domingo, 3 de março de 2024

Jeremias 35 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 35
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 35 – Deus honra àqueles que O honram. Os recabitas serviram de ilustração de fidelidade aos judeus; por conseguinte, foram exemplos de fidelidade para o povo que deveria ser fiel a Deus.

Os recabitas foram o sermão de Jeremias demonstrando lealdade inabalável aos mandamentos de seu antepassado Jonadabe, mesmo diante de provas arriscadas: Poderiam ser expulsos de Jerusalém (Jeremias 35:11).

Como os recabitas, Deus queria que judeus de outrora, e cristãos de agora...

• Reconhecessem a importância da lealdade e da integridade mesmo em tempos de adversidades.
• Entendessem que confiar plenamente nEle e em Seus princípios é o meio de obter segurança até mesmo em tempos de crises.
• Assimilassem que o compromisso mantido com Ele é a garantia de preservação diante de quaisquer situações.

Enquanto que, para os infiéis desobedientes e impenitentes judeus, Deus apresentava consequências de seus pecados, aos recabitas, no final do capítulo, Deus fez uma declaração profética, prometendo que sempre haveria alguém da linhagem de Jonadade para estar diante dEle, ou seja, servindo-O fielmente.

Enquanto os recabitas foram recompensados por sua obediência, os judeus enfrentaram as consequências de sua infidelidade e desobediência. Além de revelar que Deus não deixa passar despercebida a lealdade e fidelidade, a grande questão é que Ele cumpre o que promete.

Assim que o cristianismo ressurgiu das cinzas da perversão religiosa da Idade Média, e várias doutrinas importantes foram redescobertas, especialmente a promessa da segunda vinda de Cristo, José Wolff atuou como missionário adventista apregoando o advento de Cristo extensivamente pelo Oriente Médio durante o século 19. “Entre judeus, turcos, persas, hindus e muitas outras nacionalidades e povos, ele distribuiu a Palavra de Deus em várias línguas, e em toda parte anunciou a proximidade do reino do Messias. Em suas viagens pelo Usbequistão encontrou a doutrina da próxima vinda do Senhor, professada por um povo remoto e isolado”. “No Iêmen”, diz Wolff em seu diário, “passei seis dias com os filhos de Recabe. Não bebem vinho, não plantam vinhedos, não semeiam, e vivem em tendas; lembram-se do bom e velho Jonadabe. [Eles] esperavam... a breve vinda do Messias nas nuvens do Céu” (EGW, GC, 360-362).

Certamente que Deus cumpre o que promete! Ele preza, vela e age para que Suas promessas sejam realidade.

Reavivemo-nos. Sejamos leais a Ele! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Beleza interior

  Devocional Diário Beleza interior Quão grande é a Sua bondade! E quão grande é a Sua formosura! Zacarias 9:17 A estética é muito important...