quinta-feira, 6 de junho de 2024

Oséias 13 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Oséias 13
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


OSEIAS 13 – Deus sente dor. Ele não é frio e calculista, ou blindado ao sofrimento. Ele Se entristece, fica indignado e Se ira quando traído. Obviamente, Sua ira não é doentia nem dura para sempre (Miqueias 5:15; 7:18). Oseias também revela que Deus não usa Sua ira para a destruição, mas tudo o que Ele faz visa a restauração dos culpados transgressores e traidores.

Ainda que para resgatar aos condenados tenha que pagar alto preço, Ele vai até as últimas consequências por amor (João 3:16). A Bíblia é o manual divino para conduzir pecadores à salvação. Deus age e atua em nossa história com intencionalidade:

• Oseias 2:16 contém a expressão “Naquele dia...”, apontando para um tempo quando Deus trará paz e restauração completa.

• Oseias 3 termina com a expressão “nos últimos dias”, indicando um tempo escatológico, o estabelecimento do reino eterno de Deus (ver Daniel 2 e 7).

• Oseias 6:1-3 trata de cura e restauração após um período de sofrimento, que pode ser um símbolo de reavivamento e reforma espiritual que ocorrerão nos últimos dias (Apocalipse 18:1).

• Em Oseias 13:4 o profeta sublinha a exclusividade de Deus como Senhor e Salvador. Deus pretende ser reconhecido universalmente como o único verdadeiro Soberano e Redentor. Isso é evidente no sermão apocalíptico de Cristo (Mateus 24:14), quando o evangelho será oportunizado a todos visando a salvação (Apocalipse 14:6-7).

• Oseias 13:9-12 reflete a ineficácia dos líderes e poderes humanos em salvar o povo, apontando para uma intervenção divina nos últimos dias. No fim dos tempos, a salvação virá somente de Deus, não de qualquer liderança humana, ainda que seja uma nova ordem mundial (Apocalipse 13, 17-18).

De forma geral, Oseias 13 trata da indignação de Deus contra o pecado; contudo, Deus oferece esperança ao desgraçado pecador, como vimos até aqui. Além disso, dois temas merecem destaque:

• Oseias 13:14 fala da redenção final do poder da morte. A vitória sobre a morte é um tema central na escatologia cristã, apontando para a ressurreição dos mortos e a vida eterna prometida no fim dos últimos dias (I Coríntios 15:50-57).

• A grande tribulação e julgamento dos últimos dias servirão para trazer justiça sobre os rebeldes (Oseias 13:15-16), a fim de promover a paz no Universo e no coração dos salvos.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

O melhor argumento

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 14 de junho https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-melhor-argumento/ O melhor argumento Assim é a...