sábado, 2 de abril de 2022

Sacerdotes -Êxodo 29

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Êxodo 29

Comentário Pr Héber Toth Armí

ÊXODO 29 – Consagração requer submissão a Deus: Disposição de seguir definitivamente Sua soberana vontade, em todas as questões: Serviço, roupas, alimentação, família, práticas religiosas, etc. Isso implica numa entrega total de nossos interesses para viver aos Seus, que são melhores que os nossos.

A mensagem deste capítulo importa a cada um de nós, porque na Nova Aliança, Jesus é o Sumo Sacerdote (Hebreus 5:1-5); e, nós, Seus sacerdotes que estão ao Seu serviço (Apocalipse 1:6; 1 Pedro 2:5-9; 4:11). Assim como foi importante a consagração para o serviço a Deus no Antigo Testamento, é fundamental hoje também (João 17:17; 1 Pedro 3:15; Hebreus 12:14; 1 João 1:6-9).

O propósito de Deus para a consagração está no último versículo, como o clímax do capítulo 29 de Êxodo. A religião cristã ultrapassa a questão dos regulamentos; o auge é o relacionamento que Deus quer ter com os seres humanos – separados pelo dEle pelo pecado (Isaías 59:2). Entretanto, Ele está sempre intentando reatar o laço quebrado com apelos e estratégias didáticas (Isaías 59:1).

Estar conosco é tão importante para Deus, que o próprio Emanuel (Jesus) fez uma oração intrigante ao Pai: “Em favor deles eu me santifico, para que também eles sejam santificados pela verdade” (João 17:19). Jesus é o cordeiro oferecido em sacrifício para tirar o pecado do mundo (João 1:29, 36), ilustrado na cerimônia de consagração do sacerdote e sua família em Êxodo 29. Ele também é o Pão (Êxodo 29:2-4) que alimenta os crentes para viverem eternamente com Deus (João 6:50-51).

A santificação é o caminho para Deus operar maravilhas em nosso meio (Josué 3:5). Foi essencial para fundamentar a igreja cristã, que deu início no pentecostes com grande poder evangelístico (Atos 1:4, 14; 2:1-41). Deus almejava um ministério poderoso para os hebreus recém-libertos da escravidão egípcia, o mesmo deseja a nós que vivemos no fim da escravidão do pecado (Romanos 13:11-14).

Jesus é a água que lava nossas impurezas (Êxodo 29:4; João 4:10, 13-14; Apocalipse 1:5; 7:14). “Quando, da parte de Deus, nosso Salvador, se manifestaram a bondade e o amor pelos homens, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido a Sua misericórdia, Ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo...” (Tito 3:4-5). 

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...