quarta-feira, 5 de junho de 2024

E se…?

 Devocional Diário

Vislumbres da eternidade
5 de junho
https://mais.cpb.com.br/meditacao/e-se/

E se…?

Terá tomou Abrão, seu filho, e Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e Sarai, sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã. Gênesis 11:31


O texto que lemos narra a história de Tera, que levou Abrão (seu filho), Ló (filho de Harã e neto de Tera) e Sarai (esposa de Abrão) e saiu de Ur dos caldeus em direção à terra de Canaã. Diante dessa passagem, podemos nos perguntar: E se Tera e sua família não tivessem saído de Ur? O que teria acontecido com eles? Teriam se tornado protagonistas em uma das muitas rixas entre os povos da região? Ou teriam se destacado na política e alcançado posições de honra? Poderiam ter falado de Deus, levando multidões à conversão? Talvez, mas nunca saberemos.

O mesmo pode ser dito se Abraão não tivesse deixado Harã ou se não tivesse ido ao monte Moriá. São possibilidades que, caso fossem diferentes, mudariam o curso da história. Mas o que sabemos é que Abraão e sua família valorizavam a vontade de Deus e reagiam positivamente a ela, mesmo quando isso significava deixar suas casas ou enfrentar grandes desafios.

Essas possibilidades alternativas são comuns em ficção, como no gênero conhecido como ucronia ou história alternativa. Mas, na vida real, o importante é reconhecer que Deus tem um plano para nossa vida e que devemos confiar Nele, mesmo quando não entendemos completamente as consequências de nossas escolhas. Não adianta ficar conjecturando como seria nossa vida se tal e tal coisa tivessem acontecido.

A fé de Abraão, Moisés, Davi, Maria, Pedro, Paulo e outros personagens nos ensina que, ao confiarmos em Deus, podemos superar qualquer adversidade e alcançar grandes realizações. Não sabemos como teria sido se as coisas fossem diferentes, mas o que sabemos é que Deus sempre cumpre Suas promessas e nos guia pelo caminho certo.

Muitas vezes ficamos presos a arrependimentos e remorsos do passado, ou preocupados com as possibilidades futuras, mas esquecemos que a vida acontece no momento presente. Ao entregarmos nossa vida nas mãos de Deus, podemos ter a certeza de que Ele guiará nossos passos e nos levará a lugares que jamais poderíamos imaginar. O importante é confiar e ter fé no plano que Ele tem para nós.

Em vez de perguntar como seria, pergunte como será.

Nenhum comentário:

Ovos contra pedras

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 18 de junho Ovos contra pedras Mesmo que o nosso ser exterior se desgaste, o nosso ser interio...