sexta-feira, 29 de março de 2024

Ezequiel 4 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Ezequiel 4
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


EZEQUIEL 4 – Ezequiel foi chamado para ser profeta e mensageiro de Deus em sua primeira visão, iniciada no capítulo 1 (ver Ezequiel 2:1-9). Ao compreendê-la hoje, precisamos estar dispostos a também responder ao chamado de Deus, prontos para sermos enviados onde Ele nos conduzir, como fez Ezequiel no capítulo 3. Para tanto, devemos buscar um entendimento mais profundo da santidade divina e viver em conformidade com Seus padrões de vida (Ezequiel 2:8; 3:7-11).

A submissão a Deus leva-nos a tomarmos parte de Sua mensagem aos impenitentes pecadores. Quem não ouve a Palavra de Deus, precisa vê-la; para isso Deus utiliza-Se de encenações:

• Em visão, o profeta deveria comer o rolo do livro (Ezequiel 3:1-3). Isso significa absorção e internalização da mensagem divina por parte do profeta, que então deve proclamá-la ao povo rebelde.

• Encarceramento e mudez (Ezequiel 3:25-27). Deus falou ao profeta para encerrar-se em casa, onde seria amarrado e ficaria mudo impossibilitado de repreender aos rebeldes, simbolizando a dureza do coração e a recusa do povo em ouvir a mensagem de Deus, bem como o tempo de silêncio divino em resposta à rebelião deles.

• Desenhos em tijolos (Ezequiel 4:1-3). Ezequiel deveria desenhar numa taboa de argila uma representação de Jerusalém e então simular um cerco contra ela, como aviso do julgamento divino por causa do pecado do povo.

• Deitar-se do lado esquerdo e depois direito (Ezequiel 4:4-8). Os dias para cada lado seriam determinados pelos anos de história de pecado do povo de Deus.

• Comer pão assado em fezes (Ezequiel 4:9-17). Durante o tempo que ficaria deitado o profeta deveria comer pão assado em fezes. Era para ser fezes humana, mas ao argumentar com Deus, foi-lhe permitido utilizar fezes bovinas, encenando profeticamente o racionamento de alimento e água dos israelitas.

Além de encenações, Ezequiel 4:5-7 contém a base para a interpretação de profecias apocalípticas tratando de períodos “de tempo” especificados nas visões. Em certas profecias, onde um determinado período é mencionado simbolicamente, um dia na profecia representa um ano literal. Isso é conhecido como o “princípio do dia/ano”. Por exemplo, em Daniel 9:24-27 as 70 semanas (490 dias) equivalem a um período de 490 anos.

Acima de tudo, o importante é entender que nossa vida é a Bíblia que muitos lerão! Então, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Palavras caducas e palavras perenes

  Devocional Diária Palavras caducas e palavras perenes “Os lábios que falam a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa desapa...