Translate

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

I JOÃO 1 Comentário Pr Heber Toth Armí

I JOÃO 1 
Comentário Pr Heber Toth Armí

Cada escritor bíblico enfatiza um aspecto da verdade, tornando-a clara e abrangente para nossa limitada mente. Desta forma, nesta altura da leitura bíblica, é possível perceber que Pedro pode ser considerado “o apóstolo da esperança, como Paulo é o da fé, Tiago o das obras e João o do amor” (J. Sidlow Baxter).

Sendo assim, mergulharemos profundamente no amor divino revelado através de João. A religião cristã bíblica não é só razão, é amor. Cristianismo apenas de teoria não tem serventia; apenas informações frias não resultam em alegria. Intelectualismo sem relacionamento íntimo e amoroso com Deus é a raiz do legalismo farisaico.

João, que foi transformado de filho do trovão em discípulo do amor, escreve com propriedade experiencial e com a autoridade do Espírito Santo sobre um tema tão divino e sublime. Observe o seguinte esboço do primeiro capítulo:

1. Introdução cristológica (1:1-4);
2. A mensagem do evangelho (v. 5) e suas implicações morais:
• Não se pode negar que o pecado é um obstáculo para o relacionamento com a Trindade (vs. 6-7);
• Não se pode negligenciar a existência de pecado na natureza humana caída e a necessidade constante de confissão (vs. 8-9);
• Não há como negar o pecado em nós sem recorrer à mentira e sem rejeitar a Palavra de Deus (v. 10).

Após uma ideia geral do capítulo inicial, observe o que Jonathan Gallagher observou: 

“No decorrer de sua existência, João enfrentou o que foi talvez o mais penoso fato de seu ministério: a heresia que negava a realidade de Jesus – Deus que se fez carne. O apóstolo empenhou-se em corrigir a heresia e transmitir a verdade sobre a encarnação de Jesus. Se a verdade for proclamada em toda a sua plenitude e majestade, e se a proclamação puder estabelecer uma comunhão de amor, luz e fé, a heresia perderá sua influência e atração. Por isso, no início de sua Epístola, João nos apresenta a verdade central da proclamação cristã: Jesus. Ele é eterno. Ele é real. Ele é verdadeiro. Sem Jesus não há verdade, luz ou vida. Com Ele, a pregação do evangelho encontra certeza”.

Aceitar, acreditar e aplicar à vida a doutrina bíblica correta promove alegria plena na vida do verdadeiro cristão (v. 4). Experimente-a! Compartilhe-a!

Enfim, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis