domingo, 30 de outubro de 2022

O SALVADOR QUE PERDOA OS PECADOS

 O SALVADOR QUE PERDOA OS PECADOS

Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. 1 João 1:9

Deus não Se desanima conosco por causa de nossos pecados. Podemos cometer erros e ofender Seu Espírito; mas quando nos arrependemos e vamos a Ele com o coração contrito, Ele não nos faz voltar. Há empecilhos a serem removidos. Têm-se acariciado sentimentos errados, e tem havido orgulho, presunção, impaciência e murmurações. Tudo isso nos separa de Deus. Os pecados devem ser confessados. Deve haver mais profunda obra de graça no coração. Os que se sentem fracos e desanimados podem se tornar fortes homens e mulheres de Deus e fazer nobre trabalho pelo Mestre. Devem, porém, trabalhar de um ponto de vista elevado. Não devem ser influenciados por quaisquer motivos egoístas. 

Temos de aprender na escola de Cristo. Coisa alguma senão Sua justiça pode nos dar o direito a uma única das bênçãos do concerto da graça. Por muito tempo desejamos e procuramos obter essas bênçãos, mas não as recebemos porque temos acariciado a ideia de que poderíamos fazer alguma coisa para nos tornar dignos delas. Não temos olhado para fora de nós mesmos, crendo que Jesus é um Salvador vivo. Não devemos pensar que nossa própria graça e nossos méritos nos salvem. A graça de Cristo é nossa única esperança de salvação. Por intermédio de Seu profeta, o Senhor promete: “Que o ímpio abandone o seu mau caminho, e o homem mau, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que Se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” (Is 55:7). Temos de crer na clara promessa e não aceitar os sentimentos em lugar da fé. Quando confiarmos plenamente em Deus, quando nos apoiarmos nos méritos de Jesus como Salvador que perdoa os pecados, receberemos todo o auxílio que possamos desejar. 

Olhamos para nós mesmos como se tivéssemos poder para nos salvar; mas Jesus morreu por nós porque somos incapazes de fazer isso. Nele está nossa esperança, nossa justificação, nossa justiça. Não devemos ficar desanimados, temendo não termos um Salvador, ou que Ele não tenha pensamentos de misericórdia para conosco. Agora mesmo Ele está prosseguindo em Sua obra em nosso favor, convidando-nos para nos chegarmos a Ele em nosso desamparo e sermos salvos. Desonramo-Lo por nossa incredulidade (Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 350, 351). 

PARA REFLETIR: Qual é o papel dos sentimentos na sua experiência espiritual? Como fazer da fé, não dos sentimentos, a fonte dos seus atos?

https://youtu.be/Vx_SLuAd1u0

MEDITAÇÃO DIÁRIA

30 de Outubro 

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-salvador-que-perdoa-os-pecados/

Nenhum comentário:

A PUREZA INFINITA

  A PUREZA INFINITA E todo o que tem essa esperança Nele purifica a si mesmo, assim como Ele é puro. 1 João 3:3 Ao terminar o discurso, Jesu...