segunda-feira, 19 de fevereiro de 2024

Jeremias 22 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 22
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 22 – Deus vê a maldade que os perversos praticam, e, a injustiça não ficará impune. É por isso, que este capítulo contém profecias e advertências dirigidas aos líderes do povo de Deus, especificamente ao rei e à família real, por causa de sua injustiça e falta de piedade para com o povo.

Jeremias 22 “foi um oráculo introdutório para alertar a corte davídica [vs. 1-9] e consolar Salum (Jeoacaz), que reinou somente três meses e foi deportado para o Egito (608 a.C) [vs. 11-12]. Apresenta-se um oráculo a respeito de Jeoaquim (608-597 a.C.) [vs. 13-19], ímpio idólatra e adversário de Jeremias (cf. 2Rs 23:24-24:27). Pronuncia-se a condenação de Joaquim [vs. 20-30], que foi deportado para Babilônia. (No hebraico ele é chamado Conias, aqui e em 37:1; Jeconias, em 24:1; 27:30; cf. 2Rs 24:8-16; 25:27-30.)” explica Merrill Unger.

Alguns pontos sobressaem do texto sagrado:

1. Jeremias foi enviado para confrontar o rei Joaquim, filho de Josias, e aconselhá-lo a agir com justiça e retidão. A repreensão se deve à opressão sobre o povo e o egoísmo. É claro que políticos injustos serão condenados por Deus.
2. O profeta adverte os governos a administrarem com justiça, cuidarem dos pobres e oprimidos, protegerem os direitos dos estrangeiros, órfãos e viúvas, e não se deixarem levar pela ganância, ambição e corrupção.
3. Jeremias aponta às consequências da injustiça e idolatria. Judá cairia e Jerusalém seria destruída como resultado da injustiça, opressão e idolatria praticada pelos líderes e pelo povo. Através de Seu profeta, Deus evidencia que não poupará a linhagem real da punição, mesmo sendo de Seu próprio povo.
4. Jeremias apresenta promessas de bênçãos e restauração aos condenados transgressores. Caso reis e líderes políticos se arrependerem e agirem com justiça, Deus promete abençoar e restaurar, permitindo que administradores justos governem sobre o povo.

Em Jeremias 22, os líderes são

• alertados contra a exploração dos trabalhadores e a construção de riqueza através da injustiça (Jeremias 22:13).
• desafiados a refletir sobre a responsabilidade do poder e a necessidade de agir com justiça e integridade (Jeremias 22:14-15).
• Chamados a compreender que a posição de nenhum líder o isenta da responsabilidade de agir corretamente (Jeremias 22:16-17).

Há muitas verdades impactantes neste capítulo. Deus observa tudo. Nada Lhe passa despercebido! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

As primeiras coisas

  Devocional Diário As primeiras coisas Aos filhos das concubinas que tinha, Abraão deu presentes. Gênesis 25:6 Dizem que Boston é a cidade ...