Translate

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

O Que o Espírito de Liberalidade Fará

Refletindo a Cristo

O Que o Espírito de Liberalidade Fará -13 de setembro

A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais. … A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado. Prov. 11:24 e 25.
Muitos se têm compadecido da sorte do Israel de Deus em ser obrigado a dar sistematicamente, além de dar ofertas liberais anualmente. Um Deus onisciente sabia melhor qual sistema de doação estaria em harmonia com a Sua providência, e deu instruções a Seu povo com respeito à mesma. E ela sempre provou que nove décimos lhes são de maior valor do que dez décimos. Os que têm pensado em aumentar seus ganhos retendo o que é de Deus, ou Lhe trazendo uma oferta inferior – aleijada, cega ou doente – têm infalivelmente sofrido prejuízos.

A Providência, embora invisível, está sempre em ação nos negócios humanos. A mão de Deus pode fazer prosperar ou reter, e Ele freqüentemente retém de um, enquanto parece fazer outro prosperar. Tudo isso é para testar e provar o homem a fim de revelar o coração. Ele permite que sobrevenham reveses sobre um irmão enquanto faz prosperar a outro, a fim de ver se aqueles a quem Ele favorece têm o Seu temor diante de seus olhos, e se cumprirão o dever que lhes foi designado em Sua Palavra, qual seja o de amarem ao seu próximo como a si mesmos e ajudarem seu irmão mais pobre, motivados pelo amor à prática do bem. Atos de generosidade e bondade foram designados por Deus para manter brandos e compassivos os corações dos filhos dos homens, e incentivá-los a demonstrar interesse e afeto uns pelos outros, a exemplo do Mestre, que por nossa causa Se fez pobre, para que através de Sua pobreza pudéssemos nos tornar ricos. A lei do dízimo foi estabelecida sobre um princípio duradouro, e se destinava a ser uma bênção para o homem.

O sistema de doação foi ordenado a fim de evitar o grande mal: a avareza. Testimonies, vol. 3, págs. 546 e 547.

Os pequenos fluxos de beneficência devem ser conservados sempre fluindo para o tesouro. A providência de Deus está muito na frente, caminha muito mais depressa que nossas liberalidades.

Quando a graça de Cristo é expressa em palavras e obras por parte dos crentes, a luz brilhará para os que estão em trevas; pois enquanto os lábios estão proferindo louvores a Deus, as mãos estão estendidas em beneficência para ajudar aos que estão perecendo. Lemos que no dia do Pentecoste, quando o Espírito Santo desceu sobre os discípulos, ninguém dizia que seus bens eram exclusivos. Todos os seus bens eram para a propagação da maravilhosa reforma. E milhares foram convertidos num dia. Quando o mesmo espírito atuar nos crentes de hoje, e eles derem a Deus suas propriedades com a mesma liberalidade, será realizada obra ampla e de vasto alcance. Beneficência Social, pág. 268 e 271.


Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986 – Pág. 262
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis