sexta-feira, 1 de março de 2024

Jeremias 33 Comentário:

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 33
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 33 – O profeta de Deus foi preso durante o reinado de Zedequias, rei de Judá, antes da queda de Jerusalém (Jeremias 32:1-2). Mas... por que um profeta de Deus estava preso no território do povo de Deus?

As razões pelas quais Jeremias foi preso estão relacionadas principalmente à sua mensagem profética, que era frequentemente desconfortável aos líderes e ao povo de Judá. Ele advertiu repetidamente sobre a iminente destruição de Jerusalém e o exílio do povo de Judá como consequência do pecado e da desobediência a Deus. Suas palavras foram consideradas como traição e desencorajamento ao povo e às autoridades (Jeremias 32:3-5).

O que isso nos ensina atualmente?

• Fidelidade à Palavra de Deus, mesmo diante da oposição e perseguição (Jeremias 20:7-12).
• Persistência na pregação correta da Palavra de Deus, mesmo quando enfrentamos obstáculos e dificuldades (Jeremias 26:8-15).
• Confiança em Deus, em Sua soberania e em Sua Palavra, especialmente em meio às circunstâncias adversas (Jeremias 32:17-42).
• As experiências negativas, de fidelidade, persistência e confiança servem como testemunho poderoso a todos nós, mostrando a importância de permanecer dependendo de Deus mesmo quando tudo conspira contra nossa vida, nossa fé e nosso bem-estar.

Tanto Jeremias quanto João tiveram a presença confortante de Deus pela fidelidade deles à Palavra Divina mesmo em meio às adversidades; Deus manifestou-Se a eles com mensagens de esperança, relevantes para nós ainda hoje (Jeremias 33:1-13; Apocalipse 1:9-11).

As divinas promessas em Jeremias 33:14-26 não se cumpriram plenamente devido à teimosia, rebeldia e negligência descarada dos judeus na vinda do Messias (João 1:9-11). O cativeiro não exerceu o que a disciplina de Deus almejava. Contudo, a promessa divina não caducou por causa da rejeição judaica a Jesus!

Por isso, no Novo Testamento, vemos uma redefinição das promessas descritas em Jeremias 33:

• Assim como Jeremias não desistiu em face da prisão e morte, Jesus também não desistiu. Com Seu sangue, instituiu a Nova Aliança (Mateus 26:26-29; Jeremias 31:31-34).
• Assim como Jeremias teria a sorte de ter sua terra de volta (Jeremias 32:1-15, 43-44), Deus mudará a sorte do Planeta Terra (Jeremias 33:11), como visto em Apocalipse 21:1-8, melhor do que era no início (Apocalipse 22:1-6).

Jesus é a garantia de que as promessas que faltam cumprir, se cumprirão! Por isso, temos motivos para reavivarmo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...