domingo, 30 de junho de 2024

Divino humor

 Devocional Diário

Vislumbres da eternidade
30 de junho

Divino humor

Estava ali certa mulher, que, havia doze anos, vinha sofrendo de uma hemorragia. Marcos 5:25


Jesus havia acabado de desembarcar, e uma multidão O rodeava. Enquanto ainda estava na praia, um alto dignitário da sinagoga, Jairo, se aproximou suplicando que o Mestre curasse sua filha que já agonizava. Com todas aquelas pessoas ao redor, os dois percorreram o caminho até a casa de Jairo, com Jesus ficando espremido no meio da multidão. É nesse momento que o relato bíblico muda o foco para uma mulher marginalizada, que sofria de uma enfermidade que a tornava imunda havia 12 anos. Nem mesmo seu marido, seus filhos ou pais podiam tocá-la. Porém, ela sabia que um simples toque de Jesus poderia salvá-la, e assim decidiu tocar a capa do Mestre.

Em meio à agitação da multidão, ela se aproximou lentamente até, por fim, tocar na orla da capa de Jesus, que miraculosamente a curou. Sentindo uma mistura de alegria e vergonha, a mulher decidiu se afastar anonimamente, mas então ouviu Jesus perguntar quem havia tocado em Sua roupa. A pobre sofredora ficou com medo de ser repreendida e provocar agitação e transtorno, mas Jesus a acolheu e declarou que ela estava curada e merecia o carinho de todos. Ele a ressuscitou socialmente e fez isso com bom humor.

Os presentes ainda estavam sorrindo quando um mensageiro informou que a filha de Jairo havia morrido. O pai estava prostrado pela dor, e Jesus pediu que ele confiasse Nele. Profissionais da morte já estavam presentes quando Cristo chegou à casa. As carpideiras gemiam, aumentando a dor dos familiares. Jesus, porém, lembrou a todos que a adolescente estava dormindo e disse: “Menina, levante-se!” O milagre foi realizado, e a menina ressuscitou com uma fome imensa, própria das pessoas saudáveis. Ele a ressuscitou biologicamente e fez isso com bom humor.

Jesus enfrentava as adversidades com a certeza da solução. Ele sabia que nada era impossível para Ele e Se permitia minimizar a enfermidade e a morte. Para Cristo, essas coisas não eram obstáculos, mas oportunidades para mostrar Seu carinho pelos vivos que morrem e pelos mortos vivos. E o mais surpreendente era que Ele fazia tudo isso com muito bom humor.

Assim como nosso Salvador, devemos sempre encarar os problemas da vida com otimismo e uma atitude positiva. Afinal, temos Jesus em nosso viver!

https://mais.cpb.com.br/meditacao/divino-humor/
●●●

Nenhum comentário:

Ser ou usar

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 21 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/ser-ou-usar/ Ser ou usar Cuidemos também de nos ...