de Saul, Davi e Salomão, sendo que cada um deles reinou por 40 anos.

Reino dividido (931 a 722 a.C.). Quando Roboão começou a governar, houve um grande descontentamento com a postura do novo rei, que não quis aliviar os impostos. Como resultado, dez tribos elegeram outro rei, Jeroboão. A partir de então, passaram a ser duas nações, com religião, territórios e reis separados (1Rs 11:26–12:24). Esse período prosseguiu até Salmaneser V, rei da Assíria, destruir as dez tribos (2Rs 17:1-12, 22, 23).

Reino remanescente (722 a 586 a.C.). O reino de Judá, ao Sul, formado pelas tribos de Judá e Benjamin, continuou até que, imitando Israel em sua rebeldia contra o Senhor, acabou sendo derrotado por Nabucodonosor, rei de Babilônia (2Rs 17:18; 2Cr 36:11-20).

Com demasiada frequência, os reis e seus oficiais, em vez de servir como exemplo de fidelidade para os demais cidadãos, eram os primeiros a se afastarem dos caminhos de Deus. Para Se contrapor a isso, Deus suscitava Seus profetas, que ofereciam ao povo uma forte e fiel liderança espiritual. Suas mensagens são para nós, ainda hoje, fonte de bênçãos em tempos desafiadores. 

MEDITAÇÃO DIÁRIA

31 de janeiro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/reis-e-profetas/
https://youtu.be/Fo-dU9F3le0
•••

Nenhum comentário:

Obadias 1 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse Leitura Bíblica – Obadias 1 Comentário: Pr. Heber Toth Armí OBADIAS 1 – Ao analisar a mensagem curt...