sábado, 29 de outubro de 2011

Maravilhoso Jesus João 17:1


A Verdadeira Oração do Senhor

Depois de dizer isso, Jesus olhou para o céu e orou: "Pai, chegou a hora. Glorifica o teu Filho, para que o teu Filho te glorifique". João 17:1, NVI.

Comumente chamamos a oração de Jesus que começa por "Pai Nosso, que estás nos céus" de "A Oração do Senhor". Mas essa é a oração dos discípulos, porque na introdução dessa súplica, Jesus disse: "Vocês, orem assim" (Mateus 6:9, NVI).

João 17 nos apresenta a verdadeira "Oração do Senhor". Quando Jesus concluiu Suas últimas instruções no cenáculo, Ele levantou os olhos para o céu e orou. E que oração foi aquela! Cheia de intercessão por nós e de comunhão com o Pai.

Nessa oração Jesus fala muito pouco acerca de seus próprios desejos e necessidades. Embora Ele esteja prestes a sair para o Jardim do Getsêmani, onde ficará sozinho – traído, abandonado, amarrado – Suas palavras evidenciam calma confiança.

"Pai, chegou a hora". Ele aguardava por esta hora, trabalhou para que ela chegasse. Será o ponto culminante do Seu ministério. Apesar de que sob todas as estimativas humanas a cruz seria entendida como o fracasso da sua missão, ao morrer Ele conquistará o mundo para Deus. Apenas mais algumas horas e sua missão estará concluída. Ele ora para que agora – especialmente agora – Ele possa glorificar a Deus.

A maior parte da petição de Jesus, no entanto, é feita a favor dos discípulos. "Eu rogo por eles. Não estou rogando pelo mundo, mas por aqueles que me deste... Pai santo, protege-os em teu nome, o nome que me deste, para que sejam um, assim como somos um... Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno. Assim como me enviaste ao mundo, eu os enviei ao mundo" (João 17:9-18 , NVI).

Mas em sua oração Jesus enxergou além de Pedro, Tiago, João, André, e os outros. Em sua petição Ele olhou para bem longe na rodovia dos anos e viu aqueles que também se tornariam Seus discípulos, e os incluiu. "Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão em mim, por meio da mensagem deles" (v. 20).

Você acredita em Jesus? Então você foi incluído na oração de Jesus. Ele orou por você naquela quinta-feira à noite; Ele orou por mim também.

Que Salvador! Que Senhor! Com Jesus ao nosso lado, com a Sua intercessão por nós – naquele jardim e agora como nosso sumo sacerdote nas cortes celestiais – não precisamos ter medo de nada! Em Seu nome, por Sua graça avançaremos de força em força.

ORAÇÃO

Obrigado, Senhor por me incluíres em Tua oração no cenáculo. Saber dos Teus sentimentos para comigo me dá ânimo e força.

Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Lecitina espiritual

DEVOCIONAL DIÁRIO - VISLUMBRES DA ETERNIDADE  27 de fevereiro Lecitina espiritual    Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso,...