sexta-feira, 22 de março de 2024

Fute-baal

 Devocional Diário

Fute-baal

Não terás outros deuses diante de Mim. Êxodo 20:3, ARA

O Decálogo é um exemplo da pedagogia divina. Escritos a partir de uma relação de amor entre Deus e o ser humano, seus preceitos indicam que, se estivermos suficientemente ligados a eles, notaremos como um mandamento se torna um estilo de vida. O “não” que inicia a maioria dos mandamentos é, no começo da vida espiritual, um limite necessário. Mas, com os anos, ele se transforma em nossa maneira natural de ser. Se amarmos a Deus, não vamos substituí-Lo por nada nem considerá-Lo superficialmente. Se amarmos os outros, não roubaremos, nem mataremos, nem adulteraremos, nem mentiremos. As dez palavras (assim se chamam no original) têm a virtude de nos levar à maturidade espiritual ao progredirmos em nosso relacionamento de amor para com Deus e o próximo.

Alguns acham que o primeiro mandamento está fora de moda. Quem, em nosso mundo cristão, tem outros deuses? Isso era coisa da Idade Média, ou é coisa dos países da janela 10/40, não nossa. Nós somos o remanescente e não temos outros deuses. Se você pensa assim, quero dizer que você tem muitas possibilidades de ser um “idólatra inconsciente”. Vou dar alguns exemplos. Cada vez mais, as pessoas estão adorando o “fute-baal”. Em alguns países, o deus toma a forma do “basquete-baal” ou do “beise-baal”, mas são o mesmo deus, apenas com diferentes manifestações. A adoração a esse deus é de tal porte que tenho visto enfrentamentos bem exaltados entre uma e outra torcida (Barcelona x Real Madri; Flamengo x Fluminense; etc.). E o que dizer da deusa Estética? Todos os anos, na primavera e no outono, ela, por meio das suas “sacerdotisas”, apresenta as tendências da moda, e milhões a adoram ao aderir a elas. Poderíamos continuar falando dos adoradores do deus Din-Eros e de como desejam que tudo o que toquem se converta em ouro, ou dos fanáticos do deus Trab-Alhar, que são escravizados até o esgotamento pessoal. Creio que você já entendeu. Este não é um mandamento antiquado.

Se realmente amamos a Deus, ninguém ocupará Seu lugar. Ninguém! O amor a Deus é tão excepcional que, de forma natural, Ele Se torna exclusivo. No começo, sendo ainda uma criança espiritual, você vai achar incômodo, mas logo não poderá viver sem Ele. Por isso, ame-O – cada vez mais!

Vislumbres da eternidade
22 de março
https://mais.cpb.com.br/meditacao/fute-baal/

•••

Nenhum comentário:

Jenga e Lego

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 20 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/jenga-e-lego/ Jenga e Lego Irmãos, pelo nome de ...