Translate

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Contemplando as Coisas Celestiais

Refletindo a Cristo

Contemplando as Coisas Celestiais -31 de outubro

Mas Deus… juntamente com Ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus. Efés. 2:4 e 6.

Se mantivéssemos em mente os momentosos eventos que em breve terão lugar, não seríamos tão fracos em caráter. Sentiríamos estar vivendo na presença de Deus, e reverentes e maravilhados atentaríamos para a ordem: “Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus”. Sal. 46:10. Oh, quando compreenderemos plenamente o valor da obra e intercessão de nosso Salvador? Quando nEle depositaremos total confiança, e viveremos uma vida nobre, pura e dedicada? Que alturas pode a imaginação alcançar quando santificada e inspirada pela virtude de Cristo! Poderemos apoderarnos das glórias do mundo futuro e eterno. Poderemos viver como se víssemos a Ele, que é invisível. Caminhai pela fé, e não pela vista. …

Por meio do estudo das Escrituras podemos compreender o que representamos para Cristo, e o que Ele é para nós. Ao contemplá-Lo, devemos ser transformados na Sua imagem, tornando-nos colaboradores e representantes Seus na vida e no caráter. Precisamos entender que devemos viver como filhos e filhas de Deus, amando-O supremamente, e ao nosso próximo como a nós mesmos. Devemos viver uma vida pura e perfeita por amor a Cristo. Devemos amar a perfeição porque Jesus é a personificação da perfeição, o grande centro de atração. A vida que agora vivemos precisa ser vivida pela fé no Filho de Deus.

Se seguirmos a Cristo não teremos uma experiência intermitente, nem seremos movidos pelas circunstâncias ou influenciados pelo ambiente. Não deixaremos que os sentimentos nos controlem, condescendendo com a impaciência, a inveja, a censura, o ciúme e a vaidade.

É a condescendência com essas coisas que nos coloca em desarmonia com a harmoniosa vida de Cristo, e nos impede de ser vitoriosos. Devemos ser movidos pelo nobre propósito de conquistar vitórias diárias, e através de vigilância e sincera oração conseguir o controle total do eu. Quando pequenas tentações nos sobrevêm, e são pronunciadas palavras que cortam e magoam o coração, digamos para nós mesmos: “Sou um filho de Deus, herdeiro com Jesus Cristo, coobreiro de Deus, e não posso me permitir ficar facilmente ofendido, e estar sempre pensando no eu, pois isso produzirá um caráter deformado, e é indigno de meu elevado chamado. Meu Pai Celestial me deu uma obra para fazer, e deseja que a faça com dignidade, por amor de Seu nome.”

Devemos meditar fervorosa e continuamente sobre a excelência do caráter de Jesus Cristo, para que possamos repartir Suas bênçãos e levar os homens a seguir Suas pisadas. Signs of the Times, 10 de julho de 1893.

Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986. – Pág. 310

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis