sexta-feira, 5 de abril de 2024

Ezequiel 11 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Ezequiel 11
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


EZEQUIEL 11 – Ao considerarmos este texto é importante compreender que “os eventos do cap. 11 não seguem cronologicamente aos dos cap. 9 e 10. A visão parece retornar para dar detalhes adicionais quanto à condição moral dos líderes de Jerusalém” (CBASD).

Diante disso, conectamos Ezequiel 11:1-25 com Ezequiel 9:4 – onde indica uma investigação entre a corrupção e depravação generalizada, para encontrar algum remanescente fiel.

Ezequiel 11 revela a dificuldade de encontrar esse remanescente. Note o perfil dos líderes:

• Ganância e corrupção financeira, pois exploravam o povo e agiam de forma desonesta em seus negócios, buscando lucro pessoal à custa dos outros (Ezequiel 11:1-2).

• Falta de respeito pela justiça e com a profecia, pois distorciam a justiça, desconsideravam a Lei de Deus, agindo de forma injusta e opressora, além de zombar das profecias de Jeremias (Ezequiel 11:3-4). “A metáfora da panela parece ser extraída de [Jeremias 1:13]. O significado pode ser que, assim como uma panela protege do fogo a carne que está dentro dela, as paredes da cidade protegeriam seus habitantes do exército dos caldeus. A LXX coloca a frase na forma de uma pergunta que espera resposta positiva: ‘Não está próximo o tempo de construir casas?’. A atitude, expressa dessa forma, reflete claramente a jactanciosa confiança própria dos habitantes de Jerusalém (ver Jr 28:3). Jeremias aconselhada os judeus que estavam na cidade a sair e se render aos caldeus (Jr 21:9). Eles rejeitaram insolentemente o conselho, escolhendo permanecer na ‘panela’. Essa ideia se encaixa no contexto do capítulo, porque a narrativa prossegue mostrando que esse privilégio lhes seria negado” (Idem).

• Violência e opressão, pois utilizavam sua posição para oprimir e maltratar os mais fracos, em vez de proteger e cuidar deles (Ezequiel 11:5-6).

• Idolatria e desobediência a Deus, pois afastaram-se do caminho justo e correto de Deus (Ezequiel 11:7-12).

Em meio a condenação de líderes corruptos (Ezequiel 11:1-12), Deus profere promessas de restituição – um remanescente será preservado (Ezequiel 11:13-21) e selado (Ezequiel 9:4). Por isso, o profeta transmitiu ao povo a promessa de restauração e a certeza de que Deus estava no controle, mesmo em meio ao julgamento (Ezequiel 11:22-25).

Vivendo em meio à corrução, não devemos deixar-nos influenciar; mas devemos aproximar-nos mais e mais de Deus, a fim de sermos redimidos! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Amigos para toda a vida

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 25 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/amigos-para-toda-a-vida/ Amigos para toda a vida ...