quarta-feira, 6 de março de 2024

Jeremias 38 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 38
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 38 – Este capítulo destaca a complexidade das dinâmicas de poder e influência, e como estas podem distorcer o julgamento moral dos líderes. Desta forma, a história da liderança judaica, revela-nos os desafios enfrentados por líderes diante de verdades inconvenientes e a tentação de suprimi-las em prol de interesses pessoais.

Jeremias 38 apresenta os perigos da conformidade cega e da falta de coragem moral em face da injustiça. Ao examinar a mensagem desta história, somos levados a questionar não apenas as ações dos líderes de Judá, mas também as motivações profundas por trás de seus comportamentos irracionais.

O caráter dos líderes revela-se em contextos de desafios políticos e religiosos. Os líderes compatriotas de Jeremias, atiram o profeta num poço devido as suas profecias impopulares, considerando-o uma ameaça a sua autoridade e status quo. Ou, os líderes de Judá podem ter experimentado medo em relação às consequências das profecias de Jeremias – medo de perderam o poder caso as palavras do profeta se concretizassem. Esse medo gerou sentimento de raiva. Então, os líderes mostraram sua autoridade colocando Jeremias num poço cheio de lama (Jeremias 38:1-6).

Prendendo e lançando Jeremias num poço, era uma forma de silenciá-lo e evitar a propagação de suas mensagens; porém, tal comportamento da liderança revela uma negligência pela ética e justiça, privilegiando os próprios interesses e poder sobre a verdade e a integridade. Isso ficou claro no diálogo que Jeremias teve com o rei Zedequias, após ter sido liberto da cisterna por Ebede-Meleque (Jeremias 38:7-28).

• Este relato serve como lembrete poderoso das armadilhas da arrogância e da autojustificação, mesmo entre aqueles que são chamados para liderar e representar o povo de Deus.

• O medo do desconhecido, a raiva contra aqueles que desafiam a autoridade e o orgulho em sua própria sabedoria impedem a tomada de decisões racionais e compassivas.

• Líderes imersos num ciclo de pensamentos catastróficos são incapazes de considerar alternativas ou consequências a longo prazo.

• Não é sábio optar pela supressão da mensagem em vez de enfrentar a verdade inconveniente proclamada pelo mensageiro de Deus!

Numa sociedade de incerteza e conflito, a narrativa de Jeremias 38 convida-nos a refletir sobre a natureza da liderança e os dilemas éticos enfrentados por aqueles que detêm poder e autoridade.

Oremos por nossos líderes... Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

As primeiras coisas

  Devocional Diário As primeiras coisas Aos filhos das concubinas que tinha, Abraão deu presentes. Gênesis 25:6 Dizem que Boston é a cidade ...