sábado, 7 de maio de 2022

AQUELE QUE LEVAVA AS PREOCUPAÇÕES

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

7 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/aquele-que-levava-as-preocupacoes/

AQUELE QUE LEVAVA AS PREOCUPAÇÕES

Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a Sua vida por nós; portanto, também nós devemos dar a nossa vida pelos irmãos. 1 João 3:16

“O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e para dar a Sua vida em resgate de muitos” (Mt 20:28, ARC). Entre Seus discípulos, Cristo era em todos os sentidos Aquele que levava as preocupações e responsabilidades. Partilhava da pobreza deles, exercia abnegação em seu benefício, ia à frente deles para aplainar os mais ásperos caminhos e, em breve, concluiria Sua obra terrestre, entregando a própria vida. O princípio pelo qual Ele agia deve atuar nos membros da igreja, que é Seu corpo. O amor é o plano e a base da salvação. No reino de Cristo, são maiores aqueles que seguem o exemplo por Ele dado e agem como pastores de Seu rebanho.

As palavras de Paulo revelam a verdadeira dignidade e honra da vida cristã: “Sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos” (1Co 9:19), “não buscando o meu próprio interesse, mas o de muitos, para que sejam salvos” (1Co 10:33).

Em questões de consciência, cada pessoa deve ser deixada livre. Ninguém deve controlar a mente de outro, julgar por outro ou ditar-lhe o dever. Deus dá a toda pessoa liberdade de pensar e seguir as próprias convicções. “Cada um de nós prestará contas de si mesmo diante de Deus” (Rm 14:12). Ninguém tem direito de misturar sua individualidade com a de outro. Em tudo o que envolve princípios, “cada um tenha opinião bemdefinida em sua própria mente” (v. 5). No reino de Cristo, não há qualquer opressão presunçosa nem imposição de costumes. Os anjos do Céu não vêm à Terra para mandar e exigir homenagens, mas como mensageiros de misericórdia, para colaborar com as pessoas em erguer a humanidade.

Os princípios e as próprias palavras do ensino do Salvador permaneceram, em sua divina beleza, na memória do discípulo amado. Até seus últimos dias, ele se preocupava em dizer às igrejas: “A mensagem que vocês ouviram desde o princípio é esta: que nos amemos uns aos outros. […] Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a Sua vida por nós; portanto, também nós devemos dar a nossa vida pelos irmãos” (1Jo 3:11, 16) (O Desejado de Todas as Nações, p. 437 [550, 551]).

PARA REFLETIR: Jesus exercia um amor que sempre buscava erguer o perdido. O seu amor por Jesus ergue alguém além de você mesmo?

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...