domingo, 30 de junho de 2024

Miqueias 6 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Miqueias 6
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


MIQUEIAS 6 – Uma síntese deste capítulo facilita nossa compreensão de sua mensagem:

• Ouça atentamente a avaliação de Deus: A justiça divina clama desde as montanhas (Miqueias 6:1-2).

• Relembre constantemente da bondade/bênçãos de Deus: Deus libertou Israel do Egito, libertou pecadores do cativeiro do pecado e guia Seu povo com amor (Miqueias 6:3-5).

• Informe-se sobre a distorção da religião: Formalidades e ritualismos vazios não agradam a Deus; Ele busca corações humildes, sinceros e obedientes (Miqueias 6:6-8).

• Saiba exatamente o que Deus requer de nós: A revelação é clara, Deus requer apenas três itens: Justiça, misericórdia, e humildade diante Dele (Miqueias 6:8).

• Esteja ciente que a corrupção será punida por Deus: Injustiça e engano não escaparão do julgamento divino (Miqueias 6:9-12).

• Reconheça que o caminho do Senhor é a verdadeira vida: A fidelidade a Deus é a nossa maior segurança; opor-se a Ele é prejuízo a nós mesmos (Miqueias 6:13-16).

A essência deste capítulo está no versículo 8. Em vez de pedir coisas exorbitantes (Miqueias 6:6-7), demasiadamente grandes e extraordinárias para nós, “Deus pede três coisas: (1) ‘pratiques a justiça’, ou seja, ser justo com as outras pessoas, em uma dimensão ética e relacional; (2) ‘ames a misericórdia’, ou ter satisfação em ser misericordioso; e (3) ‘andes humildemente com o teu Deus’, isto é, ter uma atitude de humilde sabedoria em resposta ao Senhor. Os dois princípios iniciais estão ligados ao relacionamento horizontal, de ser humano com ser humano, ao passo que o último lida com a relação vertical entre ser humano e Deus. Esses três princípios são o cerne da adoração” (Bíblia Andrews).

A integração desses três princípios – justiça, misericórdia e humildade – cria uma base sólida para a ética pessoal e comunitária. Juntos, eles formam um tripé que sustenta uma vida moralmente íntegra e espiritualmente significativa.

A justiça sem misericórdia pode tornar-se legalismo frio; a misericórdia sem justiça pode ser permissiva e ineficaz; e ambas, sem humildade diante de Deus, podem ser distorcidas pelo orgulho e pela autossuficiência.

Ao aplicar tais princípios, criamos um impacto positivo em nosso entorno. Praticar a justiça promove um ambiente de equidade, amar a misericórdia fomenta uma cultura de compaixão e solidariedade, e andar humildemente com Deus inspira outros a buscar uma vida centrada em valores espirituais e éticos!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...