quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Trapaça, Mentira e Engano - Gênesis 27

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Gênesis 27

Comentário Pr Heber Toth Armí

GÊNESIS 27 – Deus reforçou as promessas proferidas a Abraão duas vezes com Isaque (em Gênesis 26:2-5, 24). Agora, essa bênção precisa ser passada adiante. “Nenhum patriarca é perfeito. Isaque partilha de algumas fraquezas de seu pai [Gênesis 26:7-9]; mas, como seu pai, ele não permite que suas fraquezas estraguem permanentemente sua fé... Os fieis celebram a graça de Deus e não se deixam vencer culpando-se, nem se deixam destruir desprezando-se” observa Bruce Waltke

Em Gênesis 25:23 Deus havia prometido a Rebeca que, dos seus filhos gêmeos, “o mais velho servirá ao mais novo”. No mesmo capítulo, Esaú desprezou seu privilégio da primogenitura ao barganhá-la por um prato de lentilha com Jacó, ávido pelas bênçãos divinas (Gênesis 25:26-34). Contudo, o patriarca Isaque ignora tudo isso e deseja que seu filho preferido receba a bênção que outrora havia desprezado. Esaú já havia demonstrado não ser digno de um posto espiritual tão elevado e de grande responsabilidade casando-se com duas mulheres hititas: Judite e Basemate, amargurando a alma de seus pais (Gênesis 26:34-35).

Mesmo assim, teimosamente Isaque insiste que Esaú receba a bênção da primogenitura. Sua ignorância custou muito não apenas para si, pois toda a família sofreu consequências dolorosíssimas. Sua ignorância levou sua esposa a tomar atitudes erradas para não permitir que Esaú tomasse a bênção que seu preferido filho havia legitimamente comprado do irmão. Enganar pode dar certo, mas é errado.

Em meio à trapaça, mentira e engano, pensando estar abençoando Esaú, Isaque abençoa Jacó. O resultado foi catastrófico. Jacó precisou fugir da fúria mortal de seu irmão que respirava vingança implacável. Esaú desejou a bênção, porém, nem toda lágrima de arrependimento promove reavivamento (Hebreus 12:16-17).

Quando o diálogo entre marido e mulher se despede, os problemas chegam para hospedar-se. A preferência dos pais por um filho em detrimento do outro causa problemas irremediáveis. Que o relato em pauta, leve aos pais que praticam o favoritismo com seus filhos, repensarem suas práticas!

Mesmo que Waltke declare que “o futuro das promessas pode ser esbanjado por uma família arruinada pelo ciúme, a fraude e as lutas pelo poder” declara Waltke, a graça divina atua na desgraça humana. 

Certamente nada, nem ninguém, pode interromper os planos de Deus de salvar a humanidade. Deus é extraordinário! Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...